segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Fruto proibido e inocência perdida!

 Resultado de imagem para adão e eva

 Tente imaginar como foi o pior momento da história da raça humana. Adão e sua esposa, Eva, em pé, diante do maravilhoso Jardim do Éden. Banidos. Um anjo com uma espada flamejante garantindo que jamais desfrutassem novamente das caminhadas e conversas com DEUS, da terra sem espinhos ou do delicioso fruto da arvore da vida. Privados para sempre das agradáveis sensações de alegria e segurança que haviam sentido no jardim do Éden. Em lugar desses sentimentos, Adão e Eva eram agora perseguidos por terríveis lembranças de culpa, medo e vergonha.

PARAÍSO PERDIDO

  Por um simples ato de rebeldia contra DEUS, Adão e Eva declararam sua independência. Fizeram muito mais do que simplesmente comer um pedaço do fruto proibido. Num nível mais profundo, eles afrontaram a clara ordem dada por seu Criador. Deram ouvidos a sedutora voz do tentador e sucumbiram em seu próprio orgulho. Desafiaram abertamente o direito que o Todo-Poderoso DEUS tinha de guiar e dirigir suas vidas, quando optaram por exercer poder e autoridade sobre suas próprias vidas.
  As consequências daquela decisão tão deplorável foram catastróficas: maldição, morte, tristeza, e uma vida de dor e arrependimento, não apenas para eles, mas para todos os seus descendentes.
  Em algum momento, Adão e Eva ainda lançaram um último olhar para o jardim e, então, seguiram em frente. Estavam calados? Quem falou primeiro? Será que culparam um ao outro? Ou será que caíram nos braços um do outro?.

O PRESENTE DA ESPERANÇA

Ao refletirem sobre os terríveis e derradeiros momentos no jardim, talvez eles tenham pensado na tristeza da voz de DEUS ao perguntar "onde estás?" A maldição sobre a serpente também deve ter ecoado em seus ouvidos (Gn 3.14,15). De acordo com o que DEUS dissera, a serpente ainda causaria mais dor e sofrimento a raça humana, mas, no final, seria esmagada pela descendência de Eva. Havia um pequeno raio de esperança, uma pequena luz de uma promessa de que o paraíso não ficaria perdido para sempre, uma promessa de um libertador e salvador (cumprida em JESUS CRISTO; veja Gl 3.16,19-26).
  Talvez tenha se lembrado de como o SENHOR graciosamente lhes providenciara agasalho pouco antes da sua partida - uma amostra do amor e da misericórdia de DEUS. Devem ter logo persebido que a perda ocorrida no Éden era tanto deles quanto de DEUS. Quanto mais refletissem, mas ficariam convencido de que DEUS queria restaura-los para si. A longa espera pela salvação prometida por DEUS havia começado.
  Hoje ao contrario de Adão e Eva, não precisamos mas esperar. O dia da salvação já chegou (2 Co 6.2). JESUS já veio para nos salvar de nossos pecados. Se você crer nele, poderá ser reconciliado com o seu CRIADOR hoje mesmo, olhando para a vida futura com ele no paraiso (veja Jo 3.16 e Ap 2.7 para conhecer as promessas de DEUS referentes a vida eterna).


                 DEUS abençoe a todos!!

Fonte: Bíblia de Revelação Profética - Almeida Revista e Corrigida - Sociedade Bíblica do Brasil.

Jesus envia tempestade de areia e livra cristãos de massacre de terroristas



Terroristas descobriram o local de uma celebração de cristãos recém convertidos do islamismo e foram atrás de todos para os exterminarem, mas não contavam com a mão de Deus 

Um grupo de cristãos novos convertidos experimentou a proteção divina de forma intensa logo após terem sido batizados em uma praia, no Oriente Médio. A localização exata não foi revelada por questão de segurança.
Aproximadamente 50 pessoas participaram da celebração, sendo que destes, 24 haviam abandonado o islamismo e se entregado a Jesus há pouco tempo. A viagem para que eles fossem batizados foi organizada pela entidade missionária Biblies 4 Mideast (“Bíblias para o Oriente Médio”, em tradução livre).

Os novos convertidos pediram para serem batizados em uma celebração só, e assim, o grupo de cristãos viajou em um ônibus, sigilosamente, para que a consolidação de sua declaração de fé fosse realizada sem problemas.

“Cerca de 50 pessoas, incluindo os candidatos ao batismo participaram do culto. Todos nós fomos de ônibus. Após o culto de batismo e as orações, todos nós entramos no ônibus para voltar à nossa igreja e celebrar o culto de adoração e a Ceia do Senhor. No caminho, alguns militantes nos cercaram com três ou mais carros e começaram a atirar com armas de fogo contra nós”, disse um dos novos convertidos, chamado Rizwan.

A informação sobre o batismo e o local pode ter vazado para os terroristas, segundo a entidade missionária. “Talvez os militantes tivessem planejado nos matar na praia, durante o culto de batismo. Mas de alguma forma nós terminamos a nossa celebração mais cedo e já estávamos voltando para casa quando fomos surpreendidos”, acrescentou o novo convertido.

Ao deparar-se com os terroristas, Rizwan afirmou que ficou sem reação: “Realmente eu não sabia o que fazer, mas comecei a orar ao Senhor, clamando por Sua poderosa proteção. O motorista do ônibus aumentou a velocidade para tentar fugir do ataque. Mas os terroristas também nos seguiam com a mesma velocidade. As pessoas daquele ônibus pensavam que todos nós seríamos assassinados”, relembrou.

As orações dos fiéis, no entanto, foram respondidas de forma rápida: “De repente, vimos uma tempestade gigante de areia se formando por trás do nosso ônibus. No começo, todos ficaram com medo dela. Nós pensávamos que não íamos conseguir continuar a fuga, sendo enfim alcançados pelos terroristas. Mas, louvado seja o Senhor! Todos nós sentimos que o Senhor Jesus Cristo apareceu sobre a tempestade de areia como um homem poderoso e maravilhoso, mostrando sua proteção e sua poderosa mão que vinha em nossa direção com um sorriso doce. Jesus nos salvou. Ele mesmo bloqueou o caminho dos terroristas, usando uma tempestade de areia”, relatou.

Com a tempestade bloqueando a visão e o caminho dos terroristas, o ônibus onde eles viajavam se afastou e eles escaparam. “Nós novamente ouvimos os tiros em nossa direção. Mas não víamos os veículos deles atrás de nós. Louvando e agradecendo ao Senhor, nós conseguimos voltar para a igreja em segurança, com grande alegria”, comentou, aliviado. “Mais uma vez, louvamos e agradecemos ao Nosso Senhor Jesus Cristo por mostrar-nos o amor e cuidado que Ele tem para com Seus filhos”, concluiu o fiel. 

