quarta-feira, 30 de novembro de 2011

De “pé de anjo” ao pé de meia... ou Um pé de quê?


Está rolando na internet uma declaração feita por um ex-jogador de futebol, ídolo do “clube da Av. Marginal s/nº”. Ele foi membro de uma Assembleia de Deus em S. Paulo por um tempo e agora declara que na IRUD, numa atitude de fé onde doou oitenta e poucos mil reais, ele livrou-se de ter de pagar uma multa em favor do Corinthians e ainda foi indenizado na quantia de R$ 2 milhões.

Já declarei em outros textos e em algumas de minhas palestras que não duvido do poder de Deus para abençoar pessoas, seja essa bênção da natureza que for: espiritual, emocional, financeiras, moral etc.

Quando eu frequentava centro de umbanda, isso na década de oitenta, eu pedia aos pais de santo que falassem com os guias, com os caboclos, que dessem uma “forcinha” para eu melhorar de vida, para não faltar uma namoradinha no meu dia-a-dia, para não deixarem eu ter problemas. Olhando em perspectiva, vinte anos após minha conversão, vejo que hoje sou imensamente mais abençoado que naquele tempo.

Mas por que eu disse isso? Para comparar a motivação que me levava a um centro de umbanda com a motivação com que muitos homens e mulheres (já não os chamo “cristãos”) têm procurado Jesus (ou Gizuz, como diz o Danilo). A noção da verdadeira riqueza da graça de Deus foi, definitivamente, abandonada. Não estou, com isso, julgando a vida devocional de ninguém, nem fazendo juízo do coração alheio, mas foi o próprio Jesus quem disse que “a boca fala do que o coração está cheio”. O que eu devo pensar diante disso?

Será que esses artistas, atletas e tantos outros membros de igreja não têm pastor para ensinar o que é e para que serve a igreja? Ou estão, eles mesmo, interessados em transformar as casas de oração em casas de câmbio? Não há nada melhor para testemunhar em favor da igreja (ou do poder de Deus) do que o extrato bancário? Esse pessoal não se cansa.

Dinheiro é bom e eu gosto, mas um testemunho dessa natureza poderia ser pauta num bate papo de sexta-feira numa lanchonete, ou na pizza de sábado a noite. Ir ao ar em rede nacional para dizer isso é de uma mediocridade sobrenatural, é de uma pequenez absurda, de uma insensatez continental. E pergunto novamente: esse moço não teve pastor para orientá-lo?

E por fim, não demora muito para trocarem o apelido do rapaz. O pé de anjo logo será chamado “Pé-de-coelho: aquele que tira você da merda e dá a você um pé de meia”. E Gizuz vai dar um pé no traseiro de quem põe o coração nos tesouros dessa vida. Não tenha dúvida.

Siga-me no Tweeter: @magnopaganelli

Via: http://neoprotestante.blogspot.com/

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Um estranho prodígio - C. H. Spurgeon



Eis que nas palmas das minhas mãos te gravei.

Isaías 49.16


Sem dúvida, uma parte da maravilha que está concentrada na palavra "eis" é incrementada pela lamentação incrédula proferida anteriormente por Sião: "O SENHOR me desamparou, o Senhor se esqueceu de mim" (Isaías 49.14). Quão admirada a mente divina parece estar com esta incredulidade ímpia! O que pode ser mais espantoso do que os temores e dúvidas infundados do povo de Deus? A amável palavra de repreensão da parte de Deus deveria nos fazer corar de vergonha. Ele disse: "Como posso esquecer vocês, se os gravei nas palmas de minhas mãos? Como ousam duvidar de minha constante lembrança, quando o memorial está colocado em minha própria pele?"



A incredulidade é um estranho prodígio! Não sabemos de que nos admirarmos mais: A fidelidade de Deus ou a incredulidade de seu povo. Deus cumpre a sua promessa milhares de vezes, mas a próxima provação nos faz duvidar dEle. Ele nunca falha. Ele não é uma fonte sem água. Ele nunca é como um sol a se pôr, uma estrela cadente, ou um vapor que se dissolve. Ape¬sar disso, somos constantemente importunados por ansiedades, afligidos por suspeitas e perturbados por temores, como se Deus fosse uma miragem no deserto.



"Eis" é uma palavra que tem o objetivo de estimular nossa admiração. Aqui, certamente, temos um assunto com o qual podemos nos admirar. O céu e a terra podem admirar-se de que rebeldes obtenham tão grande proximidade do coração de tão infinito amor, que os inscreveu nas palmas de suas mãos. Eu "te gravei", e não "gravei o teu nome". O nome está incluído, mas isso não é tudo — "te gravei". Assimile a plenitude desta afirmação! Eu gravei a sua pessoa , sua imagem, sua causa, suas circunstâncias, seus pecados, suas tentações, fraquezas, necessidades e obras. Tudo o que diz respeito a você, eu o gravei em minhas mãos. Eu o coloquei inteiramente aqui. Você dirá novamente que o seu Deus o abandonou, visto que Ele o tem gravado nas palmas de suas mãos?
 
 
 

Pastor do sertão cearense faz apelo aos telepregadores da prosperidade







Via: blog do Ciro.
 

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

BÍBLIAS DIGITAIS PODERÃO SER USADAS POR IGREJAS PERSEGUIDAS



Duas empresas cristãs se juntaram para criar uma biblioteca virtual com várias versões e traduções da Bíblia livre e também com centenas de horas de materiais de áudio e vídeo disponibilizados em DVDs ou em dispositivos de armazenamento digital como cartões de memória.
O projeto é uma parceria da Bible League International com a Digital Bible Society (DBS) que querem alcançar cristãos da Igreja Perseguida em todo o mundo e também em locais onde o número de Bíblias é insuficiente diante da alta procura.
“Podemos obter estes materiais em áreas onde os crentes são perseguidos e em locais onde a demanda por Escrituras ultrapassa em muito a oferta”, diz Robert T. Frank, CEO global da BLI. “Mesmo em áreas empobrecidas, estamos colocando todo esse material cristão nas mãos de pessoas comuns que não têm dinheiro para comprar sequer uma Bíblia”, complementa.
A Biblioteca Digital da Bíblia utiliza tecnologia de compressão de dados para armazenamento máximo como Micro SD, pen drives, CDs e DVDs, esses dispositivos facilitam a portabilidade e duplicação desses dados. Outra vantagem é que quando um desses dispositivos da biblioteca de armazenamento é removido, ele não deixa rastros no equipamento que utiliza, dando aqueles em áreas perseguidas melhor segurança.
Todo o conteúdo da biblioteca é copyright livre e pode ser reproduzido gratuitamente. “Os grupos que tem parceria com DBS para fornecer o conteúdo da biblioteca concordaram que pode ser copiado gratuitamente, quantas vezes for necessário, para que esses recursos podem ser compartilhados em países onde a aquisição de uma cópia impressa do mesmo uma tradução da Bíblia é difícil se não impossível “, encerra Frank.

