quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

IGREJA DO ANTICRISTO JÁ NO BRASIL




Crescendo em Graça tatua 666 em fiéis e está em 11 capitais


Por: Redação Creio

            
Um alerta a Igreja Brasileira. Já está funcionando em onze estados do Brasil o Ministério Crescendo em Graça, mas antes que o leitor pense que se trata de uma Comunidade Evangélica um alerta. Trata-se de uma comunidade criada pelo porto-riquenho José Luis de Jésus Miranda, que prega falsas doutrinas e tem como número 666 como algo positivo e em muito dos casos tatuando isto no corpo de seus fiéis.

 Desconhecido de muitos brasileiros, a atuação da comunidade muito forte no exterior que propaga falsas doutrinas ganhou destaque nesta terça-feira, dia 22, durante o programa A Liga, na Rede Bandeirantes. No jornalístico foi mostrado os bastidores do Ministério fundado pelo ex-pastor pentecostal José Luis de Jesús Miranda, no início dos anos 80 em Miami, Florida, onde tem seu centro principal de operações.
   olha o vídeo aí gente!     
 Em alguns momentos com uma celebração muito semelhante a de uma igreja evangélica, a tal seita recusa todos os escritos que não sejam os de Paulo, porque são os únicos que contêm a verdadeira mensagem do Evangelho. Também proclamam que a existência de Satanás é um mito e não aceitam o sacramento do batismo e da Ceia. Seu líder que se intitula Jesus Cristo dos Homens tem ódio dos católicos, por conta de suas provocações  José Luís de Jesús Miranda foi proibido de entrar em El Salvador, Honduras e Guatemala.
         Com unidades na Bahia, Ceará,Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Roraima, São Paulo e Sergipe o grupo pretende ampliar atuação no restante do país. Um perigo a todos que crêem no evangelho puro e verdadeiro.

Fonte: Creio

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Aonde estão os verdadeiros adoradores?


Por: Anderson Ribeiro
Depois de um grande e acerado debate no facebook, decidi escrever este artigo. Confesso que estou completamente sem tempo para tal, mas devido à necessidade de alguns esclarecimentos começo a escrever. Antes de tudo façamos uma leitura do Evangelho de Jesus segundo escreveu João.

"Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem", (4. 23).

Esta afirmação, embora bastante conhecida, ainda não é bem compreendida pela maioria dos brasileiros. Para compreendê-la, adequadamente, precisamos analisar em profundidade o significado individual das palavras utilizadas.

O que significa adorar?

Para que possamos entender o termo, é preciso saber que Deus formou o homem tripartido, isto é, espírito, alma e corpo (1 Ts 5.23), exatamente nesta ordem, uma vez que a obra do Senhor em nossas vidas começa de dentro para fora e não ao contrário. A saber, o espírito humano não deve ser confundido com a alma (Hb 4.12), apesar dos mesmos serem indivisíveis. Diante disso, a adoração começa no intimo e no mais profundo do ser humano. E culmina no seu corpo como gestos.

Repare que em Neemias 8.6 está escrito. “E Esdras louvou ao Senhor, o grande Deus; e todo o povo respondeu: Amém! Amém!, levantando as mãos; e inclinaram-se e adoraram o SENHOR, com o rosto em terra”. A adoração começou no intimo de cada um, e culminou em mãos levantadas e rosto em terra, em sinal de reverencia aquele que criou os Céus e a terra. Isso é adoração. Ao contrário do que muitos pensam é muito mais que cantar, pular, levantar as mãos. Nem todos que cantam estão adorando.

Por isso o Senhor verbalizou “em verdade”. Isso denota que a adoração deve estar ligada a Palavra de Deus, pois ela é a verdade (Jo 17.17), quando o Evangelho é pregado, a adoração é espontânea. Quando se prega a Cristo, que também é a verdade (Jo 14.6) a adoração verdadeira começa a brotar no mais intimo e profundo do ser humano. Não há adoração sem Palavra. Não há adoração sem Cristo.

Se Deus está à procura de verdadeiros adoradores, é porque existem os falsos. E se ele está à procura quer dizer que não é tão fácil de encontrar – uma vez que só procuramos aquilo que não está diante de nossos olhos. Em contra partida, se Ele procura é por que os verdadeiros adoradores existem. Muitos louvam ao Senhor com lábios, mas o seu coração está longe dEle (Mc 7.6).

Um adorador verdadeiro adora ao Pai, estando diante de uma grande plateia ou sozinho na presença de Deus. Um adorador verdadeiro não chama a atenção para si, mas se diminui para que o nome do Senhor venha ser exaltado através de sua vida. Um adorador verdadeiro não agrada o homem, mas sim Aquele que o chamou. Um verdadeiro adorador tem compromisso com a Palavra de Deus. Um verdadeiro adorador não canta musicas que não condizem com as Sagradas escrituras só por ter uma bela melodia. Um verdadeiro adorador não faz o povo pular, antes os leva a se inclinar em reverência ao Todo-Poderoso. Um adorador verdadeiro não mercadeja o talento recebido por Deus para adoração a Ele, e somente a Ele.

Onde estão os verdadeiros adoradores?

Fonte: http://dcandersonribeiro.blogspot.com

O céu pagará qualquer prejuízo que possamos sofrer para ganhá-lo


*** O céu pagará qualquer prejuízo que possamos sofrer para ganhá-lo; mas nada pode pagar o prejuízo de perdê-lo. (Richard Baxter)

*** Uma brisa do paraíso extinguirá todos os ventos adversos da terra. (A. W. Pink)

***Quanto mais do céu desejamos, menos da terra cobiçamos. (Anônimo)


*** Ninguém vai para o céu se já não enviou para lá seu coração. (Thomas 
Wilson)


***Um cachorro sente-se em casa neste mundo porque este é o único mundo em que um
cachorro viverá. Nós não nos sentimos em casa neste mundo porque fomos feitos para um mundo melhor.  (Vance Havne)

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Bispo Manoel Ferreira se afasta do Evangelho da Graça





Novo vídeo do pastor Enoque divulgado no site do Júlio Severo, denuncia a apostasia do Bispo Manoel Ferreira e seu envolvimento com Reverendo Moon:


Assistam o vídeo!


Recentemente a mídia esteve a divulgar algumas atividades que a seita do Reverendo Moon está realizando no Brasil. Conhecida também como Igreja da Unificação, esta próspera seita adquiriu em 1994 uma grande fazenda no estado do Mato Grosso do Sul, chamada de Fazenda Nova Esperança. A fazenda tem uma excelente infra-estrutura, e lá são realizados seminários, nos quais os seguidores "aprendem" sobre a importância de se conhecer a "verdade".

Mas o que prega e o que é esta seita? Este estudo visa esclarecer alguns pontos acerca disso, e verificar se a doutrina e os costumes da "Igreja da Unificação" estão baseados na Bíblia.

ALGU
MAS CARACTERÍSTICAS

A seita foi fundada pelo Rev. Sun Myung Moon, em 1954. A "igreja" de Moon tem como base de doutrina o livro "Princípio Divino", escrito pelo próprio Reverendo, o qual é o líder internacional da seita. Moon sempre esteve presente em manchetes de Jornal pelo mundo afora, sempre devido a escândalos, como por exemplo quando foi preso nos EUA, por sonegação fiscal (a pena terminou em 1985).