(GospelMais)
Via:http://www.gospelgeral.com.br/

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Analzira Nascimento, A Enfermeira Que Ficou - Assista ao documentário




O filme "Analzira, a enfermeira que ficou" concorre ao prêmio de melhor documentário do Festival de Cinema Cristão 2016. Ele é uma produção do ministério Oikos com apoio de Missões Mundiais. Produção e roteiro do Pr Gilson Bifano, com edição e direção de João Santolin. O documentário relata como a missionária e enfermeira Analzira Nascimento arriscou a própria vida durante quase 20 anos para ajudar pessoas necessitadas durante a guerra na Angola.
A votação é popular e pode ser feita até o dia 30 de outubro pela internet. Dê seu voto: http://festivaldecinemaficc.com.br/festival/voto/

Via: Veredas Missionarias

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Holanda Reconhece: Legalizar a Maconha foi Erro!!


A Holanda constatou ter sido um grande erro legalizar a maconha e a prostituição e iniciou ações de reparação dos danos. E aqui no Brasil tem gente fazendo passeata pela legalização dessa droga. A seguir, uma matéria da revista Veja, escrita por Thomas Favaro, detalhando esse engano:

“A Holanda é um dos países mais liberais da Europa. Comportamentos considerados tabu em muitos países, como eutanásia, casamento gay, aborto e prostituição, são legalmente aceitos pelos holandeses. Em Amsterdã, turistas podem comprar pequenas quantidades de maconha em bares especiais, os coffee shops, e escolher abertamente prostitutas expostas em vitrines, uma tradição da cidade.

No passado, De Wallen, o bairro da Luz Vermelha, como é chamado nos guias turísticos, foi relativamente tranqüilo e apinhado de curiosos. Desde que a prostituição foi legalizada, sete anos atrás, tudo mudou. Os restaurantes elegantes e o comércio de luxo que havia nas proximidades foram substituídos por hotéis e bares baratos. A região do De Wallen afundou num tal processo de degradação e criminalidade que o governo municipal tomou a decisão de colocar um basta. Desde o início deste ano, as licenças de alguns dos bordéis mais famosos da cidade foram revogadas. Os coffee shops já não podem vender bebidas alcoólicas nem cogumelos alucinógenos, e uma lei que tramita no Parlamento pretende proibi-los de funcionar a menos de 200 metros das escolas.

Ao custo de 25 milhões de euros, o governo municipal comprou os imóveis que abrigavam dezoito prostíbulos. Os prédios foram reformados e as vitrines agora acolhem galerias de arte, ateliês de design e lojas de artigos de luxo. A prefeitura está investindo na remodelação do bairro, para atrair turistas mais ricos e bem-comportados.

De Wallen é um centro de bordéis desde o século XVII, quando a Holanda era uma potência naval e Amsterdã importava cortesãs da França e da Bélgica. Nos últimos vinte anos, a gerência dos prostíbulos saiu das mãos de velhas cafetinas holandesas para as de obscuras figuras do Leste Europeu, envolvidas em lavagem de dinheiro e tráfico de mulheres.

Boa parte dos problemas é conseqüência do excesso de liberalidade. O objetivo da legalização da prostituição foi dar maior segurança às mulheres. Como efeito colateral houve a explosão no número de bordéis e o aumento na demanda por prostitutas. Elas passaram a ser trazidas – nem sempre voluntariamente – das regiões mais pobres, como a África, a América Latina e o Leste Europeu. A tolerância em relação à maconha, iniciada nos anos 70, criou dois paradoxos. O primeiro decorre do fato de que os bares podem vender até 5 gramas de maconha por consumidor, mas o plantio e a importação da droga continuam proibidos. Ou seja, foi um incentivo ao narcotráfico.

O objetivo da descriminalização da maconha era diminuir o consumo de drogas pesadas. Supunham os holandeses que a compra aberta tornaria desnecessário recorrer ao traficante, que em geral acaba por oferecer outras drogas. Deu certo em parte. Apenas três em cada 1.000 holandeses fazem uso de drogas pesadas, menos da metade da média da Inglaterra, da Itália e da Dinamarca. O problema é que Amsterdã, com seus coffee shops, atrai “turistas da droga” dispostos a consumir de tudo, não apenas maconha. Isso fez proliferar o narcotráfico nas ruas do bairro boêmio. O preço da cocaína, da heroína e do ecstasy na capital holandesa está entre os mais baixos da Europa. “Hoje, a população está descontente com essas medidas liberais, pois elas criaram uma expectativa ingênua de que a legalização manteria os grupos criminosos longe dessas atividades”, disse a VEJA o criminologista holandês Dirk Korf, da Universidade de Amsterdã.

A experiência holandesa não é a única na Europa. Zurique, na Suíça, também precisou dar marcha a ré na tolerância com as drogas e a prostituição. O bairro de Langstrasse, onde as autoridades toleravam bordéis e o uso aberto de drogas, tornara-se território sob controle do crime organizado. A prefeitura coibiu o uso público de drogas, impôs regras mais rígidas à prostituição e comprou os prédios dos prostíbulos, transformando-os em imóveis residenciais para estudantes. A reforma atraiu cinemas e bares da moda para o bairro.

Em Copenhague, na Dinamarca, as autoridades fecharam o cerco ao Christiania, o bairro ocupado por uma comunidade alternativa desde 1971. A venda de maconha era feita em feiras ao ar livre e tolerada pelos moradores e autoridades, até que, em 2003, a polícia passou a reprimir o tráfico de drogas no bairro. Em todas essas cidades, a tolerância em relação às drogas e ao crime organizado perdeu a aura de modernidade.”



***

domingo, 23 de outubro de 2016

O VERDADEIRO VOCÊ

                  SALMO 139

DEUS SABE DE TUDO
Poucas pessoas têm a oportunidade de nos conhecer de modo pessoal, nossos filhos, nossos pais ou nossos irmãos e irmãs são os únicos que realmente nos conhecem – defeitos e qualidades. Agimos de maneia diferente em casa e no trabalho. Ainda assim, nem mesmo nossas famílias nos conhecem plenamente. Somente DEUS conhece. Na verdade DEUS nos conhece melhor do que nós mesmos.
“SENHOR, tu me sondas e me conheces.” (Salmo 139.1). Davi reconhecia a onisciência de DEUS. DEUS sabia de todas as suas ações antes mesmo de executá-las. DEUS sabia de todos os pensamentos antes de eles chegarem a sua mente. Davi não era capaz de iniciar uma sentença sem que DEUS já não soubesse o final (v.4). Como DEUS é onisciente, tentar contar os pensamentos de DEUS é como tentar contar os grãos de areia de todas as praias do mundo. O “verdadeiro” Davi não podia se esconder de DEUS (V.17-18).