Fonte: http://noticias.gospelprime.com.br

sábado, 26 de novembro de 2011

Pastor Silas Malafaia afirma em entrevista ao “The New York Times”,que é o “inimigo número um do movimento gay no Brasil”

Pastor Silas Malafaia afirma em entrevista que é o “inimigo número um do movimento gay no Brasil” e chama jornalista de vagabunda

O Pastor Silas Malafaia foi assunto de uma longa reportagem do jornal americano “The New York Times”, considerado o mais influente do mundo e em sua entrevista falou sobre temas polêmicos, como homossexualismo, legalização do aborto e da maconha.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
Intitulada “Evangelical Leader Rises in Brazil’s Culture Wars” (Líder evangélico cresce em meio às guerras culturais”, a reportagem cita que Malafaia é conhecido por seus ataques verbais, e que dentre os inimigos do Pastor estão jornalistas liberais, ativistas homossexuais e outros líderes evangélicos.
Atribuindo seu crescimento à sua criação, esforço e contatos que possui, Silas Malafaia fez questão de mencionar que era grato a Deus pelo momento que vive. A matéria cita ainda que a ascensão de Malafaia tem despertado inveja e admiração.
O jornalista Andrew Chesnut, que entrevistou Silas Malafaia é especializado em religiões da América Latina pela Universidade de Virginia Commonwealth, e o comparou ao controverso Pastor americano Pat Robertson, também conhecido por expressar fortes opiniões.
Em determinado ponto da entrevista, questionado sobre o artigo “A dura vida dos ateus em um Brasil cada vez mais evangélico”, o Pastor Silas Malafaia classificou a autora do texto, a jornalista Eliane Brum, como vagabunda, usando o termo em inglês “tramp”.
O texto, que repercutiu em todo o país, ilustra uma conversa entre uma ateia e um evangélico, em que o fiel tenta convencer a ateia a crer em Deus. A jornalista se manifestou em seu perfil no Twitter, afirmando estar chocada com a agressão verbal de Malafaia.

Afirmando ser o “inimigo número um do movimento gay no Brasil”, o Pastor Silas Malafaia concedeu a entrevista após um evento em que ele participou, e que segundo o The New York Times, reuniu em torno de duzentas mil pessoas.
Fonte: Gospel+

A PARÁBOLA DO JUIZ INÍQUO.

 Lc.18:1  E contou-lhes também uma parábola sobre o dever de orar sempre, e nunca desfalecer, 
2  Dizendo: Havia numa cidade um certo juiz, que nem a Deus temia, nem respeitava o homem. 
3  Havia também, naquela mesma cidade, uma certa viúva, que ia ter com ele, dizendo: Faze-me justiça contra o meu adversário. 
4  E por algum tempo näo quis atendê-la; mas depois disse consigo: Ainda que näo temo a Deus, nem respeito os homens, 
5  Todavia, como esta viúva me molesta, hei de fazer-lhe justiça, para que enfim näo volte, e me importune muito. 
6  E disse o Senhor: Ouvi o que diz o injusto juiz. 
7  E Deus näo fará justiça aos seus escolhidos, que clamam a ele de dia e de noite, ainda que tardio para com eles? 
8  Digo-vos que depressa lhes fará justiça. Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra?

Jesus nos dá uma grande lição na parabola do juíz iníquo.
Ele nos convida a incomodar-mos a ele, isto é bater na porta dele de dia e de noite atravéz da oração.
Ele mesmo nos mostra que um homem de coração duro e mau atendeu uma viúva que não tinha dinheiro e nenhuma recompensa para lhe dar, 
simplesmente porque ele não aguentava mais a insistência dela. 
Será que o nosso bondoso e maravilhoso Deus não vai nos atender depressa (vercículo:8),
ainda quando achamos que está "demorando"? “ainda que tardio"(vercículo:7) “É claro que sim.”

Rm.8:31 Que diremos, pois, a estas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós? 
32 Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, 
antes o entregou por todos nós, como nos näo dará também com ele todas as coisas?
Fonte: orkut do Pr. Manoel Correia.

Deputado Pastor Marco Feliciano denuncia militância LGBT



Deputado Federal Marcos Feliciano
Em pronunciamento na tarde desta quinta-feira, 24, na Câmara Federal o pastor e deputado federal Marco Feliciano acusou a militância LGBTT de juntamente com o Governo, mídia e intelectuais, promover uma conspiração contra a família.
Em seu discursos Feliciano questionou algumas decisões do STF e STJ. Confira o pronunciamento do deputado na íntegra:
Senhoras e Senhores Deputados.
Faço uso desta tribuna para fazer um apelo, à nação brasileira que ainda e apenas por enquanto, é uma nação FAMILIA!
Minha denuncia é grave. É sobre a militância LGBTT pra quem sou obrigado a “tirar o chapéu” pela estratégia, pela força e pelos apoiamentos que possuem que, respaldados em  ALTOS IDEAIS de direitos humanos, não a violência e sim a cidadania, conseguiram notoriedade, espaço privilegiado junto ao GOVERNO, aos intelectuais, artistas e mídia em geral, incluindo a mídia desta Casa que, tenho quase certeza, não divulgará este discurso e se eu estiver errado que me desculpem. Como eu disse é uma denuncia grave.

        Trata-se de uma CONSPIRAÇÃO! Sim senhoras e senhores! Uma conspiração contra o certo, contra a família, contra a continuidade da existência humana!

        O assunto é angustiante,  desconfortável, gera mal estar, mas alguém precisa falar. Acredito que cerca de 80% dos parlamentares desta Casa são contra as ultimas decisões do STF e STJ sobre a união estável  e do casamento civil entre pessoas do mesmo sexo, e por se tratar de assunto deplorável a não manifestação desta Casa deu à MAIS ALTA CORTE, o direito de se pronunciarem, dando parecer favorável , mas não unanime sobre o assunto.  
Em meu pensamento deveriam os magistrados ter agido como o fez os magistrados franceses, que disseram que tal assunto era de competência do PARLAMENTO,  era assunto sim de interesse do povo pois toca em seus costumes, pensamentos, afinal o Parlamento foi eleito pelo povo, e o POVO É SOBERANO!

        Quando criança, na escola dominical a professora contou a seguinte história: o diabo queria entrar no céu, bateu a porta, e, atendido por um bondoso anjo tentou entrar. O anjo fechou a porta abruptamente, mas a mão do diabo havia entrado. 
Gritando de dor, o anjo por sua natureza bondosa abriu a porta para que ele retirasse a mão, mas o infeliz colocou o braço todo, o anjo então fecha mais uma vez a porta e o gatuno grita novamente, alegando que seu braço seria arrancado, o anjo abre a porta para ele tirar o braço então ele entra de corpo todo. Moral da história se der mão quer o braço, se der o braço quer o corpo.