Moon é às vezes chamado de Senhor do Segundo Advento por seus seguidores. O Senhor do Segundo Advento é a pessoa que irá completar a missão de Jesus, a qual foi incompleta. Os seguidores são chamados freqüentemente de Moonies.

A Seita também é chamada de A Igreja da Unificação, ou Associação das Famílias para a Unificação e a Paz Mundial.

 
HISTÓRIA

Nascido na Coréia do Norte, em 1920, Moon reivindica ter tido uma visão de Jesus em 1936 na manhã de Páscoa. Nesta visão, Jesus lhe disse "para restaurar o reino perfeito de Deus " ou seja, que Moon seria o que "completaria a salvação dos homens, sendo a segunda vinda de Cristo". Esta primeira visão foi seguida por comunicações com " Moisés, Buda, e outros"

Em 1946, Moon estabeleceu sua primeira igreja, a Broad Sea Church. Estudou também com "Paik Moon Kim, um messias auto-proclamado". Alguns ensinos de Kim, junto com "o elemento forte do messianismo encontrado na religião coreana foram emprestados por Moon, que citou Chung Kam Nok, um texto de uma seita do décimo quinto ou décimo sexto século, para suportar a reivindicação que o messias viria da Coréia "

O nome da igreja foi mudado em 1954 para Igreja da Unificação. Moon mover-se-ia para América em 1959 onde estabeleceu suas matrizes internacionais. Em 1965 um dos eventos mais interessantes da vida de Moon ocorreram. Teve um encontro com famoso Espírita-Médium Arthur Ford. 

Nesta sessão espírita, foi-lhe dada a informação por Fletcher, guia do espírito de Ford, a respeito de seu destino como um líder espiritual. Estiveram presentes neste serimonialismo oculto, Ford, Moon, Bo Hi Pak (um líder na Igreja da Unificação), assim como a senhora Kim, intérprete de Moon.

Depois que Ford entrou em um transe, Pak perguntou, "Poderia você perguntar-lhe qual é a relação entre a nova era e a missão de nosso líder aqui hoje? " Fletcher respondeu, "ele é um dos que serão o instrumento humano através de quem o Professor do Mundo poderá falar... O Jesus da Galiléia não retornará, não é necessário. O Cristo que se manifestou através dele é o eterno, e ele manifestar-se-á outra vez. Mas uma coisa importante que devemos recordar é que quando Deus quer fazer uma revelação tem que escolher um instrumento humano.... estou falando, mais especificamente de Sun Myung Moon. Eu tenho falado para um grupo de pessoas aqui. 

Este grupo parece cercá-lo. E o poder que flui através dele, a inteligência, não é apenas um grupo, mas é um grande grupo de pessoas. E vêm todos para se alimentar de sua inspiração e de seu conhecimento, da fonte, a qual parece ser derramada simbolicamente em um poço e de maneira simbólica este poço vem a ser Sun Myung Moon."

Fletcher, tendo relatado a revelação, foi questionado por Pak, "você está falando da Nova Revelação; isso significa que você está se referindo ao Princípio Divino escrito por Sun Myung Moon? " Fletcher respondeu, " que é em parte sobre isso, sim, mas Sun Myung Moon não esgotou as capacidades da mente divina. Ele é, e ao longo de sua vida será um canal para a revelação ". Devido aos muitos encontros de Moon com o reino do espiritismo, suas doutrinas são extremamente anti-cristãs.

Em 1972, a Igreja da Unificação compra por $85.000 uma propriedade perto de Tarrytown, Nova Iorque, como um centro de treinamento. A igreja compra uma propriedade por $620.000 para servir como residência para Moon, o Reverendo, que adquiriu um visto permanente de residência". A Igreja da Unificação é uma das seitas mais ricas na América hoje.



A Igreja da Unificação ligou-se a uma variedade de organizações associadas. Entre estas estão The American Freedom Coalition, Collegiate Association for the Research of Principles (CARP), CAUSA USA, American Leadership Conferences, American Constitution Committee, National Committee Against Religions Bigotry and Racism, Conservative Action Foundation, National Council for Church and Social Action, The Washington Times Corporation, World Media Association, U.S. Property Development Corporation, Atlanta Video, Happy World Inc. assim como numerosas outras. DOUTRINA:

TRINDADE: Young Oon Kim, professor de Teologia Sistemática do Seminário Teológico da Unificação, declarou, que "a teologia da unificação começa com o fato da polaridade como o indício principal para compreender a natureza essencial de Deus. Por isso não é fundamental defender a doutrina da trindade dos credos do quarto século. (Unification Theology, p. 53).

DEUS PAI: "A teologia da unificação declara que Deus tem qualidades masculinas e femininas, baseada no fato da polaridade universal... No século dezenove a crença no Deus Pai-Mãe provocou um grande número de críticas. Quando Mary Baker Eddy, que descobriu a Ciência Cristã, disse que Deus tinha ambas as qualidades (masculina e feminina), foi muitas vezes chamada de herege."

Tendo dito isto, Kim prossegue citando as semelhanças entre a teologia da Igreja da Unificação no que se refere a Deus Pai, e o conceito de deidade de I Ching, do Confucionismo, do Taoismo e a adoração hinduista a Deusa Mãe. Ele então escreve: "Deste modo, Deus tem de ter uma existência polar. Isto é, Ele tem de possuir uma natureza entre a masculina e a feminina, o que é perfeitamente expressado e completamente harmonizado em Sua natureza. A doutrina da polaridade divina defendida pela Igreja da Unificação deve ser vista não como uma novidade excêntrica, mas sim como a reafirmação de uma convincente teologia racional."

DEUS FILHO: Assim como acontece com todos os grupos não cristãos, a Igreja da Unificação nega a completa deidade de Jesus. No livro Princípio Divino, temos a seguinte explicação: "Da mesma maneira, Jesus, sendo um só corpo com Deus, pode ser chamado de segundo Deus (imagem de Deus), mas de modo algum pode ser o próprio Deus." (p. 151). 

 Eles afirmam que o propósito real da vinda de Jesus era de estabelecer o reino de Deus. Assim, Jesus deveria casar-se com uma mulher perfeita e tendo com esta um filho perfeito. No entanto, Jesus foi crucificado antes de concluir isto. Assim, ele só é capaz de prover uma salvação parcial. A salvação completa foi deixada para o próximo Adão, ou Senhor do Segundo Advento.

Estas idéias são explicadas nos seguintes termos:

Jesus não pôde realizar a finalidade da providência da salvação física porque seu corpo foi invadido por Satanás. Contudo, ele conseguiu estabelecer a base para a salvação espiritual formando um fundamento triunfante para a ressurreição através da redenção pelo sangue na cruz. Por isto, todos os santos, desde a ressurreição de Jesus até o dia de hoje, só desfrutaram do benefício da providência da salvação espiritual. A salvação através da redenção pela cruz só é espiritual. Até mesmo em devotos homens de fé ainda resta na carne o pecado original, que é continuamente transmitido de geração a geração. 