Nada se esconde de DEUS
Ao olhar como DEUS lhe havia protegido e escondido, Davi descobriu estava aquém da capacidade de entender todas as obras maravilhosas que o SENHOR havia feito (v.5-6). Davi também sabia que não havia lugar suficientemente distante, nem esconderijo pequeno o bastante, muito menos escuridão tamanha que o pudesse esconder de DEUS.

 “Para onde me irei do teu ESPIRITO ou para onde fugirei da tua face?
Se subir ao céu, tu aí estás; se fizer no seol a minha cama, eis que tu ali estás   também; Se disser: decerto que as trevas me encobrirão; então a noite será luz em roda de mim.
Nem ainda as trevas me escondem de ti; mais a noite resplandece como dia; as trevas e a luz são para ti a mesma coisa.” (v. 23-24).
  
O “verdadeiro” Davi não era capaz de se esconder de DEUS.
Mesmo antes de Davi nascer, DEUS o conhecia, ainda no ventre de sua mãe, e viu seu potencial e a vida que o esperava (v3-16). Os defensores do aborto, que dizem que um feto é apenas um conjunto indesejado de células, deveriam ler esta postagem. O coração de DEUS deve se entristecer ao ver tanto potencial jogado nas lixeiras em nossa terra.
  Porque DEUS é onipresente Davi diz:

 “Sonda-me, ó DEUS, e conhece o meu coração; prova-me e conhece os meus pensamentos. E vê se há em mim algum caminho mal e guia-me pelo caminho eterno.” (vs. 23-24).
  
Davi inicia e termina este salmo com um apelo para que DEUS o sonde e olhe para o seu coração e veja como ele realmente é, para então guiá-lo pelo caminho eterno.

Esteja aberto ao olhar minucioso de DEUS
  Se pedirmos a DEUS para examinar o nosso coração, o que ele encontrará? Se pedíssemos a DEUS para nos guiar no caminho eterno, estaríamos prontos para ir?
  Um homem em seu leito de morte chamou-me a sua casa. Era bastante rico e vivera uma vida depravada. Ele nunca havia dado nada a obra de DEUS antes, mas, consciente de que estava morrendo, disse que gostaria de dar uma generosa soma de dinheiro a igreja. Perguntei-lhe por quê. Sua resposta foi:
-- Quero uma consciência limpa.
Eu sabia que ele precisava encarar a verdade e, então, eu disse:
-- Meu amigo, você é rico, mas não tem dinheiro suficiente para comprar uma consciência limpa. Você roubou os dízimos e ofertas de DEUS durante toda a sua vida. Oprimiu pessoas com a sua riqueza. Sua família sofreu por causa de sua imprudência. A única coisa que pode ajudá-lo a limpar sua consciência é confessar que é um pecador, crer que JESUS morreu por você e aceitá-lo como seu salvador.
  Encorajei-o de todo o coração a se acertar com DEUS. Seus olhos escuros faiscaram de ódio.
-- Eu estou morrendo – Disse ele, -- Como você pode falar comigo dessa forma?
-- Quando você abrir seus olhos nas chamas do inferno, quero que você saiba onde e por que está ali. O dinheiro não pode limpar a sua consciência. Dinheiro não limpa a sua alma. Seu dinheiro não pode comprar DEUS.
  Eu poderia ter mentido para o homem e ter agradecido pelo cheque. Mas, no momento em que passasse desta vida para a outra, ele saberia o que eu fizera e gritaria meu nome por toda a eternidade. Expliquei ao homem o dom da salvação de DEUS, mas ele o rejeitou. A morte chegou logo, e o homem deixou este mundo como um pecador não arrependido. Eu havia contado a verdade. Ele queria uma consciência limpa, mas, na verdade, ele era um homem amargo e rancoroso.

  
Cuide de sua alma
  JESUS fez a seguinte pergunta: “Pois que aproveitaria ao homem ganhar todo o mundo e perder a sua alma?” (Mc 8.36). Somente JESUS poderia ter feito esta pergunta. Apenas ele poderia ter todos os diamantes, safiras, rubis, pérolas, ouro e prata do mundo. Ele poderia ter todas estas coisas, mais sabia que as riquezas não salvam uma única alma de quer.
  O único caminho para a vida eterna é a redenção através do sangue de JESUS CRISTO, o filho unigênito de DEUS. “Porque isto é o meu sangue, o sangue do novo testamento, que é derramado por muitos, para remissão dos pecados.” (Mt 26.28). Sem derramamento de sangue, não há remissão de nossos pecados. Não importa quanto dinheiro nós tenhamos; precisamos chegar ao lugar em que podemos entregar o nosso coração ao SENHOR. Não importa se somos bons cidadãos, se buscamos o bem estar da família ou de desejamos subir na vida: Se não tivermos CRISTO como nosso SALVADOR, então nada mais importa.


Ele sonda os corações
  JESUS disse: “todas as igrejas saberão que eu sou aquele que sonda as mentes e os corações. E darei a cada um de voz segundo as vossas obras.” (Ap.2.23). JESUS morreu no calvário para o nosso conforto. Não existe coroa sem cruz. Não há benção sem fardo. Não há conquista sem conflito. A bíblia nos diz para lutarmos o bom combate da fé. Tome uma posição diante do SENHOR. Há fardos para carregar e gigantes para derrubar. Coloque a mão no arado sem olhar para trás. Pare de se lamentar sobre o seu conforto. Estamos em guerra contra satanás e seu exercito.
  DEUS encontrará uma pessoa de valor quando sondar o seu coração? Você  já terá alcançado e cumprido todas as coisas que DEUS para você ser e fazer?


DEUS abençoe a sua vida!!

Fonte: Bíblia de estudo Revelação Profética - Almeida Revista e Corrigida - Sociedade Bíblica do Brasil

sábado, 22 de outubro de 2016

Igreja Batista é atacada por muçulmanos e mata pelo menos 40 cristãos, na Nigéria

Ataque de muçulmanos em aldeia. (Foto: 360Nobs)

Pelo menos 40 pessoas foram mortas, após um massacre brutal a uma comunidade cristã Batista na Nigéria.
Homens armados (provavelmente membros de tribos Fulani) invadiram Godogodo no estado de Kaduna, Nigéria – um assentamento predominantemente cristão – no último sábado (15). O incidente ocorreu após assassinatos anteriores na mesma aldeia.