        Dois meses atrás A UNIÃO ESTAVEL, semana passada O CASAMENTO CIVIL, ontem  no seminário ESCOLA SEM HOMOFOBIA foi pedido: EVITAR DISCRIMINAÇÕES DE GENERO E DIVERSIDADE SEXUAL EM LIVROS DIDATICOS E PARADIDATICOS UTILIZADOS EM ESCOLA, ou seja, caberá ao MEC só aceitar materiais de editoras que, ou não coloquem a figura família PAI e MÃE e FILHOS, ou incluir-se-a DUAS MULHERES OU DOIS HOMENS DE MÃOS DADAS E A FIGURA DE UMA CRIANÇA; semana que vem na Comissão de Seguridade Social e Familia a votação do projeto que da ao PARCEIRO HOMOSSEXUAL O DIREITO AO PENSIONATO. 
Na justificativa do Seminário ESCOLA SEM HOMOFOBIA, esta escrito: A conferencia Nacional LGBT de 2008 aprovou 561 recomendações políticas públicas para LBGT entre as quais passo a destacar:

- 1.1.2 -  Inclusão da População LBGT em programas de alfabetização nas escolas públicas (cota para professor homossexual);

-  1.4.6 - Distribuição de livros para bibliotecas escolares com a temática diversidade sexual para o público INFANTO (até 10 anos) JUVENIL (10 aos 15 anos);

- 1.2.33 - Cria bolsa de estudo que qualifique os profissionais travestis e transexuais:

- 1.1.5 - Cursos de pós-graduação sobre diversidade sexual; num País onde 35% de seu povo é considerado analfabeto (não apenas porque não sabe ler e escrever, mas quando consegue ler – não sabe localizar a noticia no tempo e no espaço;

- 1.2.3 - Classificar como inadequadas para crianças, obras com conteúdos homofóbicos (bíblia por exemplo);

- 1.2.15 – Legalizar o Direito do Casal Homossexual de adotar filhos / com registro feito em nome do casal; (termo mãe e pai desaparecerá);

-1.2.10 – Presidios Especiais para a População LGBT;

- 1.3.35 – Criação de Selo nacional para empresas que apóiam ou estimulam os LBGT;

- 1.2.18 – Atenção Domiciliar humanizada aos idosos LGBT;

- 1.2.28 – Profissionalização da PopulaçãoLGBT (Programa Primeiro Emprego Gay);

- 1.3.42 – Implementação do programa viaja mais diversidade (Turismo LGBT);

- 2.1.9 – Reforma Agraria para a população LBGT ;

- 1.2.30 – Estimular o acesso de jovens LGBT nas ofertas de estágio remunerado;

- 1.1.6 – Cursos sobre os direitos da População LGBT;

- 1.2.31 – Capacitação Profissional para Travestis e Transexuais;

- 1.1.16 – Direitos sexuais e reprodutivos para a população LGBT;

- 1.2.4 – Controle Social junto as Redes de TV, com proibição de piadas LGBT;
- 1.4.10 – Promover pesquisa sobre homofobia ambiental;
        Junto ao Conselho Federal da OAB, a comissão especial de Diversidade sexual, no seu anteprojeto propõe:
Cap XVI –  Dos Crimes
 
Art . 100 – Pai não pode ensinar ao filho sobre orientação sexual; padre, pastor não podem ensinar seus fiéis sobre esse assunto – pena de 2 a 5 anos de reclusão;
 
Art. 102 – Empregador ao não contratar um LGBT – pena de 1 a 3 anos de reclusão, agravando em um terço se for cargos públicos;
 
Art. 103 – Qualquer estabelecimento comercial que pedir para que DOIS HOMENS NÃO SE BEIJEM PUBLICAMENTE ALI – pena de 1 a 3 anos de reclusão;
Cap. XVII – Políticas Públicas
 
Art. 106 – Paragrafo IV – ELIMINAÇÃO DOS OBSTÁCULOS HISTÓRICOS, SOCIOCULTURAIS E INSTITUCIONAIS QUE IMPEDEM A REPRESENTAÇÃO DA DIVERSIDADE SEXUAL NAS ESFERAS PÚBLICA E PRIVADA : FAMILIA, IGREJA ?
       
Faço um apelo aos parlamentares desta Casa, em especial à Frente Parlamentar Evangélica – Na pessoa de seu Presidente Deputado João Campos, à Frente Parlamentar Católica – Na pessoa do Deputado Eros Biondini, por um momento a serem mais que políticos, a serem estadistas! 
O Estadista sacrifica o momento pelo Futuro! Sacrifiquem o conforto (pois falar deste assunto trás desconforto), sacrifiquem se preciso for, seus votos, e se preciso for, sacrifiquem até seus mandatos PELOS NOSSOS FILHOS E GERAÇÕES FUTURAS! Freud diz que tudo que uma criança, vê, ouve e sente, fará parte da construção do seu caráter e personalidade no futuro.

        Não a homofobia! Mas também não a concessão de direitos que geram mais DISCRIMINAÇÃO e SEGREGAÇÃO!

        Apelo hoje aos Nomes que passarei a citar, para que quebrem as barreiras, e as diferenças caso hajam, porque mais são os propósitos que nos unem do que os que nos separam.

- Pr. José Wellington Bezerra da Costa, Presidente da CGADB;
 
- Bispo Manoel Ferreira, Presidente da Assembléia de Deus de Madureira;
 
 - Pr. Dr. Samuel Ferreira, Presidente da AD Bras;
 
- Pr. Dr. Abner Ferreira, Presidente da AD Madureira RJ;
 
- Pr. Silas Malafaia, Presidente da AD Vitoria em Cristo;
 
- Pr. Jabes de Alencar, Presidente do Conselho de Pastores de SP e AD Bom Retiro;
 
- Pr. Samuel Camara, Lider da AD Belem e Presidente da Rede de Comunicação Boas Novas;
 
- Missionário RR Soares, Lider da Igreja da Graça;
 
 - Apóstolo Valdemiro Santiago, Lider da Igreja Mundial do Poder de Deus;
 
 - Apóstolo Rene Terra Nova, ministério Internacional da Restauração;
 
- Apóstola Valnice Milhomens, líder da Igreja Nacional do Senhor Jesus Cristo;
 
- Apóstolo Marcio Valadão, da Batista da Lagoinha;
 
- Pr. Jorge Linhares, da Batista do Getsemani;
 
- Pr. e  Deputado Mario de Oliveira, Lider da Igreja do Evangelho Quadrangular;
 
- Pr. Cesino Bernardino, presidente dos Gidões Missionários da Ultima Hora;
 