Por isto, quanto mais devoto se torne um santo em sua fé, tanto mais severa se torna sua luta contra o pecado. Assim, Cristo deve vir novamente à Terra para realizar a finalidade da providência da salvação tanto física quanto espiritual, pela redenção do pecado original, que não foi liquidado nem mesmo pela cruz." (p. 107)

O ESPÍRITO SANTO: De acordo com Kim, "na Igreja da Unificação o ponto principal é que o Espírito Santo não é uma entidade separada, ou uma existência separada de Deus Pai. O Espírito Santo simplesmente refere-se à atividade redentiva de Deus". Além disso, afirmam que o Espírito Santo "...é citado como feminino, masculino e impessoal. ...Assim como Deus, o Espírito Santo é invisível e incorporal - uma luz brilhante ou um campo magnético de energia." (Unification Theology, pp. 201-202)

O DESTINO DOS HOMENS: De acordo com a teologia do Moonismo, o destino final dos homens é serem casados e terem uma família perfeita. Isso porém não pode atualmente se realizar por que Jesus falhou, e assim não executou a salvação completa. No Entanto, como comenta Bjornstad, "uma Nova Era teve início em 1960: 'Naquele tempo, a profecia sobre as bodas do cordeiro, que se encontra no capítulo 19 de 
Apocalipse, cumpriu-se. 

Assim, o Senhor do Segundo Advento e Sua Esposa tornaram-se os Verdadeiros Pais dos homens" (1960 happens to be the year in which Rev. Moon married his wife Hak-Ja Han). Este messias irá estabelecer a família perfeita, tarefa esta Jesus conca completou. Outras famílias perfeitas serão formadas, as quais irão formar uma sociedade perfeita que se expandirá por todo do mundo." (The Moon Is Not The Son, pp. 62-63).

Através dos casamentos em massa realizados pelo Reverendo Moon, parte deste destino está se cumprindo. Estes casamentos são anunciados em publicações, como o Jornal de Wall Street, pelo fato de suas proporções. "mais de 25.000 casamentos de 120 países ocorrerão como santos matrimônios amanhã, realizados pelo Rev. Moon. Com isto, será quebrado o recorde anterior, também alcançado pelo Ver. Moon, quando em setembro de 1988 ocorreram 6.515 casamentos, abrangendo 83 países, ocorreram nas proximidades de Seul." (24 de agosto de 1992, p. A-1).OUTRAS DOUTRINAS:

Moon recentemente se auto proclamou como o Senhor do Segundo Advento, Salvador e Messias.

O Livro Princípio Divino é tido como a maior obra teológica da Igreja da Unificação. Entretanto, nele está contida somente parte da nova verdade. Revelações mais profundas da verdade virão com o passar do tempo.

CONTESTAÇÃO BÍBLICA

1) A Trindade é bíblica, e não uma doutrina que começou a existir no quarto século. Há somente um Deus (Isaías 44:6-8, 45:22, 1Coríntios 8:4). O Pai é Deus (Filipenses 2:11, 2 Pedro 1:17), O Filho é Deus (João 1:1, 10:32, Apocalípse. 1:8), O Espírito Santo é Deus, e é pessoal (João 16:13-14, Atos 5:3-4, 13:2).

2) Jesus não falhou em sua missão. A crucificação não foi um erro!

"Eu te glorifiquei na terra, completando a obra que me deste para fazer."
João 17:4

"Perguntou-lhe, pois, Pilatos: Logo tu és rei? Respondeu Jesus: Tu dizes que eu sou rei. Eu para isso nasci, e para isso vim ao mundo, a fim de dar testemunho da verdade. Todo aquele que é da verdade ouve a minha voz."
João 18:37

"Então Jesus, depois de ter tomado o vinagre, disse: está consumado. E, inclinando a cabeça, entregou o espírito."
João 19:30

"fitando os olhos em Jesus, autor e consumador da nossa fé, o qual, pelo gozo que lhe está proposto, suportou a cruz, desprezando a ignomínia, e está assentado à direita do trono de Deus."
Hebreus 12:2

"Mas Deus assim cumpriu o que já dantes pela boca de todos os seus profetas havia anunciado que o seu Cristo havia de padecer."
Atos 3:18

3) Temos salvação somente em Jesus, não em um outro messias ou "Senhor do Segundo Advento":

"Guardai-vos dos falsos profetas, que vêm a vós disfarçados em ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores."
Mateus 7:15

"Porque hão de surgir falsos cristos e falsos profetas, e farão sinais e prodígios para enganar, se possível, até os escolhidos."
Marcos 13:22

"E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, em que devamos ser salvos."
Atos 4:12

"E o testemunho é este: Que Deus nos deu a vida eterna, e esta vida está em seu Filho. Quem tem o Filho tem a vida; quem não tem o Filho de Deus não tem a vida."
1Jo 5:11-12

Assim, podemos verificar que a doutrina da Igreja da Unificação é anti-bíblica. É na verdade uma miscelanea de doutrinas emprestadas do Budismo, Espiritismo, Hinduísmo mixadas com um falso cristianismo. A Seita também tem características semelhantes às demais, como Testemunhas de Jeová, e mórmons, onde o indivíduo que nela ingressa, é "doutrinado" de forma a "deduzir" as "verdades" pregadas pela seita.

Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos pregasse outro evangelho além do que já vos pregamos, seja anátema. Como antes temos dito, assim agora

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Pastores presos após pregar contra homossexualismo serão julgados por juíza lésbica

Os pastores David Stokes e Dave Allen foram presos na cidade de Houston (EUA) após pregaram contra o homossexualismo em uma rua da cidade. Os pastores enfrentarão agora um julgamento em tribunal por causa da mensagem que estavam pregando.
Segundo a WND os pastores foram algemados e multados sob a justificativa de terem cartazes que estavam um cm mais grosso do que o permitido, apesar de eles afirmarem que os cartazes estavam na medida certa e que haviam sido aprovados de antemão. Outra justificativa apresentada para a punição aos pastores é o fato de terem um instrumento de expressão que não era de madeira (um shofar de chifre de carneiro).
O cartaz que eles levavam dizia: “beberrões, homossexuais, aborteiros, adúlteros, mentirosos, fornicadores, ladrões, ateus, bruxos, idolatras, o inferno os aguarda”, fazendo menção à passagem bíblica de 1 Coríntios 6:9-10.
Os pastores serão julgados no Tribunal Municipal de Houston, que é dirigido por Barbara E. Hartle. De acordo com o jornal Dallas Voice, a juíza Hartle está na lista do Fundo de Vitória de Gays e Lésbicas do Texas como “um de nossos poucos membros que está no judiciário do Texas”. Ela foi nomeada para essa posição por Annise Parker, a prefeita de Houston identificada pelo jornal Los Angeles Times como “a primeira lésbica a chefiar uma grande cidade dos Estados Unidos”.
Allen disse que não importa o que acontecer, o fato de que os pastores foram algemados e multados, com seus cartazes e shofar confiscados, transmitiu um recado assustador sobre a liberdade de expressão com relação à religião e homossexualidade. Ele mencionou também que o que aconteceu com eles fere o direito de livre expressão garantido na Primeira Emenda da Constituição dos Estados Unidos.
O pastor concluiu dizendo que “tudo o que estavam fazendo era pregar” e completou dizendo que pregavam “contra todos os pecados”.
Fonte: Gospel+

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Nações Unidas removem casal cristão do Irã