Além dos mortos e feridos neste ataque recente, centenas de pessoas foram expulsas de suas casas e igrejas também foram destruídas.

Moradores da aldeia disseram que o massacre aconteceu pouco depois de alguns jornalistas terem passado por lá para fazer uma matéria sobre um ataque com facões que havia matado oito pessoas no final de setembro, segundo relatórios da agência cristã ‘Morning Star News’.

Uma testemunha do ataque, Peter Atangi, viu seus quatro filhos sendo mortos pelos pastores Fulani [grupos de extremistas islâmicos que perseguem cristãos na Nigéria].

“Os pastores vieram à noite, no sábado [15 de outubro]. Eles invadiram nossas casas depois de atacar um posto de controle militar. Eles usavam armas sofisticadas, além de facões, facas e paus. Assim que eles chegaram, começaram a atirar indiscriminadamente e começamos a correr em direções diferentes”, disse ele.

“Eles atiraram e mataram meus quatro filhos. Enquanto corríamos para salvar nossas vidas, eles também atearam fogo em nossas casas. Muitos estão desabrigados agora”, acrescentou.

O pastor Isaac Balason, da Igreja Batista Nasara, em Godogodo, falou com a agência ‘Morning Star News’ pelo telefone durante o momento ataque.

“Agora são 20:30 e o ataque está acontecendo”, disse ele. “Não temos certeza se vamos sobreviver a isto. Por favor, estejam em oração conosco”, pediu.

Solomon Musa, advogado e presidente da União Popular do Sul de Kaduna, disse em uma conferência de imprensa na última segunda-feira (17), que os residentes locais identificaram pelo menos 40 pessoas que morreram.

Ele disse: “A comunidade Godogodo voltou a sofrer um ataque feroz, aterrador, brutal, selvagem e bárbaro por parte dos pastores Fulani sem qualquer motivo aparente, no último sábado, 15 de outubro de 2016”, disse ele. “Até agora, os moradores conseguiram identificar pelo menos 40 corpos, além de vários outros cadáveres queimados, o que dificulta o reconhecimento”.

De acordo com Solomon quase todas as casas da aldeia foram queimadas.

“A selvageria e barbárie do ataque é inacreditável”, disse ele. “No entanto, os governos federal e estadual parecem permanecer tranquilos e evasivos. Fomos abandonados e negligenciados”.

Rev Thomas Akut, da Igreja Evangélica ‘Winning All Good News’, em Godogodo disse que o ataque expulsou todos os 245 membros de sua igreja.

“A maioria das aldeias ao redor de Godogodo foram destruídas e milhares de cristãos foram expulsos de suas casas”, disse ele, observando que considera que este ataque é parte de uma guerra islâmica contra os cristãos.

“Esta é uma jihad”, disse ele. “É uma guerra santa islâmica contra cristãos na parte sul do estado de Kaduna”.

A organização cristã ‘World Watch Monitor’ relatou que mais de 300 pessoas – a maioria sendo cristãs – foram mortas em ataques de pastores Fulani nos últimos cinco meses e mais de 5.000 pessoas foram expulsas de suas aldeias.

Outro pastor nigeriano, Rev Agostinho Akpen Lev, disse ao site da organização: “Este é outro jihadista, assim como o Boko Haram no nordeste do país. Os terroristas transportam armas sofisticadas, às vezes até usam armas químicas em nossas comunidades. Eles atacam muitas vezes durante a noite, quando as pessoas estão dormindo. Eles atacam pessoas indefesas e vão embora. Eles têm claramente um objetivo: Acabar com a presença do cristianismo e assumir as terras”. 

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN TODAY
VIA: http://www.jmnoticia.com.br/

Evangélicos rejeitam coronelismo gospel na Assembleia de Deus…

Formada hoje por uma geração de jovens mais esclarecida e preparada, denominação vê criticamente a tentativa do pastor José Guimarães Coutinho de impor “voto de cabresto” à igreja



A Bíblia e o voto devem ser questões pessoais

O segmento evangélico de São Luís reagiu com indignação ao manifesto assinado pelo presidente da Igreja Assembleia de Deus, pastor José Guimarães Coutinho, que impõe o “voto de cabresto” no prefeito Edivaldo Júnior (PDT).
Espécie de coronel gospel, há 20 anos no comando da AD, Coutinho tenta reviver uma prática já condenada pelos próprios fieis da igreja: a transformação dos templos em curral eleitoral
E a reação de internautas ao post “Para impedir derrota, Edivaldo apela para o coronelismo gospel…” mostra o avanço da juventude evangélica contra lideranças que insistem em manter práticas ultrapassadas.
O comentarista Magno Lanois, por exemplo, prega a liberdade dos membros para escolher seus candidatos a cargos eletivos.
– Os membros da Assembleia de Deus são livres pra votar pra quem achar melhor – afirmou Lanois.
Para a leitora identificada por Ana, a ação é uma “apelação do prefeito Edivaldo”.

Pastor Coutinho tenta conduzir o voto na Assembleia de Deus; fieis rejeitam

Em seu manifesto pró-Holandinha, pastor Coutinho explora ao limite o chamado “voto de cabresto”, ao impor aos membros não apenas a opção pelo pedetista – que tem um comunista como vice – mas também a obrigação da busca por outros votos.
– Pedimos a todos o seus membros e congregados que votem e conquistem outros votos para conduzirmos o servo do Senhor à vitória – declarou o presidente da AD.
Maior denominação evangélica de São Luís, a Igreja Assembleia de Deus vem passando, ao longo dos últimos 20 anos, por uma forte renovação, com a chegada de jovens mais esclarecidos e mais preparados, inclusive espiritualmente, o que também forçou a mudança de paradigmas na questão política.
Na contramão deste processo, a cúpula da igreja insiste em manter velhas práticas, inclusive na formação de novos líderes, da mesma forma como fazia há 30, 40 anos atrás.
O resultado é uma forte dicotomia entre o que tentam impor os pastores e o que realmente querem – e pensam – os membros da igreja.
E a rejeição ao manifesto do “coronel gospel” José Coutinho é um exemplo desta mudança na Assembleia de Deus.
Mudança salutar para todo segmento evangélico…


https://www.marcoaureliodeca.com.br

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Rotary e Maçonaria: existe alguma relação?