- Pr. Reuel Bernardino, vice presidente dosGideões Missionários da Ultima Hora;
 
- Apóstolo Estevam Hernandes e Bispa Sonia Hernandes da Igreja Renascer;
 
- Bispo Robson Rodovalho, da igreja Sara Nossa Terra;
 
- Pr. Fad Farad, Lider do Ministerio da Fé;
 
- Apóstolo Ezequiel Teixeira, Lider da igreja de Vida Nova de Iraja;
 
- Pr. Marcos Gregório, Lider do Ministério Apascentar;
 
- Pr. Simonton, Lider da Comunidade Praia da Costa;
 
- Apóstolo Cesar Augusto, da igreja Fonte da Vida;
 
- Apóstolo Sinomar, Lider da Igreja luz para os povos;
 
- Apóstolo Doriel, líder da Casa da Benção; 
- Pr. Aguiar Valvassoura, líder da Igreja do Nazareno;
 
 - Pr. Aloisio Silva, líder da Igreja Videira em Goiania;
 
- Bispo Macedo, líder da Igreja Uiversal do Reino de Deus;
 
- Pastores Custódio Rangel e Altomir, lideres da ADHONEP,
 
- Bispo João Carlos Lopes – Presidente do Colégio Episcopal Metodista;
 
- Rev. Obedis Ferreira da Cunha Jr. – Pr. Titular da Igr. Presbiteriana Nacional;
 
- Rev. Roberto Brasileiro Silva – Pres. Da Igr. Presbiteriana do Brasil;
 
- Pr. José Carlos da Silva – Pres. Da Convenção Batista Nacional;
 
- Pr. Egon Kopereck – Pres. Da Igr. Evangélica Luterana do Brasil;
 
- Pastores: Junior de Souza; Paulo Marcelo; Napoleão Falcão; Abilio Santana; Geziel Gomes; Adeildo Costa; Carvalho Junior; Aldery Nelson; Yossef Akiva; Gilmar Santos; Gilvan Rodrigues, pregadores das grandes massas e formadores de opinião;

- a todos os conselhos de pastores do Brasil, bem como todas as denominações evangélicas, pentecostais, neo pentecostais, ortodoxos, carismáticos, históricos, todos os pastores e obreiros;

- Rev.  Adail Carvalho Sandoval, presidente Sociedade Biblica do Brasil;
 
- Dom Raimundo Damasceno – Presidente da CNBB –Conferencia nacional dos Bispos do Brasil,
 
- Dom Odilio Scherer, Arcebispo de São Paulo;
 
- Pe. Jonas Abibe, Presidente da TV Canção Nova;
 
- Conselho Episcopal da Igreja Católica e todas as suas circunscrições Eclesiasticas; seus bispos, cardeais, bispos, arcebispos, padres, presbíteros e diáconos e todos os religiosos e religiosas;

         Fico Imaginando uma reunião com todos estes guerreiros, onde com uma visão, uma determinação, e liderança, poderemos resgatar as diretrizes do moral, do ético, dos bons costumes e mais, mostrar que pela Familia Brasileira quebramos as barreiras interdenominacionais. Estes homens e mulheres juntos, podem mobilizar 95% da população brasileira! Ainda da tempo. É possível!

         Faço aqui meu humilde pronunciamento implorando que minha voz seja ouvida.
Obrigado.

Pastor Marco Feliciano
Deputado Federal

3 Razões porque a Igreja Universal pode ser considerada uma seita.

Por Renato Vargens



Outro dia eu afirmei que a Igreja Universal do Reino de Deus não pode ser considerada uma Igreja protestante ou evangélica, simplesmente pelo fato de que a sua teologia é sincrética, antropocêntrica e demoníaca. Além disso, ela não possui nenhuma relação teológica ou confessional com as expressões da Reforma, antes pelo contrário, seus ensinamentos contrapõem-se as doutrinas da ortodoxia evangélica.

Hoje eu gostaria de forma prática e objetiva explicar porque considero a IURD uma seita.

Isto posto, gostaria de refletir juntamente com você sobre três pontos que apontam a constituição de uma seita:

1. Exclusivismo salvífico - Embora a IURD diga que "só Jesus salva", ela condiciona a salvação às suas práticas e crendices, através da "posse de elementos salvíficos, como rosas ungidas, óleos especiais além de outros tipos de quinquilharias mágicas.

2. Liderança espiritual, absoluta , inquestionável e indissolúvel. Em qualquer estrutura de liderança evangélica, qualquer denominação, independente se é reformada ou não, um líder com 1/10 das distorções teológicas do Bispo Macedo teria caído. Lamentavelmente em instituições como a IURD onde a Palavra proferida ou dita pelo líder primaz é inquestionável aberrações teológicas são cometidas.

3- Distorções basilares sobre a fé. As doutrinas da IURD são sincréticas. Ainda que afirmem sua fé na Palavra de Deus, sua prática doutrinária demonstra outra coisa, junta-se a isso o fato de que a Universal relativiza a graça de Deus, pregando conceitos pagãos e absolutamente contrários as Escrituras Sagradas. Nesta perspectiva, entrevistam demônios, "comercializam" as bênçãos do Senhor, além é claro, de determinar que o crente em Jesus é um sócio do Todo-Poderoso. Para piorar a situação, sua soteriologia é pelagiana, sou pneumatologia manipuladora, e sua fé maniqueísta. Além disso, encontramos nela a prática da simonia, da venda de indulgências além é claro de uma distorcida base teológica.

Isto posto, não possuo a menor dúvida em afirmar que a IURD não pode ser considerada uma Igreja evangélica ou protestante.

Com dor no coração,

Renato Vargens


Fonte: blog do pastor Renato Vargens

O fósforo e a vela!!


