sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Qual a visão de DEUS sobre a tribulação?


"Porque haverá então grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco há de haver.
E, se aqueles dias não fossem abreviados, nenhuma carne se salvaria; mas por causa dos escolhidos serão abreviados aqueles dias".  (Mateus 24:21,22)

O termo grande tribulação incita o terror nos corações dos homens, e com razão. O retrato de DEUS sobre a tribulação é o de um período de sete anos de terror inimaginável que só pode ser descrito como o inferno na terra.
  A palavra tribulação é usada na Bíblia num sentido específico e também num sentido não específico. Quando é usada de forma não específica, ela fala de provação ou sofrimento que o individuo pode enfrentar. Quando usada de forma especifica, ela se refere ao período de sete anos que se seguirá ao arrebatamento da igreja.


O PROPÓSITO DA TRIBULAÇÃO

 Qual é o propósito da tribulação? Há vários propósitos. O primeiro é fazer com que Israel reconheça que JESUS CRISTO é o MESSIAS (Mt 23.37-39; Ez 20.33-38).
  O segundo propósito é julgar as nações gentias pela tentativa exterminar a nação de Israel e pelo abuso dos povos gentis (Gn 12.3).
  O terceiro propósito é permitir que um mundo que rejeita a CRISTO possa experimentar pessoalmente a tristeza e o sofrimento criados pelo império maligno administrado por satanás, o anticristo e o falso profeta.
  O quarto propósito da tribulação é derramar a ira de DEUS sobre todos os que rejeitaram o evangelho.


O TERROR DA TRIBULAÇÃO
  A tribulação é também chamada de "tempo de angústia para Jacó" (Jr 30.7), "ira" (Is 26.20) e "tempo de angústia" (Dt 12.1). O Período total de sete anos é chamado de "tribulação". os últimos três anos e meio são chamados de "grande tribulação", porque a intensidade do sofrimento criado pela ira de DEUS se torna inimaginável.
  O profeta Sofonias descreve "o dia do SENHOR" como "dia de indignação, dia de angústia e de ânsia, dia de alvoroço e de desolação, dia de trevas e de escuridão, dia de nuvens e de densas trevas, dia de trombeta" (Sf 1.15-16).
  Em Mateus 24, JESUS  da a sua descrição da tribulação. Nos versículos 4-8, ele descreve os eventos na primeira metade e nos versículos 9-14, a última metade. Nos versículos 21-22, ele faz uma afirmação de congelar os ossos: "porque haverá, então, grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco haverá jamais. E, se aqueles dias não fossem abreviados, nenhuma carne se salvaria".
  João diz em Apocalipse que "é vindo o grande dia da ira" (6.17). Ele se refere ao "vinho da ira" e "lagar da ira de DEUS" (14.10,19). Taças cheias da "ira de DEUS" serão derramadas na terra (15.7;16.1). Ninguém escapará da ira de DEUS na tribulação.
  Tão intenso é o sofrimento que "os reis da terra, e os grandes, e os ricos, e os tribunos, e os poderosos, e todo servo, e todo livre se esconderam nas cavernas e nas rochas das montanhas e diziam aos montes e aos rochedos: Caí sobre nós e escondei-nos do rosto daquele que está assentado sobre o trono  e da ira do cordeiro, porque é vindo o grande dia da sua ira; e quem poderá substituir?" (Ap 6.15-17).

                              DEUS abençoe a todos!!!


Fonte: Bíblia de Revelação Profética - Almeida Revista e Corrigida - Sociedade Bíblica do Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LANÇAMENTO DO MEU LIVRO, EM BREVE

Postagens Recentes