 Johnny T. Bernardo



Entre a metade do século XIX e os primeiros anos do século XX vários grupos de ajuda humanitária surgiram em todo o mundo. Em torno deles, a polêmica: seriam clubes de serviço ou sociedade secretas? São muitas as opiniões a esse respeito. Elks (1868), Rotary (1905), Kiwanis (1915) e Lions (1917) entraram em evidência. Foram os precursores de uma nova modalidade de clube, onde ao invés de lazer prega-se a "ajuda humanitária". Os membros se reúnem semanalmente com o objetivo de unir esforços e recursos financeiros a fim de financiar projetos de ajuda a pessoas carentes e comunidades necessitadas. No entanto, para alguns pesquisadores a "ajuda humanitária" seria apenas uma fachada para esconder sua verdadeira identidade.

Entre os clubes de serviço, o Rotary é o que mais se destacou e em cuja organização estão a maioria dos maçons de nosso país. Apesar de negar qualquer relação com a maçonaria, existem evidências que comprovam seu envolvimento. Na verdade, o Rotary é apenas mais um dos muitos braços da Maçonaria.

O que é o Rotary?

Segundo nos informa o site oficial da organização, o Rotary é uma rede mundial de voluntários dedicados à prestação de serviço social. Fundado em 13/2/1905, em Chicago, EUA, a instituição tem como lema "dar tudo de si sem pensar em si". Suas metas são "melhorar a qualidade de vida da humanidade reduzindo disparidades mundiais em áreas como saúde, educação, agricultura, saneamento, recursos hídricos e pequenos negócios", assim como promover a paz e a harmonia entre os homens. Não sectários e apolíticos, os Rotary Clubs são abertas a todas as raças, culturas e credos, e estão espalhados por diversas partes do Brasil e do mundo. Homens, mulheres, jovens e adolescentes integram os diversos programas da ong. Para os jovens de 14 a 18 anos, o INTERACT. Para os universitários formadas entre 18 e 30 anos, o ROTORACT. Após os 30 anos, o cidadão pode ser membro efetivo do Rotary.

Como tudo começou

Nascido em Racine, Wisconsen (EUA), no dia 19/5/1868, Paul Percy Herris foi o segundo dos seis filhos de Gerg N. Herris e Cornélia Bryan Herris. Aos três anos de idade foi morar em Wallingford, Vermont, com seus avós paternos, que o criaram. Casou-se com Jean Thompson (1881-1963), mas não tiveram filhos. Formou-se em Direito pela universidade de Iowa e obteve o título honorário da universidade de Vermont.

Paul Herris trabalhou como repórter de um jornal, foi professor de economia, ator e caubói. Em 1896 decidiu advogar em Chicago. Certa noite, durante uma caminhada após jantar na casa de outro advogado, Paul Herris, depois de ser apresentado a alguns amigos do seu colega que eram proprietários de casas comerciais naquele bairro residencial de Chicago se lembrou da vida na cidade de New England onde cresceu. Esse episódio inspirou Harris a organizar um clube, sem "restrições políticas ou religiosas", para que executivos e profissionais liberais tivessem a oportunidade de desfrutar de companheirismo e estabelecer novas amizades.

Juntamente com Silvester Shile, comerciante de carvão, Gustavus Loehn, engenheiro de minas e Hiram Shorey, alfaiate, Harris formou o primeiro clube. O clube recebeu o nome de "Rotary" devido ao fato de que seus membros se reuniam em rodízio nos respectivos locais de trabalho. No terceiro ano do clube, Harris assumiu a presidência e decidiu que a idéia do Rotary deveria ser expandida para outras cidades e países. Em 1912, após a formação de clubs no Canadá e Inglaterra, a organização passou a se chamar "Associação Internacional dos Rotary Clubs". Com o passar do tempo, abriram-se filiais na Europa, América do Sul, África e Ásia. Em 27 de janeiro de 1947, por ocasião da morte o Presidente Emérito do Rotary Internacional, Paul Herris, havia cerca de 6000 rotary clubs pelo mundo todo.

Uma entidade filantrópica?

Usando a mesma estratégia da Maçonaria e de outras sociedades secretas, o Rotary Club afirma ser apenas uma "entidade filantrópica", não sectária e apolítica. Entretanto, sabemos que isso não é verdade. Além de algumas semelhanças com a Maçonaria, os rotarianos estão profundamente envolvidos com a política. Em algumas cidades do Brasil, como em Cotia e Ribeirão Pires (SP), ao lado do logotipo da cidade pode ser ver o símbolo do Rotary Club. A maioria dos rotarianos são políticos e muitos deles estão envolvidos na administração de várias cidades e estados do Brasil.

Provas documentais

A relação entre o Rotary Club e a Maçonaria é algo incontestável. Prova disso é que lojas maçônicas amplamente divulgas na Internet destacam ambos os fundados do Rotary e Lions, Paul Herris e Melvin Jones, como maçons. É o que encontramos no site brasilmaçon.com.br.

"Maçons famosos fundaram entidades que prestam serviços a humanidade, como Os Escoteiros, por Robert Power; o Rotary, por Paul Herris; o Lions, por Melvin Jones; o grupo de jovens de Demolay, por Frank Sherman Lan."

É praticamente impossível desassociar a imagem do Rotary da Maçonaria, até porque existem muitas evidências entre uma e outra sociedade. As características comuns a essas organizações como a composição, exclusivamente masculina, do seu quadro de membros efetivos e o método de ingresso dos novos sócios, isto é, previamente selecionados por uma comissão eletiva, são evidências que demonstram a ligação entre as sociedades.

Recentemente, objetos confirmando as suspeitas de que algumas lojas maçônicas eram compostas, exclusivamente, por rotarianos, vieram à tona. Um dos casos é da loja Rotaria número 4195 de Londres, cujas correspondências destacavam carimbos da ong e os típicos compassos com a letra "G" em evidência, símbolo internacional do Rito Escocês.

Entre os anos de 1928 e 29 houve uma campanha internacional contra o Rotary liderado pelo jornal La Civilla, de Roma, que destacava que o"código de ética do Rotary apregoava princípios semelhantes ao da Maçonaria, e que os ensinamentos filosóficos e morais tinham cunho religioso". Distribuído em vários países, o jornal defendia a ideia que o clube era "demasiadamente amigo dos maçons" e "perigosamente inclinado ao erro de tratar todas as religiões de igual valor".