O fósforo e a velaCerto dia o fósforo disse para a vela: - Minha missão é te acender. - Ah, não, disse a vela. Tu não vês que se me acendes meus dias estarão contados. Não faz uma maldade dessa não. - Então queres permanecer toda a tua vida assim dura, fria, sem nunca ter brilhado, perguntou o fósforo. - Mas ter que me queimar. Isso dói. Consome as minhas forças, murmurou a vela. - Tens toda razâo, respondeu o fósforo, esse é precisamente o mistério de tua vida. Tu e eu fomos feitos para ser luz. O que eu, como fósforo, posso fazer é muito pouco. Mas se passo a minha chama para ti, cumprirei com o sentido de minha vida. Eu fui feito justamente para isso: para começar o fogo. Tu és vela. Tua missão é brilhar. Toda tua dor, tua energia se transformará em luz e calor. Ouvindo isso a vela olhou para o fósforo que já se estava apagando e disse: - Por favor, acende-me. Mt.5:14a - Vós sois a luz do mundo...
Is.60:2 Porque eis que as trevas cobriram a terra, e a escuridão os povos; mas sobre ti o SENHOR virá surgindo, e a sua glória se verá sobre ti.A TERRA ESTÁ EM TREVAS, .O PECADO TEM ASSOLADO A HUMANIDADE,OS HOMENS ESTÃO NA CEGUEIRA ESPIRITUAL PROCURANDO NAS RELIGIÕES, NOS ÍDOLOS, NAS SUPERTIÇÕES, NOS AMULETOS, ETC...,SOLUÇÃO PARA OS SEUS PROBLEMAS.. MAS NÃO CONSEGUEM ENXERGAR QUE A PALAVRA DE DEUS É O REMÉDIO PARA A CURA DA CEGUEIRA ESPIRITUAL .SL.119:105 Lâmpada para os meus pés é tua palavra, e luz para o meu caminho.E VOCÊ E EU QUE CONHECEMOS ESTA PALAVRA O QUE ESTAMOS FAZENDO? ESTAMOS ACESOS OU APAGADOS?fL.2:15 - para que vos torneis irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus imaculados no meio de uma geração corrupta e perversa, entre a qual “”resplandeceis como luminares no mundo”“, DEUS NOS CHAMOU PARA SER “LUZ”, DEUS NOS CHAMOU PARA BRILHAR .DEIXA A CHAMA DO ESPÍRITO SANTO TE ACENDER!!!
Fonte: Orkut do Pr. Manoel Correia.

PESO ETERNO DE GLÓRIA!


por EZEQUIAS A. MARINS"
Toda a igreja cristã que não ensina aos seus membros a principal ciência da religião, asofrimentologia, não está cumprindo o seu dever. Imponha a mortificação a si mesmo. Aprenda a sofrer e a não ceder. Pode chegar o tempo em que você poderá precisar deste conhecimento". (Richard Wurmbrand)

Quem escreveu essas linhas acima sabia do que estava dizendo, pois esse homem amava ao Senhor Jesus que pagou um alto preço pela sua ousadia em pregar o Evangelho na antiga Romênia, ainda sob o impacto do comunismo. Ele foi pastor luterano, que ficou mundialmente conhecido por passar 14 anos em campos de concentração em seu país, por causa de sua fé. Ele foi torturado por conta de sua obstinação em viver de fé em fé. Um exemplo para o nosso relaxado cristianismo!

Há algo na expressão de nosso cristianismo que me perturba, e é justamente a facilidade com que nos sentimos "vítimas" diante de situações espinhosas no nosso cotidiano. Deduzo que seja por conta da mensagem de um evangelho que não suporta provocações do Diabo ou ainda fragilidades de nossa própria natureza humana. Parece-me que o "vencer a qualquer preço" tem sido a filosofia de muitos dos nossos crentes hodiernos. E, como resultado temos crentes com uma fé que visa apenas o seu umbigo e a sua realização pessoal. Tenho sérias dúvidas que Deus está interessado em nossa alto estima! Tenho para mim que o propósito do Senhor é justamente nos desmamar de nossa auto-suficiência, e por meio das provas a que somos submetidos, provocar em nós um santo contentamento.

Esse "santo contentamento" não seria uma postura de "capachão" do tipo, "pode bater que eu gosto!", absolutamente, eu falo desse princípio como sendo algo espelhado na própria experiência do apóstolo Paulo: "Sei passar falta, e sei também ter abundância; em toda maneira e em todas as coisas estou experimentado, tanto em ter fartura, como em passar fome; tanto em ter abundância, como em padecer necessidade. Posso todas as coisas naquele que me fortalece", Filipenses 4.12,13.

Temos de entender o sofrimento como sendo uma prova para o Senhor aferir nossa alma e nossa persistência espiritual. Uma vez, aprovados nesse teste de fidelidade, passamos a adentrar esferas mais sublimes de nossa experiência com o Senhor, como pode ser visto nas biografias de missionários que aprenderam à base de duras penas a dependerem unicamente no Senhor!

Isso me faz lembrar o excelente livro de John Piper, "completando as aflições de Cristo", da Shedd Publicações em que ele cita o exemplo de Adoniram Judson que depois de observar que uma grande proporção dos que saiam em missão para o Oriente morriam em cinco anos, disse: "Por isso, caminho suavemente, a morte de perto os meus passos!".

Essa é a melhor forma de viver, tendo a consciência de que a morte espreita nossos passos! Somos pessoas caminhando na direção da morte, por conta disso, não temos de viver brigando uns com os outros por posição ministerial ou por notoriedade, vamos para o mesmo lugar, independente de sermos ricos ou pobres! A morte está no nosso pé! A vida é passageira! Celebremos pois cada segundo como se fosse o nosso último!

Tenho dito. E morrerei um dia! Ela (a morte) está aqui do meu lado!

PS. Apesar do tom aparentemente sombrio de meu artigo, quero homenagear os membros fundadores da nossa igreja, IBACEN, que completa 19 anos nesse fim de semana. Refiro-me aos fundadores que ainda estão conosco, membros servos dessa igreja encantadora! Que vivamos o presente tempo, certos de que nossa contribuição será eterna! Parabéns IBACEN!


Fonte: http://ezequiaspastor.blogspot.com/

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Universal de Portugal anula a graça de Cristo e prega heresias estarrecedoras.


Por Renato Vargens

Em 31 de outubro de 1517, o monge alemão, Martinho Lutero afixou às portas do castelo de Wittenberg, as suas 95 teses denunciando as indulgências e os excessos da Igreja Católica, dando inicio a Reforma Protestante. Quase quinhentos anos depois, parte da igreja dita evangélica, experimenta em seus arraiais as mais estranhas doutrinas, o que com absoluta certeza faria com que o reformador alemão ficasse de rosto ruborizado. Igrejas como a Universal do Reino de Deus, nos últimos anos tem propalado desvios doutrinários dos mais estapafúrdios, comercializando em seus cultos, objetos mágicos, utensílios ungidos, além de incentivar os crentes a fazerem uma sociedade com Deus.

Esta semana recebi um vídeo em que a Igreja Universal do "Reino de Deus" em Portugal anunciava uma campanha cujo título era: "Faça uma sociedade com Deus, alcance o SUCESSO FINANCEIRO". 

No final do vídeo, um dos pastores diz o seguinte: "Vai dar certo e tem que dar. Na noite dos impossíveis, Deus TEM que fazer o impossível e acabou!"

Pera aí, Deus tem que fazer o impossível e acabou? É isso mesmo? Ora, definitivamente isto é o fim da picada! Com dor no coração sou obrigado a confessar que infelizmente este pessoal não tem pregado o evangelho do Reino. Antes pelo contrário, o evangelho o qual estes têm propalado é humanista, hedonista e personalista.