O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) já reassentou o casal cristão do Irã que foi aprisionado e enfrentou severa perseguição em seu país, segundo a Mission Network News.
A Voz dos Mártires informou a situação ao Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), que já entrou na situação e irá retirar o casal do país e reassentá-lo em um lugar que seja mais seguro para os dois.
O casal cristão foi preso em 2010. De acordo com a Voz dos Mártires, a polícia secreta do país explodiu a casa do casal enquanto eles assistiam a um filme. Eles foram enviados para uma prisão de localização desconhecida, onde permaneceram por oito meses.
“Eles não nos torturaram fisicamente, mas eles não pararam de fazer torturas psicológicas. Sempre nos ridicularizavam. Sempre que se referiam as crenças cristãs, eles riam de nós”, disse Teymouri.
Teymouri acrescentou: “os ataques deles não tiveram nenhuma influência na minha decisão de confiar no Senhor Jesus, e saber que Jesus cuida do seu rebanho me deixava mais tranqüilo.”
“Depois de oito meses, acho que eles perceberam que estavam errados sobre nós e perceberam que nós éramos simples testemunhas de Jesus”, disse Kermajani. Os extremistas então soltaram o casal sem qualquer anúncio oficial.
Kermajani e Teymouri foram libertados em abril. Desde então, o casal está escondido em uma localização segura. Mesmo depois de terem saído da prisão, o carro que os transportavam foi cercado por motocicletas cujos pilotos atiravam tijolos contra os vidros.
FonteMission Network News
TraduçãoLucas Gregório

CNBB desmente Marta Suplicy e nega apoio ao PL 122

Cardeal Raymundo Damasceno Assis, presidente da CNBB.

Na última quarta-feira a senadora Marta Suplicy chegou a dizer que a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) havia aprovado o novo texto do Projeto de Lei 122/2006 que criminaliza toda opinião contrária ao homossexualismo. Mas nesta quinta, 8, a instituição ligada à Igreja Católica desmentiu a senadora e assegurou que não fez nenhum acordo para aprovar tal projeto.


“A presidência da CNBB não fez acordo com a senadora, conforme noticiou parte da Imprensa”, diz nota divulgada pela entidade.

O novo texto elaborado por Marta tenta mudar a opinião dos religiosos ao incluir um artigo dizendo que a pena “não se aplica à manifestação pacífica de pensamento decorrente da fé e da moral fundada na liberdade de consciência, de crença e de religião”.

Na carta da CNBB o que Marta divulgou como “apoio” foi na verdade um debate, troca de ideias. “A CNBB fez observações, deu sugestões e se comprometeu com a senadora a continuar acompanhando o desenrolar da discussão sobre o projeto”.
 

Discussão durante o debate

A manhã desta quinta-feira foi bastante tumultuada em Brasília, pois estava previsto a votação do PL 122/2006. A senadora Marta Suplicy (PT-SP) resolveu adiar a votação para conseguir mais votos, enquanto isso a bancada evangélica pressionava para impedir que o texto fosse aprovado.

No final da sessão, durante uma coletiva de imprensa, o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ), Marta Suplicy e a senadora Marinor Brito (PSOL-PA) trocaram xingamentos e ofensas mútuas. Bolsonaro é contra a todos os projetos lançados pelos ativistas homossexuais, já a senadora do Psol acredita que ele está sendo homofóbico e precisa ser preso.

Sobre a polêmica criada, Marta tenta explicar seu ponto de vista. “Esse projeto tem a ver com tolerância, respeito e cidadania, vai ajudar a diminuir a violência contra homossexuais”, disse a senadora que desarquivou o projeto e assumiu como relatora.

Com informações IG  08/12/11

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Amor, a marca distintiva do cristão

por Hernandes Dias Lopes
Jesus, o Filho de Deus, e supremo intérprete das Escrituras, ordenou: "Novo mandamento vos dou - que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei. E nisto conhecerão todos que sois meus discípulos, se tiverdes amor uns pelos outros" (Jo 13.34,35). Obviamente Jesus está falando de um certo tipo de amor. Trata-se do mesmo amor com que Ele nos amou: amor perseverante, sacrificial e santificador. Não é amor apenas de palavras nem amor regido pelos interesses do egoísmo, mas amor de fato e de verdade, amor que se sacrifica pela pessoa amada. Por essa razão, Jesus fala de um novo mandamento, ou seja, de um nível de amor que não era conhecido até então.
Esse amor puro, santo e superlativo não contradiz a verdade. Não podemos sacrificar a verdade em nome do amor. Não devemos abrigar sob o guarda-chuva da tolerância todas as crenças, com a frágil desculpa de que o amor nos une e a verdade nos separa. A família de Deus não é composta daqueles que creem na verdade e daqueles que a rejeitam. A família de Deus está estribada sobre a rocha eterna da verdade e fora da verdade não existe família de Deus. Essa verdade é a própria Escritura (Jo 17.17), essa verdade é o próprio Jesus (Jo 14.6). Fora da Palavra e fora de Jesus não há comunhão verdadeira, uma vez que sem a verdade das Escrituras e sem o Salvador Jesus não há igreja, não há família de Deus, não há verdadeira comunhão. A proposta ecumênica, na qual todos os credos religiosos, mesmos os mais heterodoxos, se unem é, portanto, uma falácia.

Mas, se não podemos sacrificar a verdade em nome do amor, também não podemos sacrificar o amor para sustentar a verdade. Aqueles que se escondem atrás de suas fortalezas doutrinárias para atacar impiedosamente os irmãos que discordam deles em pontos secundários estão em desacordo com a Palavra de Deus. Os fariseus atacaram o próprio Jesus pelo fato deste não viver de acordo com as suas estreitas regras. Para os fariseus, quebrar os preceitos que eles mesmos estabeleceram era a mesma coisa que violar a própria Palavra de Deus. Na verdade, os fariseus tornaram-se mais zelosos de suas tradições do que da própria verdade. Consequentemente, tornaram-se os mais radicais inimigos de Cristo e se mancomunaram com os herodianos para levá-lo à morte.
O amor cristão não é complacente com o erro nem conivente com o pecado. O amor, entretanto, não se assenta no tribunal, arrogando a posição de juiz, para condenar impiedosamente os fracos. O amor não esmaga a cana quebrada nem apaga a torcida que fumega. O amor não labora para condenar, mas para restaurar. O amor não se alegra em ver os que tropeçam sendo arrastados para a vala do ostracismo, mas luta para levantá-los e com alegria conduzi-los de volta ao aprisco seguro.

Jesus disse que o critério para sermos conhecidos como seus discípulos é o amor. Jesus lidou com grande severidade com os críticos fariseus e foi amável sem deixar de ser firme com os publicanos e pecadores. Jesus acolheu em seus braços hospitaleiros todos aqueles que eram condenados pela intolerância dos fariseus, não para que seguissem a sinuosa estrada do pecado, mas para guiá-los pelas veredas da justiça.

O mundo está olhando para a Igreja. É impossível deixar de vê-la uma vez que ela é como uma cidade no alto de um monte. Se o amor for a marca distintiva que nos caracteriza, isso produzirá impacto nas pessoas. Se o amor for apenas um discurso vazio, uma caricatura desta suprema virtude, então, seremos causa de tropeço para aqueles que olham para nós. É tempo de sondarmos o nosso próprio coração e examinarmos a nossa própria vida, a fim de saber, se de fato, estamos sendo conhecidos pelo critério do amor verdadeiro, como discípulos daquele que nos amou e a si mesmo se entregou por nós.

