quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Como posso saber se uma palavra profética é verdadeira?

 pregador, ensinando, bíblia, levantado, braço
 Há nove princípios para se julgar uma profecia nas Escrituras. Obviamente, nem toda profecia vem de DEUS, ou Paulo não teria escrito 1Coríntios 14.29, dizendo; "Falem dois ou três profetas e os outros julguem." 1João 4.1 afirma: "Amados, não creiais em todo Espírito, mais provai se os espíritos são de DEUS, porque já muitos falsos profetas tem se levantado no mundo."
  Somos instados a "provar os espíritos", porque cada profecia vem  ou de DEUS, ou da carne, ou do diabo através de espíritos malignos.
  Quando a verdade é negada, o engano é liberado. falsos profetes e falsas profecias alastram-se no mundo de hoje. A falsa profecia leva ao engano e faz com que o crente seja o objeto de manipulação ou dominação por falsos profetas, os quais têm objetivos malignos e planos escusos.
  Principio 1: O propósito da profecia no Novo Testamento é edificar, exortar e consolar (1 Co 14.3). A palavra edificar significa melhorar ou fortalecer; a palavra exortar significa encorajar; e a palavra consolar tem seu significado claro: dar consolo. Quando qualquer um entrega a você uma mensagem sobre sua vida com ares de profecia, e esta mensagem deixa você cheio de sentimentos de condenação ou medo, a mensagem não vem de DEUS.
  Principio 2: Profecias sempre concordam com a palavra de DEUS! Todas as profecias verdadeiras vêm do Espírito Santo, que é o autor da Palavra de DEUS. Assim, toda profecia tem de estar de acordo, de fato e em Espírito, com a Palavra de DEUS. Qualquer mensagem que não concorde com a Palavra de DEUS é uma falsa Profecia.
  Principio 3: Profecias devem produzir frutos e concordar com o Espírito Santo em conduta e caráter. Paulo escreveu em Romanos 14.17: "Porque o Reino de DEUS não é comida nem bebida, mais justiça, e Paz, e alegria no Espírito Santo."
  Qualquer forma de alegria ou paz que se coloque fora da justiça é um espírito demoníaco de religiosidade. Um homem que profetiza e não paga suas contas é um falso profeta. Um homem que profetiza e vive em imoralidade sexual ou irresponsabilidade financeira está em profundo engano e é um falso profeta. 
  A profecia deve concordar com o fruto do Espírito, que em Gálatas é definido como "caridade, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança". Se a profecia não tem caridade, gozo ou paz, ela não vem de DEUS.
 Falsos profetas não descem a rua principal gritando palavras obscenas. Mateus 7.15-16 afirma que os falsos profetas vêm como lobos em peles de ovelhas. Parecem boas pessoas. Falam de forma agradável. Até agem como ovelhas; mais seus propósitos são devorar e enganar o corpo de CRISTO
  A primeira coisa que um falso profeta ou qualquer pessoa que está em engano vai lhe dizer é: "Não me julgue!" Você não está julgando; está simplesmente verificando seus frutos.
  Principio 4: Se uma profecia contém predições que não se realizam, a profecia é falsa. Deuteronômio 18.22 diz: "Quando o tal profeta falar em nome do SENHOR, e tal palavra se não cumprir, nem suceder assim, esta é palavra que o SENHOR não falou; com soberba a falou o tal profeta; não tenhas temor dele."
  Principio 5:  Se uma profecia se cumprir e promover a desobediência contra DEUS ou contra as Escrituras, não é uma profecia verdadeira. A Bíblia diz: "Quando Profeta ou sonhador de sonhos se levantar no meio de ti e te der um sinal ou prodígio, e suceder o tal sinal ou prodígio, de que te houver falado, dizendo: Vamos após outros deuses, que não conheceste, e sirvamo-los, não ouvirás as palavras daquele profeta ou sonhador de sonhos, porquanto o SENHOR, vosso DEUS, vos prova, para saber se amais o SENHOR, vosso DEUS, com todo o vosso coração e com toda a vossa alma." (Dt 13.1-3).
  Conforme Moisés afirma de forma clara, a profecia ter se cumprido não significa que a pessoa que deu a profecia é de DEUS. Se esta profecia faz com que você olhe para outra fonte de orientação espiritual, como horóscopos, consultas a médiuns e quiromantes, você está vivendo adultério Espiritual.
  Principio 6: A verdadeira profecia produz liberdade e não escravidão. A Bíblia diz: "Porque não recebeste    o espírito de escravidão, para, outra vez, estardes em temor mas recebestes o espírito de adoção de filhos, pelo qual clamamos: Aba Pai." (Rm 8.15).
  "Ora o SENHOR é Espírito; e onde está o espírito do SENHOR, aí há liberdade." (2 Co 3.17). A verdadeira profecia trará liberdade ao individuo, e não escravidão.
  Qualquer forma de controle sobre outra pessoa, seja através de intimidação, manipulação ou domínio, é bruxaria. A falsa profecia levará sempre a bruxaria. Não se apegue a ninguém que não seja JESUS.
  Principio 7: A verdadeira profecia injeta vida nova na reunião de crentes. A Bíblia diz que: "a letra mata, e o Espírito vivifica." (2Co 3.6). A verdadeira profecia inspirada pelo Espírito Santo traz vida Espiritual a reunião dos crentes. Se uma profecia vem para destruir o culto de adoração, esta profecia não vem de DEUS.
  Principio 8: A verdadeira profecia dada pelo Espírito Santo testemunhará com seu Espírito. A Bíblia diz: "E o Espírito é o que testifica, porque o Espírito é a verdade." (1Jo 5.6b).
  Este é o único princípio subjetivo dos nove princípios  usados para julgar profecias. Todos os outros são baseados em fatos da Palavra, este princípio específico é baseado na forma como a profecia dá testemunho ao espírito de cada um.
  Principio 9: Qualquer profecia que se cumpra mas não dá glória e honra ao SENHOR JESUS CRISTO é espírito de adivinhão. O fato de a profecia se cumprir não é prova de que vem de DEUS (veja Deuteronômio 13.1-3, o qual também é usado para apoiar o princípio 5).

 "mas o que profetiza fala aos homens para edificação, exortação e consolação". (1Co 14.3).

           DEUS abençoe a todos!!!!!

  Fonte: Bíblia de Revelação Profética - Almeida Revista e Corrigida - Sociedade Bíblica do Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LANÇAMENTO DO MEU LIVRO, EM BREVE

Postagens Recentes