Caro leitor, ser protestante, não é somente se identificar com o protesto feito pelos reformadores contra a corrupção eclesiástica e o falso ensinamento católico do século XVI; é muito mais do que isso. Ser protestante, é viver debaixo de um avivamento integral, é resgatar os valores indispensáveis a fé bíblica através da Palavra, é proclamar incondicionalmente a mensagem da graça de Deus em Cristo Jesus.

“O lema Eclésia reformata, semper reformanda, deveria estar sempre ressoando em nossos ouvidos e corações, desafiando-nos à responsabilidade de continuamente caminharmos segundo a Palavra, sem nos deixarmos levar por ventos de doutrinas e movimentos que tentam transformar a Igreja de Cristo, num circo eclesiástico, nas mãos de líderes inescrupulosos, que manipulam o povo ao seu bel prazer, tudo isso em nome de Deus!

Pense nisso!

Soli Deo Gloria.

Renato Vargens


Edir Macedo contra telespectadores pentecostais



Na briga contra a Globo, Macedo se esquece que pentecostais também doaram dinheiro para a compra da Record
Na noite de 13 de novembro, o Domingo Espetácular levou ao ar uma matéria mostrando os modismos do meio pentecostal, apelidado pelos próprios cristãos pentecostais como re-te-té, cai-cai, e cair no Espírito.
É sabido que os neopentecostais não gostam de cultos barulhentos e a movimentação dos “sapatinhos de fogo”. Se um deles tentar dar show nas reuniões deles, logo aparecerá um obreiro e o lembrará da passagem de 1 Corintios 14 (ordem e decência).
A iniciativa de Edir Macedo extrapolou os limites da sua autopreservação como empresário de televisão. A resposta veio logo em seguida no Twitter, com a hastag #VergonhaRecord , que foi ao topo das cinco indicações de maior troca de postagens. Haviam manifestações contrárias ao Macedo, inclusive de quem também não considera correto o costume do cai-cai. Assim que a reportagem terminou sua transmissão, evangélicos e não evangélicos protestaram. Macedo parece não ter feito amigos com essa iniciativa, apenas aumentou o número de antipatias contra si, contra a emissora e contra os cristãos em geral.

Daqui para frente, creio que a cúpula da Record deverá administrar os prejuízos desse tiro no pé. A Globo, SBT e Bandeirantes devem ter vibrado com esse erro do Macedo, e deverão aproveitá-lo ao máximo.

@Eliseu_A_Gomes

Ass. de Deus discute se mulheres podem ou não ser pastoras


Tradicional, Assembleia de Deus discute se mulheres podem ou não ser pastoras





As igrejas “Assembleia de Deus”, uma das mais conservadoras do Brasil, vive um momento de reavaliação de conceitos. Diversos ministérios e convenções tem debatido a consagração de mulheres ao Pastorado.
Até hoje, a Convenção Geral das Assembleias de Deus (CGADB) não reconhece as mulheres como passíveis de consagração, por uma tradição de cem anos consagrando apenas homens ao ministério.
Segundo o site Verdade Gospel, o presidente da Convenção das Assembleias de Deus do Distrito Federal, Pastor Sóstenes Apolos, tomou uma decisão em favor da consagração de mulheres ao pastorado. Na assembleia da convenção do DF, que contou com a presença de 1.500 correligionários, 70% dos presentes votaram favoráveis à consagração de mulheres ao ministério pastoral, e já existem 50 mulheres interessadas.
Esse é um grande impasse entre as Assembleias de Deus, pois por serem independentes, as convenções regionais acabam tomando decisões que podem não ser aceitas pela CGADB. Alguns Ministérios, como o de Madureira, já consagram mulheres. O grande exemplo dessa nova postura foi a consagração da cantora Cassiane. Resta a dúvida se nas próximas reuniões, a CGADB irá reconhecer a consagração das pastoras.
Fonte: Gospel+ / Jornal Gospel News

Ratinho critica toalhinha milagrosa; Valdemiro responde com praga



O folclórico Ratinho ataca
o milagrento Valdemiro
Por Paulo Roberto Lopes

O folclórico Ratinho criticou recentemente em seu programa no SBT, sem citar nomes, um pastor da Mundial que apresentou o testemunho de um fiel que disse ter conseguido liquidar uma dívida de R$ 18 mil com o passar da toalhinha milagrosa da igreja na fechadura da porta de um banco.

“Isso é enganação”, disse Ratinho. “É estelionato, pastor. Você deveria estar na cadeia.”

Valdemiro Santiago, chefe da Mundial, reagiu dizendo que gosta do Ratinho, mas jogou uma praga no apresentador: “Amanhã você contrai um câncer e não tem a quem recorrer.”

O autoproclamado apóstolo chegou a invocar a ira divina contra Ratinho. “Se eu pedir fogo do céu, cai fogo do céu”, disse. “Não venha com palhaçada por cima de mim, rapaz.”

Ratinho está para a TV assim como Valdemiro Santiago está para a crença evangélica. Ambos vivem do fabrico de bizarrices para o mesmo extrato da sociedade, as classes C e D. 

Mas nesse caso o apresentador tem razão porque, a sua maneira, mostrou o que todo sabe e contra o qual nenhuma autoridade se mexe: o uso por espertalhões da liberdade de crença para explorar pobres e ingênuos.

Ratinho versus Valdemiro

Fonte: [ 
Paulo Lopes ]


Comentário do Blog Bereianos:

Não é de hoje que a opinião pública está acordando para este "estelionato da fé" feito por tele-falsos profetas. É muito triste e ao mesmo tempo revoltante ver a quantidade de pessoas que infelizmente caem nesta enganação. O que vemos é um festival de heresias e distorções de textos da Bíblia para tentar justificar estas aberrações místicas. Acorda povo, isso tudo nada tem haver com o verdadeiro evangelho de Jesus Cristo!! 

Pode ameaçar Sr. falso apóstolo Valdemiro Santiago, enquanto você continuar a pregar suas heresias e praticar o estelionato da fé, nós vamos denunciá-lo sempre. Como disse Jesus: "levantar-se-ão muitos falsos profetas e enganarão a muitos"(Mt 24:11), e você é um deles...