Fonte: http://www.comunhao.com.br/

Diante do Trono é o destaque do Troféu Promessas

O Ministério Diante do Trono foi o destaque da primeira edição do Troféu Promessas, premiação voltada ao cenário musical evangélico brasileiro e realizada na noite desta terça-feira (29), no Rio. Indicado em quatro categorias, o grupo liderado pela cantora Ana Paula Valadão foi eleito Melhor DVD/Blu-Ray e Melhor Ministério do Louvor por votação popular - segundo os organizadores, mais de 5 milhões de pessoas elegeram seus artistas preferidos nas nove categorias do prêmio através da internet e mensagens enviadas por SMS.
Ana Paula Valadão, do Diante do Trono, recebe o prêmio de Melhor DVD/Blu-Ray
Ana Paula Valadão, do Diante do Trono, recebe o prêmio de Melhor DVD/Blu-Ray Rudy Trindade/G1
Ganhar o prêmio de Melhor DVD foi especial para mim, pois todos os anos procuramos os lugares do Brasil onde se realizam as grandes festas populares, justamente para celebramos Jesus. E o DVD 'Aleluia', com o qual fomos premiados, foi gravado em Barretos, mesmo local da grande Festa do Peão de Boiadeiro. Por isso, foi maravilhoso", disse Ana Paula, elogiando a realização da premiação: "Conseguimos transmitir aqui a verdadeira motivação da nossa música, que é louvor, agradecimento e oração".
Quem também saiu do evento festejando foi a cantora Bruna Karla, vencedora do prêmio de Melhor Música pela canção "Sou humano". O anúncio da vitória aconteceu de uma forma curiosa. Seguindo instruções do ator Eriberto Leão, apresentador da cerimônia, os indicados na categoria tiveram que procurar o envelope com o nome do ganhador embaixo das cadeiras que ocupavam. "Eu pensei: 'Nem vou olhar, não vou ganhar mesmo'. Porque cresci ouvindo a Aline Barros, a Ana Paula, a Fernanda (Brum, premiada por Melhor Videoclipe), que eram algumas das minhas concorrentes. São pessoas que admiro desde que comecei a cantar. Então, achava que não teria chance. Só fui procurar quando percebi que ninguém havia encontrado. E comecei a chorar", contou a cantora de 22 anos, que havia se apresentado com a canção no início do evento.
Emoção
A emoção voltou a tomar conta da festa durante a homenagem ao cantor, arranjador, produtor, maestro e jornalista Asaph Borba, que recebeu um prêmio especial ao fim da cerimônia - um vídeo com fotos e depoimentos de seus amigos e familiares também foi exibido. Com 35 anos de carreira e conhecido como "o pai do canto congregacional brasileiro", o músico já gravou cerca de 70 discos e vendeu mais de dois milhões de cópias. "Quero agradecer frisando as cinco alianças que devemos manter na vida: com Deus, com a igreja, com os pastores, com a família e com o chamado do Senhor", destacou o Asaph, que se emocionou a lembrar do filho André, de 15 anos, que já segue seus passos artísticos. "Nesses dias vi meu filho dirigindo o louvor pela primeira vez. Era uma festa de aniversário. Antes de sair de casa, ele perguntou: 'Pai, posso usar o seu violão?'. E ele o levou. Ministrou pela primeira vez com o meu violão. Eu sei o que aquilo significou para ele", contou Asaph, chorando.
Para Leonardo Ganem, diretor-geral da GEO Eventos, empresa produtora e idealizadora do evento, a premiação superou todas as expectativas. "É um momento de confraternização para os artistas e de solidificação para a música evangélica como um segmento musical genuinamente brasileiro. Neste sentido, foi muito bacana uma empresa secular legitimar isso para o país inteiro, e não somente para os evagélicos", destacou.
Ganem, que já garantiu a realização de uma segunda edição do Troféu Promessas no ano que vem, falou também sobre a expectativa com relação ao Festival Promessas. O evento vai reunir nove dos maiores representantes da música gospel do Brasil na Praia do Flamengo, no Rio, no próximo dia 10. "O palco já começou a ser montado. Estamos esperando mais de 800 mil pessoas. Acho que vai ser uma grande coroação para a música evangélica neste final de ano. Inclusive, para 2012, estamos pensando em promover seletivas espalhadas por outros lugares do país. Daí poderiam sair os artistas que participarão do festival principal no Rio", frisou o diretor.
Fonte: G1
Confira a lista dos vencedores:
MELHOR VIDEOCLIPE
"Pavão Pavãozinho", Fernanda Brum
MELHOR CD
"Diamante", Damares
MELHOR DVD/BLU-RAY
"Aleluia", Diante do Trono
REVELAÇÃO
Thalles
MELHOR GRUPO
Trazendo a Arca
MELHOR MINISTÉRIO DO LOUVOR
Ministério de Louvor Diante do Trono
MELHOR CANTOR
André Valadão
MELHOR CANTORA
Aline Barros
MELHOR MÚSICA
"Sou humano", Bruna Karla
HOMENAGEM
Asaph

Via: http://www.comunhao.com.br/

Bispo Edir Macedo declara sua fé nos espíritos dos mortos.

Por Renato Vargens

Como já escrevi anteriormente tenho absoluta certeza de que a Igreja Universal do Reino de Deus não é uma igreja evangélica ou Protestante. Lamentavelmente sua práticas de fé são absolutamente antibíblicas, o que se percebe nitidamente em seus ensinos e liturgia.

Para minha tristeza acabei de assistir um vídeo (abaixo) onde o Bispo Edir Macedo confessa possuir uma fé espírita. No vídeo ele afirma que uma pessoa pode receber o espírito de um morto.

Caro leitor, ser espírita é crer na manifestação dos mortos entre os vivos e é exatamente isso que Macedo acredita.

Diante do exposto, peço aos seguidores dele e da IURD que atentem atenciosamente para a gravidade dos ensinamentos do seu bispo primaz. É hora mais do que nunca de reverem à luz da Bíblia as práticas e os ensinos macedianos.

“Quando entrares na terra que o SENHOR teu Deus te der, não aprenderás a fazer conforme as abominações daquelas nações. Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro; Nem encantador, nem quem consulte um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos; Pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao SENHOR; e por estas abominações o SENHOR teu Deus os lança fora de diante de ti. Perfeito serás, como o SENHOR teu Deus. Porque estas nações, que hás de possuir, ouvem os prognosticadores e os adivinhadores; porém, quanto a ti, o SENHOR teu Deus não permitiu tal coisa”. (ACF) (Deuteronômio 18:9-14).




Renato VargensFonte: [ Blog do autor ]
.
O cara en(capetou)doidou de vez...

Via: http://bereianos.blogspot.com/

Valdemiro Santiago larga a toalha "Sê tu uma benção" e opera o joelho no Hospital Albert Einstein.


Hospital Albert Einstein

Nada de carnê da coluna. Quando se trata de sua própria saúde, Valdemiro Santiago prefere o carnê do plano de saúde de primeira linha.

O jornal O Globo de ontem (4/12/11) publicou uma grande matéria com o “rei do gado” gospel, sua santidade, Ap. Valdemiro Santiago, o homem que carrega sobre si os nossos carnês. 