A loja maçonica Paul Herris

Em São Paulo funciona desde 1981 a "Loja Maçônica Paul Herris", em uma referência ao fundador do Rotary. Organizada por Maurice Alfred Sommer, a sociedade se diz ser herdeira dos ensinos de Paul Herris. Vejamos o que diz um dos panfletos da organização.

"A história da loja maçônica Paul Herris começa com o Rotary, já que Paul Herris, seu fundador, era maçon, conforme consta nos arquivos, e por isso existem muitos pontos em comum entre o Rotary e a Maçonia, como o combate ao egoísmo, o respeito a igualdade absoluta de direitos e a todas as crenças religiosas e que cada um seja feliz com sua crença.

No ano de 1981, o irmão Maurice Alfrede Sommer, na época membro do Rotary de Sumaré (SP), sabedor que o fundador do Rotary fora maçon, convocou alguns rotarianos para prestarem uma homenagem póstuma a Paul Herris, outorgando-lhe o patronato da loja que pretendia fundar. Em uma reunião realizada no restaurante Don Ciccilo, na Água Branca, com a presença de cinco rotarianos (Maurice Sommer, João Forte, Gilberto Leite, Justino de Matos, Victor Kothe) e mais dois iniciados (Romão Gomes e José Gouveia), expôs suas ideias.

Aos 29 de junho de 1981 após um trabalho incansável do irmão Maurice, reunindo quinze irmãos, consegui instalar a loja, que é subordinada ao Grande Oriente de São Paulo e federada ao Grande Oriente do Brasil, sendo o venerável da fundação o irmão José Caparroz Sallas. A primeira reunião foi realziada no templo da Unificação, sito na Av. Fagundes Filho, 671, Oriente de São Paulo, sob a presidência do venerável Sallas. O estandarte da loja é descrito obedecendo os seguintes princípios.


a) em veículo azul claro;
b) no centro a engrenagem do Rotary em suas cores originais, substituindo-se os raios pelo esquadro e o compasso na cor dourada contendo no centro a letra "G" em vermelho;
c) abaixo da engrenagem colocar-se-á o nome Paul Herris e abaixo do nome a data de fundação.

Dos 15 irmãos que fundaram a Loja Maçônica Paul Herris, sete eram rotarianos e outros três foram admitidos no Rotary Club de Sumaré.

A Maçonaria caminha com o Rotary, em busca de FRATERNIDADE, RESPEITO E TOLERÂNCIA. A liberdade de ação e a igualdade de direitos, não poderiam, por isto, deixar de orientar a conduta de seus membros na luta por ideais elevados.

Traçando este paralelo, a Ordem Maçônica palude a existência do Rotary, que chegamos a apelidar de ‘Maçonaria Branca', já que acreditamos que Paul Herris tenha se baseado na Maçonaria para elaborar o manual de procedimentos rotários, e isto facilmente poderá ser comparador por qualquer rotariano observando uma sessão branca maçônica" (Nossa História).


Johnny T. Bernardo é apologista e colabora com o Genizah
EXTRAÍDO DO BLOG GENIZAH.


Como posso saber se a profecia bíblica é exata?



O desafio da profecia bíblica
  Atualmente, muitas pessoas rejeitam a profecia bíblica como se fosse irrelevante para a nossa época, porque, na opinião dessas pessoas, ela carece de lógica e exatidão. Estas pessoas consideram as profecias bíblicas como uma paixão de fanáticos religiosos ou a obsessão dos mentalmente desequilibrados.
  Pedro estilhaça essa falsa opinião sobre a profecia bíblica dizendo: "E temos, mui firme, a palavra dos profetas, a qual bem fazeis em estar atentos, como a uma luz que alumia em lugar escuro, até que o dia esclareça, e a estrela da alva apareça em vosso coração" (2 Pe 1.19).
  Primeiramente verifique a afirmação "E temos, mui firme, a palavra dos profetas". Pedro testifica que ele e os outros apóstolos foram testemunhas oculares da vida, milagres, morte, ressurreição e ascensão  aos céus de JESUS CRISTO.
  Num tribunal de justiça, o relato de uma testemunha ocular é considerado um padrão absoluto de verdade e exatidão. A mesma lógica pode ser usada para descobrir a verdade nas Escrituras.

A luz da profecia bíblica
 Neste versículo, Pedro estabelece quaro pontos que cristãos modernos não devem ousar esquecer.          
  Primeiro, ele diz que a profecia bíblica é mais exata do que o relato de uma testemunha ocular. Sua verdade é absoluta.
  Segundo, ele diz a igreja: "bem fazeis em estar atentos". A atitude arrogante da igreja diante de profecia é claramente ante bíblica. Há uma diferença entre interpretar a Bíblia e ignorar a Bíblia.
  Porque eu devo estudar profecias? A profecia Bíblica prova a inspiração Divina da palavra de DEUS. A Bíblia é diferente de todos os outros livros religiosos. Os livros que são o fundamento das principais religiões e cultos interpretam o presente tratam do passado. Nenhum deles tentam interpretar o futuro.
  A Bíblia, quando foi escrita, era 25% constituída de profecia. De Gênesis a Apocalipse, inúmeras profecias foram dadas, e a maioria foram cumpridas de forma exata. Isso confirma a inspiração, a validade e a autoridade da Bíblia.
  Terceiro, Pedro fala de "uma luz que alumia um lugar escuro" (1.19). As trevas aqui são trevas espirituais, as quais certamente descrevem o mundo. Pedro diz que a profecia bíblica é uma luz divina nos guiando através das trevas espirituais dessa geração.
  Quarto, Pedro afirma que a profecia bíblica será benéfica a igreja "até que o dia esclareça, e a estrela da alva apareça em vosso coração". O clarear de um novo dia é a vinda do SENHOR JESUS CRISTO. A "estrela da alva" não é ninguém se não o próprio JESUS CRISTO.
Pedro declara, ousadamente, que a profecia bíblica será benéfica a igreja até a segunda vinda de JESUS CRISTO e o final dos tempos. Confira (2Pedro 1.19).

          DEUS abençoe a todos!!!

Fonte: Bíblia de revelação profética - Almeida Revista e Corrigida - Sociedade Bíblica do Brasil.





UM CORAÇÃO DE SERVO



CRISTÃOS DO MAR MORTO

No mar morto de Israel, nada vive. As águas frescas e claras do rio Jordão desembocam nele, mas nunca saem dele. A água se torna estagnada, sem vida e sem utilidade. Uma quantidade demasiada de Cristãos é como o mar Morto: absorvem todo o amor de nosso misericordioso salvador, mas nunca o distribuem, Fé sem obras é uma Fé morta - estagnada, sem vida e sem utilidade.