Ruy Marinho

Via: http://bereianos.blogspot.com

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Breve comentário sobre o Artigo: Não existe dízimo no Novo Testamento


O referido artigo revela um grande equívoco por parte do articulista ou falta mesmo de conhecimento bíblico ou ainda tendência por parte de alguns que querem dominuir ou esvaziar alguns ensinos bíblicos. Aliás alguns usam ou desprezam grandemente argumentos da lei quando esses lhes são convenientes. Mas vejamos o que interessa, na verdade.
1.O dízimo não é ensino da lei, é anterior a ela. Vejam os textos em Gênesis 14:18-20 e Gênesis 28:22. Abraão entregou o dízimo de tudo e Jacó fez um comprimisso de entregá-lo. Isso antes da lei mosaica.
2. Jesus deu importância e ensinou sobre o dízimo. Leia com atenção Mateus 23:23. Quando Jesus adverte e ensino os fariseus que eram zelosos dizimistas mas não praticam a misericórdia, Jesus diz que eles: " deveis fazer estas coias e não omitir aquelas. Jesua aprovou o Dízimo. Jesus aqui defende o dízimo. Jesus aqui fala da importância. Não importa quantas referências existem no Novo Testamento, uma referência do Mestre é suficiente.
3. Outro argumento é o fato de no Novo testamento, estando no " dispensação da graça", nosso compreensão e atitude de cooperação financeira deve ser além do dízimo.
Se na lei ensinava e falava das coisas de maneira a serem cumpridas por o homem lia a lei porque a tinha diante de seus olhos, no Novo Testamento a lei está dentro de nosso coração. No Novo testamento é o Dízimo e muito mais. Essse é o princípio do ensino de Jesus. É mais perdão( 70x7), é caminhar mais, é mais misericórdia do sacrifício, é mais amor. É portanto, mais dízimo. Se no VT há muita ênfase à entrega do dízimo( de tudo) no Novo testamento, não desprezando a entrega do dízimo, ensina mais. Não é o que a lei diz somente é o que o coração diz. O coração é mais do que a lei.

Sugiro que o proprietário do Blog ao postar um artigo de terceiro o faça com crítica, análise e comentário. Geralmente quando utilizamos um espaço de nosso domínio para postar idéias alheias, sem as devidas observações, faz-se crer que há concordância com o mesmo.

Grande abraço.

Pr. Hudson G. da Silva
2ª IB de Cabo Frio
pastorhudson@uol.com.br

Via: Abençoando Vidas

NÃO EXISTE DÍZIMO NO NOVO TESTAMENTO






Não são poucas as questões sobre dízimos e ofertas que principalmente os novos convertidos têm. É com essa preocupação que faço esse comentário. Na verdade há um erro sobre esta questão nas Igrejas, que não despertaram para este assunto no Novo Testamento. Realidade esta que não existe dízimo nesta presente dispensação, ou seja, dízimo pertence à dispensação da lei, Antigo Testamento. Este ato foi substituído por “contribuir", é o que mostrarei aqui à luz das escrituras.
Partindo do princípio quem estabeleceu o dízimo? Foi o Senhor. Através de quem? Moisés. Quando? Quando estabeleceu leis acerca de voto e doações em Levítico 27. Vindo a confirmar e esclarecer mais a fundo e detalhado em Deuteronômio 14. Esses objetivos são claros e diretos. O sacerdócio levítico herdou do Senhor o ministério ao invés de terras, como as demais tribos, ficando a cargo deles todos os ofícios ministeriais em toda a nação. Para isso como se manterem? Como suprirem suas necessidades? Deus sabia disto e muito mais. Pois, Ele mesmo encarregou seu povo de sustentarem seus ministros. Com que? Com os dízimos de tudo que a terra lhes desce (Dt 14.22). Isso foi uma cláusula da lei, ou um artigo. É curioso que em quinze anos de cristão nunca ouvi mensagem alguma de pastor nenhum sobre esta passagem de deuteronômio, que se estendeu em sua vigência até a consumação no calvário. Mas, digo que, nunca ouvi mensagem que viesse a esclarecesse aos membros da Igreja sobre a forma de como Deus exigia os dízimos de seu povo nos relatos de Deuteronômio. No capítulo 14 fala de lavar os produtos da terra, que quando longe poderia ser trocado por dinheiro para que não se perdesse ou estragasse os produtos na viagem, dando ao dizimista a liberdade de dar o dinheiro ou comprar aquilo que era devido de seu dízimo e então levar ao templo. Também nos relata os versos 28 e 29, que no terceiro ano (que era dividido de 7 em 7), o dizimista deveria ajuntar em sua casa todo o dízimo daquele ano, para ter o que oferecer aos levitas, as viúvas, aos estrangeiros e órfãos de sua cidade, comendo com eles em sua própria casa. Agora pergunto eu, por que isso nunca é pregado nos púlpitos das Igrejas, por que isso não é ensinado nas escolas dominicais? Mas o fato aqui não é esse! É que até o calvário o dízimo e toda a lei vigoraram, entrando então, a dispensação da graça. É fácil entender isso. O ministério levítico foi destituído na forma da lei, e no Novo Testamento todos os crentes em Cristo se tornaram ministros, embaixadores e sacerdotes para Deus (Ap 1.6), tendo eles, ou melhor nós cristãos, as mesmas necessidades dos levitas do Antigo Testamento, tinham eles se necessário serem sustentados pelo templo (Igreja). Os dízimos agora não são mais obrigação como eram no A.T. na forma da lei. Eles são no N.T. liberais e voluntário como explica muito bem detalhado o apóstolo Paulo em 2 Coríntios nos capítulos 8 e 9, lembrando que o objetivo agora na Igreja do Senhor, na dispensação da graça é unicamente sustentar seus ministros e sacerdotes, lembrando que isso não diz respeito unicamente ao pastor da Igreja e seus obreiros. Isso se refere a todos os membros do corpo de Cristo, pois todos nós somos chamados ao ministério (Ef 4.11-16). Especialmente e prioritariamente os pobres, as viúvas, os órfãos, etc... Quando lemos em Atos 2.42-47 e 4.32-35, vemos exatamente para que serve as contribuições no N.T., se essas referências não são o suficientes para convencer, que tal você ler os evangelhos e encontrar os 136 versículos que Jesus fala de repartir, dividir seus recursos com os necessitados. Se isso ainda não for o suficiente, que tal ler o critério de juízo que Jesus relata em Mateus 25. 31-46, onde Ele separará seu povo (bodes e ovelhas), também nunca ouvi mensagem que viesse a esclarecer aos membros da Igreja, que é responsabilidade de cada um cristão, e mais ainda da Igreja que detêm os recursos levados pelo povo, suprir as necessidades de quem estiver passando por elas. Ao contrário o que vemos é a "necessidade da Igreja" de estar construindo cada vez mais seus templos luxuosos, modernos e enormes para mostrar a sociedade seu poder. Pense comigo. Os porquês das contribuições seriam para sustentar luxo e conforto excessivo como temos visto em nossos dias? Justificaria a luxúria e vaidade de seus pastores o "para Deus tem que ser o melhor!" e como fica o juízo de Jesus ao seu povo que não usa os recursos das contribuições priorizando-os para promover a igualdade entre o corpo de Cristo, socorrendo o necessitado e assim depois de suprida-as investirem em suas instalações. Conheço uma Igreja que hoje tem R$200.000,00 de som e iluminação, e não dão nem 10 cestas básicas aos seus membros necessitados, que quando recorrem a sua liderança pedindo um socorro, para uma conta de luz, gás e outros, ouvem não podemos te ajudar, a Igreja está construindo e não tem recursos para te atender! Valores trocados, prioridades erradas, são o que temos visto hoje. Há muitos "pastores" e não são poucos, que nunca se satisfazem com suas instalações, e estão a cada dia inventando uma obra quando não estão disputando com outros pastores e Igrejas, quem tem a maior e melhor Igreja, a mais moderna. Assim seguem requerendo cada vez mais de seus membros para realizarem uma "nova obra", seguindo suas visões terrenas e materialistas negligenciando a genuína ora de Cristo que anunciou por palavras a chegada do Reino dos céus e realizou obras sociais a pessoas que na maioria eram estranhas, e que muitas não voltaram para lhe agradecer ou lhe dar alguma coisa em agradecimento, mas nem por isso Ele deixou de atender, priorizando a Si e seus discípulos.  Não sinta obrigação de ser um dizimista em seus 10%, pois, isto pertence a lei do A.T., mas tenha em seu coração a liberalidade e voluntariedade da generosidade que o N.T. nos dá, e que não se limita nos 10%, você pode semear mais do que isso, 15%, 20%, 30%, 50%, 99%, etc... Pois, a lei da bênção e maldição do A.T. em Malaquias 3.10, que na verdade muitos "pastores" falam que o devorador do verso 11 é o diabo, que isso é uma maldade e um erro para manipular o povo através da coação, à dar o dízimo, a verdade é que no A.T. o não dar o dízimo fica a pessoa na desobediência e isso a coloca automaticamente na maldição de deuteronômio 28, que é pior que demônio, são as vias naturais da vida que devora e consomem o fruto da terra, e não o diabo como dizem por aí. Quanto ao diabo, Jesus deixa claro em Mateus 10 e Lucas 9 que autoridade e poder sobre todos Ele nos deu, sem deixar unzinho sequer de fora, nenhuma classe fugiu dessa autoridade, como o devorador, não seria o devorador, um demônio, sujeito à autoridade de Jesus dada a nós? Isso é outro grande erro de quem fala, querem que o povo tenha medo do diabo e sejam sem vergonha com Deus. O dízimo do A.T. foi substituído pela lei da semeadura no N.T. em 2 Coríntios 9.6, o que você planta, você colhe! Não por interesse, mas por compaixão e amor ao próximo. No N.T. não existe a palavra dízimo, ela foi substituída pela palavra contribuir, muitos usam a referência de Mateus 23.23 (perfeito exemplo), para terem base de dizer que Jesus falou em darem o dízimo. Errado, Jesus repreendeu os fariseus de darem o dízimo de alguns itens que Moisés relatou e Sua repreensão e reprovação foi por eles estarem dando o dízimo e não exercendo a justiça, misericórdia e a fé. Ou seja, estavam dizimando e não ajudando o povo (justiça). Quando isso aconteceu? Quando a lei ainda estava sendo vigorada. Pois o próprio Jesus disse não estar anulando a lei, mas cumprindo-a, que foi até o calvário, como já dito. Pergunto eu onde podemos ter por base que Pedro, João, Tiago e Paulo compraram suas mansões? Seus cavalos importados? Essa é uma triste realidade, no mesmo lugar que há riso de poucos, há lágrimas de muitos, há fartura de mesas, cercadas de miséria e necessidades. Sustentado de ensino errôneo e interesseiro de "pastores" que se intitulam "homens de Deus', e não tem a coragem de ensinar o certo, o que está escrito no novo testamento, por temerem que seus rebanhos não consigam serem contribuintes voluntários e assim, perderem seu poder, domínio financeiro e suas reputações na sociedade moderna e capitalista na qual se deleitam em exibirem seus impérios motivados pelo orgulho e vaidade na presente era em que vivemos; a era de Laodicéia (Ap 3.14-22). Seria essa a proposta de Igreja de Cristo na terra? Seria isso que Jesus reservou para nós?