Na referida matéria, o destaque é o rápido crescimento da seita fundada há apenas 13 anos, como uma dissidência da Universal. Para quem não sabe, Valdemiro foi da Universal por décadas e atingiu o seu auge na organização como bem-sucedido bispo da seita na África. Valdemiro era conhecido na IURD como o “bispo negro” (sic) . 

Na avaliação de O Globo, o fenômeno atual entre as seitas neopentecostais é uma acirrada disputa comercial entre duas concorrentes no mercado religioso e aponta como exemplo a questão simbólica da “guerra celestial imobiliária”- a disputa entre as suas seitas para a construção da maior e mais grandiosa das sedes.

Como sabemos, a Mundial está construindo uma cidade em Guarulhos, próxima ao Aeroporto de Cumbica com capacidade para receber a lotação de alguns estádios, enquanto a IURD investe numa réplica do templo de Salomão.

A matéria segue apresentando o inicio humilde da Mundial e a grande reviravolta financeira que colocou Valdemiro e sua esposa aboletados em carrões e helicópteros e cercados de fausto sustentado pelo esforço agressivo de arrecadação da seita: 
Ele e a mulher, a bispa Francileia, de 46 anos, vivem num condomínio de luxo em Alphaville, na Região Metropolitana de São Paulo. Usam helicóptero e avião para se deslocarem.
Hoje, tenho o fogão que eu quiser. Como o que quiser, moro onde quiser. Não dependo dez centavos da igreja, nenhuma moeda da igreja, você que frequenta sabe disso conta o líder da Mundial no vídeo. 
 
Valdemiro é dono, com a mulher e um terceiro sócio, de uma empresa de comunicação e uma gravadora de CDs. Francileia ainda é sócia da editora de livros e DVDs da igreja.
Em 2010, o nome da igreja parou nas páginas policiais, quando dois pastores foram presos pela Polícia Rodoviária Federal em Mato Grosso do Sul. Levavam fuzis que abasteceriam traficantes, disse a polícia.
Fora a ênfase bem agressiva de O Globo em sua avaliação comercial do fenômeno, não há nenhum fato novo relativo aos bastidores deste negócio lucrativo que se tornaram as seitas neopentecostais, com a exceção da seguinte informação surpreendente:
No dia 21, foi operado no Hospital Albert Einstein, uma das melhores unidades privadas do país. 

Então deixa eu entender este negócio: 

Valdemiro cura de prisão de ventre até câncer com a sua tal toalhinha ungida. Com esta, também se paga dívida de banco e há até quem faça buchada da mesma para curar paralisia e até cegueira. E na hora de tratar do joelho, Valdemiro vai ao Einstein? 

 Então esta toalha de “...” não cura joelho não? 

Mas o Valdemiro não é o ungidão que faz descer fogo do céu se pedir e outros balacubapos como disse ao Ratinho outro dia? 
Era muito pecado... O joelho não aguentou!

Não é o mesmo camarda que come e bebe na teologia de que crente doente é crente sem fé? 

 Não é na Mundial que deus opera?

Não é isto que o Valdemiro grita na TV sempre? O que houve? "deus" estava dando plantão no Albert Einstein naquele dia e o Valdemiro foi obrigado a operar seu joelho por lá?

Se é assim, é bom saber e avisar aos fiéis para que nas terças-feiras não mais procurem a Mundial. Terça-feira deus faz residência em hospital particular do Morumbi. E faz todo o sentido, sendo um hospital israelita!

Esfrega esta toalha no joelho, ô bandidão! 

Então o deus de Valdemiro só segura o joelho do malandro na hora de subir o morro carregando os carnês dos patrocinadores ou os galões de água benta? 

Sei não... acho que até aqueles vídeos de subida do monte são FAIL, gente!
 Pelo sim, pelo não, façam como o Valdemiro Santiago: 

Troquem os seus carnês de igreja por carnês de planos de saúde. #FICA A DICA 


  Fonte: http://www.genizahvirtual.com

domingo, 11 de dezembro de 2011

A história de uma Bíblia.


Hoje, quando vou à livraria da igreja, vejo todos os tipos de versões da Bíblia e me emociono vendo as pessoas comprarem a sua versão preferida.

Na China, durante os anos da Revolução Cultural, uma cristã, Lan Xin, da província de Líaoning, fez muitos esforços para preservar o seu exemplar da Bíblia. Veja seu emocionante relato, extraído da revista cristã mensal "Tiang Feng".

Shenyang, China -
"Hoje tenho diversas Bíblias na minha prateleira. É uma maravilha ter tanta escolha, a ponto de, por vezes, não saber qual delas escolher. Mas há um exemplar da Bíblia, muito antigo e gasto, até com folhas caindo, do qual jamais vou me separar. Todas as vezes que meus olhos o vêem, lembro-me da sua história e daqueles anos terríveis...

PERSEGUIÇÃO

"Há muitos anos, houve um movimento de renovação nacional, surgido com o propósito de varrer e eliminar ‘demônios e maus espíritos’, destruir a ‘antiga cultura’ e estabelecer uma ‘nova cultura’. Mas, de acordo com as definições daqueles que participavam desse movimento, a Bíblia fazia parte da antiga cultura e precisava ser destruída. Além disso, alguns cristãos sofriam toda espécie de perseguição e, nos encontros públicos, eram ‘combatidos’, o que significava que eram denunciados e sofriam oposição. Parte da perseguição era confiscar e queimar as coleções de hinos, literatura devocional e as Bíblias dos cristãos. Quem não quisesse ter sua Bíblia queimada precisava escondê-la ou enterrá-la.

"Um dia, na primavera de 1967, vi um grupo de pessoas ir à casa de um crente e vasculhá-la em busca de Bíblias. Finalmente, não tendo encontrado nenhuma, começaram a examinar o assoalho. Um dos homens começou a escavar exatamente no local onde eu sabia que as Bíblias haviam sido enterradas. Fiquei tão preocupada, que mordi meu lábio inferior até sangrar. Mas mantive-me em oração, pedindo a Deus proteção e paz para aquela família. Aquele incidente despertou medo na comunidade, e algumas pessoas decidiram que era mais seguro enterrar suas Bíblias secretamente. Eu era apenas adolescente, mas via pessoas adultas, que realmente amavam a Deus, sentindo-se ameaçadas a ponto de fazer uma coisa tão estranha como aquela.

IMPRESSÃO PROFUNDA

"Minha mãe, no entanto, pensava diferente. Para ela, a Bíblia era mais importante que ouro, prata ou qualquer riqueza, até mesmo mais preciosa que a vida. Ela era incapaz de queimar sua Bíblia. Entre os fatos de minha infância que ficaram gravados em minha memória, está a lembrança de minha mãe ao chegar do trabalho todos os dias. Quando tinha algum tempo livre, pegava sua Bíblia e começava a ler. Ela lia até tarde da noite. E, quando eu acordava no dia seguinte, ela já estava lá sentada, lendo sua Bíblia novamente. Essa rotina causou em mim profunda impressão e curiosidade a respeito do conteúdo desse livro. Quando aprendi a ler, senti pessoalmente a doçura da Bíblia e me deliciei com o seu conteúdo.