FAÇA UMA AVALIAÇÃO

Eis aqui, bendizei ao SENHOR, todos vós, servos do SENHOR.(...)
Louvai o nome do SENHOR; louvai-o, servos do SENHOR. (Salmos 134.1; 135.1).
Precisamos avaliar o nosso culto ao SENHOR fazendo as seguintes perguntas:
Se todos ofertassem como eu oferto, como seria a igreja?
Se todos orassem como eu oro, como Reino de DEUS seria abençoado?
Se todos fossem a igreja com a frequência que eu vou, como os crentes cresceriam espiritualmente?
Se todos servissem como eu sirvo, como seria essa igreja?
Para alguns de nós, a resposta apontaria para uma igreja estagnada, sem vida, sem amor e que não serviria para nada.
A pessoa que vive apenas para si morre do mesmo jeito: sozinha, É muito fácil ser egoísta se você não se da com a família ou com os amigos. Nosso discurso contém uma série de expressões egoístas: minha casa, meus sentimentos, meus desejos, meu futuro, meus objetivos e minha igreja. A medida da grandeza de um homem não está no número de servos que ele tem, mas na quantidade de pessoas a quem ele serve (veja Mt. 20.26-27; 23.11). O homem bem sucedido não é aquele que pisa em outros para abrir caminhos.
Ao invés disso, o homem se torna bem sucedido ao ajudar os outros a alcançar sucesso em suas lutas.

NOSSO SALVADOR É UM SERVO

O servo Salvador nos deu inúmeros exemplos sobre onde, o que, quando e porquê. Seu serviço o levou a Samaria para ministrar aos  socialmente excluídos. Seu serviço fez com que ele tocasse a carne corroída de leprosos. Seu serviço parou um cortejo fúnebre para trazer de volta a vida o filho de uma viúva. O serviço pode ser feito a qualquer hora e em qualquer lugar. Mas deve ser feito para a glória de DEUS diante dos homens, a fim de que eles "vejam as vossas boas obras e glorifiquem o vosso Pai, que estás no céus". (Mt. 5.16)

LEVANTEM-SE SERVOS DE DEUS!

  Um crente sem serviço é uma árvore sem frutos ou um poço sem água. Uma igreja sem serviço é uma conca vazia. A igreja de hoje está obcecada em atrair as "pessoas certas". Mas todo aquele que está perdido ou machucado é a pessoa certa. Qualquer um. A casa de DEUS deveria ser a oficina dos trabalhadores, ou o quartel-general do exército de guerreiros espirituais. Nosso impacto no mundo seria grande se todos os membros de nossas igrejas se dispusessem para, por algum tempo, ajudar aos doentes, alcançar os perdidos, ministrar aos presos ou confortar os necessitados.

    DEUS abençoe a todos!!!

Fonte: Bíblia de Revelação Profética - Almeida Revista e Corrigida - Sociedade Bíblica do Brasil - 

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Quem são os Menos Evangelizados no Brasil? Ultimato


Quem são os Menos Evangelizados no Brasil? Ultimato
Deus chamou toda a Igreja para proclamar todo o Evangelho em todo o mundo. Há ainda mais de 2.000 povos no mundo sem o conhecimento do Evangelho, cerca de 3.000 línguas sem um verso bíblico em seu idioma e 2 bilhões de pessoas que não conhecem o Senhor Jesus.

No Brasil há oito segmentos reconhecidamente menos evangelizados, sendo sete socioculturais e um socioeconômico.

1. Indígenas

Com 117 etnias sem presença missionária e sem o conhecimento do Evangelho. Estas etnias, com pouco ou nenhum conhecimento de Cristo, espalham-se por todo o Brasil com forte concentração no Norte e Nordeste.

2. Ribeirinhos

Na bacia amazônica há 37.000 comunidades ribeirinhas ao longo de centenas de rios e igarapés. As pesquisas mais recentes apontam a ausência de igrejas evangélicas em cerca de 10.000 dessas comunidades.

3. Ciganos (sobretudo da etnia Calon)

Há cerca de 700.000 Ciganos Calon no Brasil e apenas 1.000 se declaram crentes no Senhor Jesus. Os Ciganos espalham-se por todo o território nacional nas grandes e pequenas cidades, vivendo em comunidades nômades, seminômades ou sedentárias.

4. Sertanejos

Louvamos a Deus por tudo que tem ocorrido no Sertão nos últimos 10 anos – centenas de assentamentos sertanejos evangelizados e muitas igrejas plantadas. Há, porém, ainda 6.000 assentamentos sem a presença de uma igreja evangélica.

5. Quilombolas

Formados por comunidades de afrodescendentes que se alojaram em áreas mais ou menos remotas nos últimos 200 anos. Há possivelmente 5.000 comunidades quilombolas no Brasil, sendo 3.524 oficialmente reconhecidas. Estima-se que 2.000 ainda permaneçam sem a presença de uma igreja evangélica.

6. Imigrantes

Há mais de 100 países bem representados no Brasil por meio de imigrantes de longo prazo com uma população de quase 300.000 pessoas. Dentre esses, 27 são países onde não há plena liberdade para o envio missionário ou pregação do Evangelho. Ou seja, dificilmente conseguiríamos enviar missionários para diversos países que estão bem representados entre nós, sobretudo em São Paulo, Brasília, Foz do Iguaçu e Rio de Janeiro.

7. Surdos, com limitações de comunicação

Há mais de 9 milhões de pessoas nesta categoria em nosso país e menos de 1% se declara crente no Senhor Jesus. Há pouquíssimas ações missionárias especificamente direcionadas para os surdos em todo o território nacional.

8. Os mais ricos dos ricos e os mais pobres dos pobres

O oitavo segmento não é sociocultural como os demais, mas socioeconômico. Divide-se em dois extremos: os mais ricos dos ricos e os mais pobres dos pobres. As últimas pesquisas nacionais demonstram que a presença evangélica é expressiva nas escalas socioeconômicas que se encontram entre os dois pontos, porém sensivelmente menor nos extremos. Em alguns Estados brasileiros há três vezes menos evangélicos entre os mais ricos e os mais pobres do que nos demais segmentos socioeconômicos.

A Igreja de Cristo foi chamada para ser sal da terra e luz do mundo onde estiver e por onde passar (Mt 28.19). Foi-lhe entregue também um critério de prioridade nas ações evangelizadoras: onde Cristo não foi anunciado (Rm 15.20). É, portanto, momento de orar pelo mundo sem Cristo, por a mão no arado e não olhar para trás.