Pr. Aurelio Judice

Fonte: http://www.atos4.blogspot.com/
Via: Abençoando Vidas.

Nota: queridos irmãos, embora não concorde com  o Pr. Aurelio, resolvi colocar esta postagem em meu blog, para que os leitores entendam o comentário feito pelo Pr. Hudson Á respeito desta postagem, caso publicasse só a resposta, os amados leitores não iriam entender, portanto, não deixem de ler a ótima resposta do pastor Hudson, que irei postar em seguida.
Adriano Montes.

 DEUS abençoe á todos!!

Servindo como diáconos (Nilson Godoy)



A Bíblia diz que alguns devem ser separados para o diaconato, mas que espera-se o serviço de cada cristão. Servir é um privilégio e um dever. Servir é seguir o exemplo de Jesus e por isso, inerente ao cristão. Contudo, servir não é fácil, pois quem serve tem de lutar contra o individualismo, natural do homem. Presente desde o Éden, a preocupação com a satisfação própria, com o atendimento às necessidades pessoais prioritariamente, com a “ingestão do fruto” que atende as expectativas dos olhos, do estômago e da mente, obstaculizam o serviço, sinônimo do amor ao próximo. 
Alguns precisam de um cargo para se imaginarem servindo. Mas na verdade, é muito mais necessária a postura de servo, que um posto; Alguns consideram que servir é o dever do empregado, do que está sujeito, a quem acham menor. Mas servir é atitude de gente grande, de nobre aos olhos de Jesus; Alguns servem à vista, elogiam para serem retribuídos, vestem a boca ou as mãos de humildade tentando dissimular a camuflada capa de glória ou lucros que adorna o seu próprio coração. Outros, enfim, apontam para a glória de Jesus quando suas mãos e boca exibem a atitude humilde da própria alma. Prestam real serviço aqueles que se despem da necessidade de laurel, de serem honrados, independentemente de postos que porventura ocupem.
Jesus veio para servir, chamou-nos para a mesma atitude, capacita-nos com dons espirituais para que pareçamos com ele e sejamos bênçãos. Mesmo um discurso mudo com a atitude serviçal de Jesus, sendo Ele o Senhor, ecoaria como um sermão claro de que é impossível ser seu discípulo, servo seu, se não estivermos disponíveis para lavar aos pés empoeirados, que porventura andem entre corruptos e corruptores, ou que freqüentem os indesejáveis ambientes de prostituição, magros pela fome, perdidos, indecisos e fracos, marcados pelas carências mil. O exemplo de Jesus nos estimula e ensina.
Servir produz alegria, mesmo exigindo esforço. Quem tem prazer em servir não precisa relatar o que fez ou faz, esperando ser honrado por isso. Servir muitas vezes nos torna incompreendidos. Por isso, Jesus viveu para servir e por servir, também morreu.
Vivamos para servir. Sejamos diáconos.

LANÇAMENTO DO MEU LIVRO, EM BREVE

Postagens Recentes