DIAS DE EXPURGO

"Na época em que as Bíblias estavam sendo queimadas, tentamos esconder nossos exemplares em casa. Escondíamos nossas Bíblias debaixo do fogão. Era um tempo de grande ansiedade. Um crente foi acusado publicamente e pressionado para dar o nome da nossa família. O chefe da organização em que trabalhávamos nos chamou ao seu escritório repetidas vezes para lhe darmos explicações. A nossa situação tornou-se perigosa e estávamos sentindo medo. Se queimássemos os livros, o problema desapareceria. Mas não pensávamos fazer isso. Decidimos orar e pedir orientação ao Senhor Jesus.

"Resolvemos enterrar as Bíblias num canteiro do jardim de nossa casa. Embrulhamos cada Bíblia cuidadosamente em plástico e as colocamos sob as raízes das plantas, recolocando a terra de modo que nada parecesse alterado. Pensávamos que teríamos paz.

"Certa noite, o Comité do Bairro, repentinamente, convocou uma reunião em que todos deveriam comparecer. Foram feitas graves acusações contra os crentes. ‘Todas as coisas reacionárias precisam ser combatidas, do contrário não conseguiremos eliminá-las’, disse o líder. ‘Todas as pessoas presentes que forem crentes devem dar espontaneamente seus nomes, do contrário faremos com que confessem à força...’

"Quando voltamos daquela reunião, pude notar que mamãe estava preocupada. É melhor encontrar um local mais seguro para aquelas Bíblias, longe da nossa casa, disse ela. Na noite seguinte, bem tarde, assegurando-me de que não estava sendo observada por ninguém, desenterrei as Bíblias, coloquei-as num saco e saí pela noite levando comigo uma pá e o saco nos ombros, como se fora um ladrão.

QUE FAZER?

"Em que local esconde-las? À medida que ia andando, pedia a Deus e sentia lágrimas escorrendo em meu rosto:

‘Senhor! É da tua vontade que isso aconteça? O que devo fazer?..’ Subitamente, vi um trem passando; eu havia chegado até a estrada de ferro. Resolvi enterrar as Bíblias ao lado dos trilhos, no meio do capim que ali havia. Escavei um buraco e enterrei o saco com as Bíblias. Marquei o local com um pedaço de tijolo. Fiquei ali parada até que um vento soprou-me no rosto. Estremeci. Parecia que estava acordando de um sonho. Voltei para casa e agradeci a Jesus a sua direção e proteção. Chegando à minha casa, contei para minha mãe o que tinha feito, e ela só repetia: ‘Graças a Deus!’

MUDOU

"Anos mais tarde, o ambiente político mudou o suficiente para que se tornasse seguro ir desenterrar as Bíblias. Lembro-me de que isso ocorreu num mês de outubro. Estava frio quando fui desenterrar as Bíblias. Voltei logo para casa com a preciosa carga. Mamãe voltou a ler e estudar. Posteriormente, foram empreendidos esforços no sentido de que a Bíblia voltasse a ser publicada dentro da China. Eu fiquei muito feliz com essa notícia. Nossa família era constituída por quatro pessoas, e nossa renda mensal era de cem yuans (cerca de 15 Reais). Não tive dúvida em doar 100 yuans durante a coleta para publicação da Bíblia na China.

"Hoje, quando vou à livraria, vejo todos os tipos de versões da Bíblia e me emociono vendo as pessoas comprarem a sua versão preferida. Deus é verdadeiramente grande. Temos de guardar preciosamente a sua Palavra e devemos estudar e distribuir a Bíblia com mais entusiasmo do que e nunca."

Testemunho extraído do Boletim World Report UBS, nº 333 setembro 1998 (texto condensado).


Via: http://www.icrvb.com/

sábado, 10 de dezembro de 2011

GLOBO GOSPEL: NADA A VER!

"Jacó deu a Esaú pão e o guisado de lentilhas; e ele comeu e bebe; e,em levantando-se, seguiu seu caminho. Assim desprezou Esaú o seu direito de primogenitura". (Genesis 25.34)

A história você já conhece: Esaú chega cansado de uma caçada improdutiva e logo, esfomeado põe-se a negociar com o seu arguto irmão para ganhar um prato de guisado (carne vermelha). Astutamente, Jacó honra o seu nome e "suplanta" o seu irmão, passando para tras com uma conversa afiada de maldades, em uma proposta sedutora: Esaú abriria mão do direito de receber a benção de "irmão mais velho", e em troca seu desejo por uma alimentação faustosa seria realizado! Isso é que é uma ideia tabajara: acabaram seus problemas! A benção por um prato de carne! Fazemos qualquer negócio!

O resultado você já pode esperar: em se aproximando da morte do pai dos irmãos negociantes, Isaque, Jacó toma o seu direito adquirido pela sórdida transação e recebe a benção tão sonhada e forjada no calor da canalhice! Esaú fica contrariado, aborrecido, mas sem muito o que fazer! Perdeu a benção por um prato de guisado!

Parece-me que essa história pode ser aplicada em meio à aproximação da Rede Globo com o público evangélico. Eu leio no "Maré Gospel" dessa semana, um caderno evangélico em um dos jornais de nossa cidade, uma reportagem de uma página sobre o famigerado "Festival Promessas", e em meio ao tom da reportagem, citando a participação de crentes de nossa cidade no evento, uma declaração chama-me a atenção, justamente de um dos diretores da "Venus Platinada": "Não podemos de maneira nenhuma ignorar as expressões da cultura do nosso povo. E a música evangélica é um dos fenômenos dessa imensa força que se expande sem cessar".

Ficou patente nessa declaração uma constatação óbvia: a música evangélica deixou de servir ao Evangelho para servir à cultura do nosso povo! Martinho Lutero tinha a consciência de que a música é serva da Palavra, mas o que vemos hoje é a música servindo-se a si mesma! Há algum tempo comentei de que a pressão por composições "vendáveis" tem feito cantores consagrados por belas letras submetendo-se a produzir músicas "fast food", de consumo rápido, indolor e sem sabor. Nossas igrejas estão sujeitando-se (a contragosto, mas sem alternativas) a um estilo de músico pastoso, sem vislumbres de eternidade! Isso porque os mais renomados artistas gospeis não tem tempo de produzir algo com conteúdo, e quando produzem não tem mais público para consumir música com qualidade. O que se vende é o descartável: letras com fogo (para vender a pentecostais) e sobre conquista (para vender a neo-pentecostais).

O que a Globo se propõe a fazer com esse Festival, que vai ao ar próximo do Natal para delírio de evangélicos que pensam estar fazendo história, e não deixam de estar mesmo, pois estão participando do tempo em que a igreja está trocando a benção do Pai (santidade) por um prato de guisado (um evento televisivo). Eu já convivi com determinados figurões da música evangélica, e até mesmo recentemente tive o desprazer de relacionar-me com alguém... e posso dizer que termos como "ministério", "sacrifício", "renúncia", "amor"... olha, nos lábios de muitos deles são apenas palavras, meros vocábulos, o que lhes interessa é o retorno financeiro com suas medíocres canções!

É fato que estamos vivendo o tempo do evangelho maquiado, adornado para agradar a platéia! A denúncia de C. H. Spurgeon em seu tempo ainda vale: "A igreja abandonou a pregação ousada, como a dos puritanos; em seguida, ela gradualmente amenizou seu testemunho; depois, passou a aceitar e justificar as frivolidades que estavam em voga no mundo, e no passo seguinte, começou a tolerá-las em suas fronteiras; agora, a igreja as adotou sob o pretexto de ganhar as multidões."