Fonte: 
 
Via: 
http://apaixonadopormissoes.blogspot.com.br/

sábado, 15 de outubro de 2016

ESTUDOS REVELAM QUE CRISTÃOS SÃO MAIS FELIZES QUE ATEUS




Reino Unido – Os cristãos experimentam um nível mais alto de felicidade, satisfação na vida e maior autoestima do que pessoas “sem fé”.

Durante 4 anos, a Oficina de estatísticas Nacionais (OEN), pesquisou mais de 300 mil pessoas em um projeto chamado “Medição de Bem Estar Nacional”.

De acordo com a tabela de “medição de felicidade” da OEN, cristãos são mais felizes que budistas, judeus e muçulmanos.

Os cristãos também estão em primeiro lugar na tabela de “satisfação na vida” e ocupam o segundo na “autoestima” depois dos judeus, publicou o site britânico Premier.

Na escala de 1 a 10, os cristãos tem um índice de felicidade de 7.47 e ateus tem índice de 7.22.

A psicóloga e professora Nádia Foster disse “as pessoas pensam que todas as religiões são iguais, mas não são. A base da fé dos cristãos está no relacionamento e não na religião. Isso faz toda diferença, porque eles tem uma relação com o Deus vivo”.

“A bíblia diz: ‘aprendi a estar alegre em qualquer situação’, (Filipenses 4:11). Pode existir momentos de tristeza em nossas vidas, porque nem tudo o que acontece é maravilhoso, mas no meio de tudo isso, como cristão, você sabe que está bem”.

 ***
Traduzido por Jonara Gonçalves no Consciência Cristã

sábado, 8 de outubro de 2016

Grupo Logos revitaliza discografia e álbuns recebem novas capas



Grupo, na ativa desde 1981, apresentou nova identidade visual para quase todos os discos.

O Grupo Logos completou, este ano, uma campanha de revitalização de toda a sua discografia. A banda, que está ativa desde o início da década de 1980, lançou vários discos inéditos. E, agora, a maior parte da obra da banda recebeu nova identidade visual.

A discografia completa está disponível no site da banda que, aproveitando a novidade, disponibilizou todo o seu catálogo nas plataformas digitais. Os álbuns podem ser ouvidos de graça em canais de streaming como Spotify e Deezer, também adquiridos pelo iTunes.

O primeiro disco do conjunto foi lançado em 1982. Caminhos deu estreia ao Logos após o fatídico encerramento do Grupo Elo, banda da qual o vocalista e pastor Pr. Paulo Cezar era fundador. Seu principal parceiro artístico, o pianista e cantor Jairo Trench, morreu em um acidente automobilístico com a esposa e o filho em abril de 1981, fazendo com que a história artística do Elo recebesse um prematuro fim. Com isso, Paulo resolveu fundar um novo grupo que, hoje, conta com trinta e cinco anos de carreira.

De lá para cá, o Grupo Logos produziu discos e canções de grande profusão e influência no segmento evangélico. O álbum Situações, de 1984, é apontado como um dos trabalhos mais importantes de sua discografia e é respeitado por uma geração de artistas, como Davi Sacer, que já afirmou sua admiração pelo registro no Twitter. A banda também foi uma das primeiras no meio cristão a produzir um projeto dedicado ao público infantil, com Minhas Mãozinhas, de 1986.

O álbum mais recente do Logos é o comemorativo "Acústico – Linha do Tempo", lançado em 2013, que conta com regravações. Antes disso, o casal Paulo e Nilma gravou o primeiro trabalho em espanhol do conjunto, chamado Caminos. A obra reuniu vários sucessos da banda na língua castelhana, como “Portas Abertas”, “Marcas” e “Autor da Minha Fé”.


Fonte:
http://www.comunhao.com.br/

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Faleceu o pastor Elben César



Esta noite, às 3h30, fomos acordados com um telefonema de uma sobrinha, residente em Viçosa, MG. Ela nos deu a triste notícia do falecimento do meu irmão Elben, aos 86 anos de idade. Recentemente ele teve dois desmaios e, então, caiu no banheiro, bateu a cabeça e entrou em coma. Isto foi no dia 7/9, há um mês. Esteve em coma desde então, numa UTI em Belo Horizonte. Somos muito gratos a Deus por sua vida preciosa e ministério dedicado e frutífero, e porque hoje está na presença do Senhor. Ele plantou igrejas em Minas Gerais, fundou o jornal ULTIMATO, hoje revista, para a qual ainda escrevia as reportagens de capa e outras seções. Viajou por muitos países, várias vezes, preparando reportagens para a revista e pregando. Fundou também, em Viçosa, MG, o Centro Evangélico de Missões (CEM) que tem treinado muitos missionários, e escreveu muitos livros. Louvado seja o Senhor. Agradecemos a Deus tb porque, oprovidencialmente, eu, minha esposa, Márcia, o filho Pr. Clinton e a neta Rebeca o visitamos no dia 5/9, dois dias antes de sua queda. Fizemos a foto anexa, que é sua última foto. O culto de Ação de Graças por sua vida e ministério será amanhã, 7/10, às 9h, na Igreja Presbiteriana de Viçosa, MG. Ore por sua família.

Notícias mais detalhadas no site da revista ULTIMATO.
http://www.ultimato.com.br/conteudo/elben-cesar-1930-2016-lamento?platform=hootsuite

A COBRA E O VAGALUME


A COBRA E O VAGALUME
Era uma vez uma cobra que começou a perseguir um vagalume
que só vivia para brilhar.
Ele fugia rápido com medo da feroz predadora e a cobra nem pensava
em desistir.
Fugiu um dia e ela não desistia, dois e nada
No terceiro dia, já sem forças o vagalume parou e disse à cobra:
_vou te dar três motivos para você não me comer,
e você me dê apenas um motivo porque quer me comer.
_ok! Respondeu a cobra.
_1º Não pertenço a sua cadeia alimentar.
_2º Não te fiz nenhum mal.
_3º Sou de difícil digestão.
_agora me dê um só motivo, porque você quer me comer.
A cobra respondeu:
_ porque não suporto ver você brilhar.
É SEMPRE ASSIM: VOCÊ COMEÇA A BRILHAR E OS INVEJOSOS
QUEREM APAGAR SEU BRILHO.   MAS NÃO VÃO CONSEGUIR,
POIS O BRILHO DA TUA VIDA É O REFLEXO DA LUZ DE DEUS.
Mt.5:14a Vós sois a luz do mundo...
16 Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.

LANÇAMENTO DO MEU LIVRO, EM BREVE

Postagens Recentes