Vejo lideres interessados em faturar notoriedade, e sob o pretexto de celebrar ao Senhor, vendem seus ministérios a articulados diretores, que eles sim estão conscientes da realidade envolvida: trata-se apenas de uma exibição cultural, nada mais, nada menos! Vergonha! É a palavra que me vêm a mente! Para celebrar o "Dia da Bíblia" em nossa cidade não nos unimos! Para participar do prato de guisado da Globo consegue-se arregimentar um grupo significativo! Vergonha! Eu tenho vergonha!

É o que eu penso.
 Por:

Dia da Bíblia














Por Marcia Pinheiro
Neste domingo, 11 de dezembro, cristãos de cerca de 60 países celebram o Dia da Bíblia. A celebração pelo livro mais lido no mundo surgiu em 1549, no Reino Unido, quando o bispo Cranmer, incluiu no livro de orações do rei Eduardo VI um dia especial para que a população intercedesse em favor da leitura do Livro Sagrado. A data escolhida foi o segundo domingo do Advento - celebrado nos quatro domingos que antecedem o Natal. Foi assim que o segundo domingo de dezembro tornou-se o Dia da Bíblia.
No Brasil, o Dia da Bíblia passou a ser celebrado em 1850, com a chegada dos primeiros missionários evangélicos, vindos da Europa e dos Estados Unidos, que vieram semear a Palavra de Deus.

Aos poucos, as denominações evangélicas passaram a adotar a tradição do Dia da Bíblia. Mas em alguns países, a data é celebrada no segundo domingo de setembro, numa referência ao trabalho do tradutor Jerônimo, na Vulgata, conhecida tradução da Bíblia para o latim.

A palavra Bíblia significa "livros", e vem do grego (língua em que foi escrito o Novo Testamento) "tà Bíblia" - ou seja, livros sagrados. O plural justifica-se, já que a Bíblia é uma biblioteca composta por 66 livros, sendo que 39 pertencem ao Antigo Testamento e 27 ao Novo Testamento.
Para o Gerente de Missões da JMM, Pr. Lauro Mandira, infelizmente, comemorar o Dia da Bíblia é uma prática um pouco esquecida pelas igrejas neste tempo.

“A Bíblia é conhecida como a Palavra de Deus, Escrituras Sagradas, Livro da Lei, Livro Sagrado etc. Ela continua sempre atual porque a Palavra de Deus é imutável. Hoje temos muitas versões cujo objetivo é aproximar o leitor de uma melhor compreensão da palavra. Em alguns casos é difícil encontrar uma palavra que se aproxime do sentido original do texto devido à limitação da nossa linguagem, no entanto, ela toca cada dia mais o profundo dos nossos corações. A Bíblia é a revelação de Deus, palavra inspirada pelo Espírito Santo. Ela ultrapassa o tempo, a razão, os limites humanos porque vem do alto. Como diz Hb. 4.12 ‘A palavra de Deus é viva, e eficaz (...).’. Que ela possa estar guardada em nossos corações como dizia o salmista Davi em Sl. 119.11”, diz o Pr. Lauro Mandira.

Mais de 20 séculos se passaram e a Palavra de Deus permanece em nossas mãos, para a glória de Seu nome.

A Bíblia é o livro mais lido, traduzido e distribuído do mundo. A necessidade de difundir seus ensinamentos, através dos tempos e entre os mais variados povos, resultou em inúmeras traduções para os mais variados idiomas.

Os idiomas utilizados para escrever os originais das Escrituras Sagradas foram grego, hebraico e aramaico.
A maior parte do Antigo Testamento foi escrita em hebraico e alguns textos em aramaico. O Novo Testamento foi escrito originalmente em grego, a língua mais utilizada na época.

Estima-se que a primeira tradução foi elaborada entre 200 e 300 anos antes de Cristo. Como os judeus que viviam no Egito não compreendiam a língua hebraica, o Antigo Testamento foi traduzido para o grego. Porém, não eram apenas os judeus que viviam no estrangeiro que tinham dificuldade de ler o original em hebraico: com o cativeiro da Babilônia, os judeus da Palestina também já não falavam mais o hebraico.

A Septuaginta (ou Tradução dos Setenta) foi a primeira tradução. Realizada por 70 sábios. Hoje é possível encontrar a Bíblia, completa ou em porções, em mais de 2.400 línguas diferentes.

Com a invenção da imprensa, na Alemanha, em meados do século 15, por um ourives chamado Johannes Gutenberg desenvolveu-se a arte de fundir tipos móveis. O primeiro livro de grande porte produzido por sua prensa foi a Bíblia em latim. Cópias impressas decoradas à mão passaram a competir com os mais belos manuscritos. Essa nova arte foi utilizada para imprimir bíblias em seis línguas antes de 1500 – alemão, italiano, francês, tcheco, holandês e catalão – e em outras seis línguas até meados do século 16 – espanhol, dinamarquês, inglês, sueco, húngaro, islandês, polonês e finlandês.

JMM trabalha para difundir a Palavra de Deus

Na Albânia, o projeto da Bíblia manuscrita mobilizou vários novos cristãos daquele país do Leste Europeu. A campanha Bíblia Escrita por Nossas Mãos (Biblia me Dora) foi iniciada pelo casal de Missionários Mobilizadores para a região Centro-Oeste, Pr. Henrique e Henriqueta Davanso, na Igreja Batista de Bathore, em Tirana, capital da Albânia, onde foram missionários.
O Pr. Henrique Davanso falou que o projeto já se encaminha para o final. Ele contou que cinco irmãos da Igreja em Bathore já concluíram o Novo Testamento inteiro. Do Velho Testamento, só um rapaz já escreveu sete livros.

Na África, o casal missionário casal Filipe e Anne Santos trabalha na tradução da Bíblia para o francês popular e, posteriormente, para o idioma sussu e o árabe. Eles clamam por sabedoria e condições de concluir o trabalho e, assim, permitir que muitos compreendam a Palavra e alcancem a salvação em Jesus.

Apesar de tantas traduções e versões, milhares de povos ainda não conhecem a Bíblia. Que este seja um tempo para todos refletirmos sobre o que temos feito para mudar esta situação, levando ao mundo a mensagem que não muda.

Fonte: http://www.jmm.org.br/

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Billy Graham se recupera e deixa hospital


Depois de internado durante seis dias devido à uma crise de pneumonia, o Pastor Billy Graham recebeu alta médica nessa última terça-feira (6). Em seu tratamento, o evangelista foi submetido a sessões de fisioterapia e reagiu bem à medicação. Mesmo aos 93 anos, os médicos acharam melhor que Graham fosse para casa. Segundo o portal Padom, o pastor afirmou que sentia-se ansioso para retornar para casa. “Eu também gostei do tratamento maravilhoso que eu recebi aqui dos médicos e enfermeiros, e sinto que tenho feito alguns novos amigos. Mas estou particularmente ansioso para ver minha casa decorada para o Natal e passar as férias com a minha família”, disse Billy Graham.
Um dos médicos responsáveis pelo tratamento do evangelista, Lucian Rice, garantiu a recuperação: “Estamos satisfeitos que ele teve uma boa resposta ao tratamento e estamos comprometidos com as boas práticas para continuar a sua melhoria”.
Com informações de Gospel Mais

LANÇAMENTO DO MEU LIVRO, EM BREVE

Postagens Recentes