terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Ex-ativista gay aceita Jesus, se casa com uma mulher e é criticado por sua mudança de vida

Apesar de criticado, o ex-ativista diz que não há como mudar o que Deus fez em sua vida


(Foto: Reuters)
Bandeira da causa gay erguida na frente na Suprema Corte dos EUA, em Wahington D.C.

Ao abandonar sua orientação homossexual, um ex-ativista gay tomou a decisão de aceitar Jesus, se casou com uma mulher e em função de toda a mudança, passou a ser criticado por "homossexuais irados" pelo novo comportamento, de acordo com seu relato.

O envolvimento de Michael Glatze com a causa gay era tão grande que chegou a ajudar a fundar a revista XY Magazine, no ano de 2007, em São Francisco (EUA), onde por muito tempo se dedicou ao trabalho de editor, até sentir que não seguia um bom caminho.

Glatze percebeu que o estilo de vida homossexual o atrapalhava quando passou por um problema de saúde, e movido por um vazio muito grande, já que não encontrava ajuda de ninguém ao seu redor, descobriu que Deus seria seu melhor ombro amigo.

Depois de se casar com Rebeca, ele escreveu uma carta aberta para manifestar sua oposição aos comentários negativos contra sua mudança, com o objetivo de controlar todo o "ódio e agressividade em blogs pró-homossexuais", conforme ele aborda.

Para ele, o manifesto não serve "para esfregar o casamento na cara de qualquer um", mas para que todos entendam que ele está firme em sua nova posição e que não mudará seu ponto de vista, mesmo com toda a torcida contra sua nova vida heterossexual e de rotina cristã.

Como Glatze vivia há dez anos com um companheiro do mesmo sexo, muitos críticos acreditam que seu casamento seja um engano e que ele logo "partirá o coração da pobre Rebeca", mas o ex-ativista argumenta que se sente firme e confortável como heterossexual e que não há como mudar o que Deus fez em sua vida.

"Eu amo o meu Deus, Eu amo minha vida. Estou grato por cada respiração. Sou grato a Deus pela humanidade. Sou grato por Rebeca... Eu não estou aqui para 'forçar uma mudança' ou 'fingir um estilo de vida' a ninguém. Estou aqui para levar uma vida positiva e honrar a Deus", encerra Glatze em sua carta.
Fonte:
 portugues.christianpost.com/news/ex-ativista-gay-aceita-jesus-se-casa-com-uma-mulher-e-e-criticado-por-sua-mudanca-de-vida-18689/

O Cachorro de gesso e a "santa".


Em uma cidade do interior havia um senhor que estava muito enfermo
porém cria que Deus iria curá-lo.
Certo dia um amigo foi visitá-lo e ao ver que ele estava doente disse:
" Chegou uma "santa" na cidade e se eu fosse você iria até lá e
tocaria nela para receber uma graça, quem sabe a cura. "
E ele respondeu: " Eu não vou, pois não creio nisso, somente o Deus
verdadeiro que fez o céus e a terra pode me curar ! "
Alguns dias se passaram e novamente fizeram-lhe o convite para que
fosse até a "santa" que certamente seria curado.
Mas desta vez resolveu fazer o seguinte, disse que iria, porém antes
teria que pegar o seu cachorro e amarrar na varanda de sua casa
para cuidar dela até que voltasse.
Então foi e em seguida voltou com um enorme cachorro feito de gesso
que enfeitava o seu jardim e fez como havia dito.
Então surpreso o amigo lhe disse: " Não estou entendendo, como esse
cachorro pode cuidar da sua casa sendo de gesso ? "
E ele respondeu: " Pois é, da mesma forma eu te pergunto como algo
feito de barro pelas mãos dos homens poderá me curar ? "
E aquele homem ficou sem saber o que dizer e foi embora, mas
certamente com uma nova convicção a respeito da grande verdade
descrita na Palavra de Deus, a de que existe só um mediador entre
Deus e os homens e este é Jesus.

''Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens,
Jesus Cristo homem.'' I Timóteo 2:5

Sl.115:3 Mas o nosso Deus está nos céus; fez tudo o que lhe agradou.
4 Os ídolos deles säo prata e ouro, obra das mäos dos homens.
5 Têm boca, mas näo falam; olhos têm, mas näo vêem.
6 Têm ouvidos, mas näo ouvem; narizes têm, mas näo cheiram.
7 Têm mäos, mas näo apalpam; pés têm, mas näo andam;
nem som algum sai da sua garganta.
8 A eles se tornem semelhantes os que os fazem,
assim como todos os que neles confiam.
9 Israel, confia no SENHOR; ele é o seu auxílio e o seu escudo.

Via: facebook/PastorManoel Correia

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Catolicismo Romano e Cristianismo perdem espaço para o Islamismo na Europa


Foto: Flickr.com/pfm/cc-by

A imprensa ocidental não deixa de chamar atenção para o estrangulamento dos direitos dos cristãos da Europa. Peritos constatam a morte paulatina da tradicional civilização europeia e um impetuoso crescimento da alternativa islâmica. É verdade que no Ocidente vão surgindo novas formas de discriminação dos cristãos. Para tal basta se inteirar das notícias das últimas semanas.
Veja-se um recente escândalo ocorrido na Grã-Bretanha, causado pela decisão da rede comercial Marks and Spencer (M&S) no sentido de permitir aos funcionários muçulmanos não venderem carne de porco e álcool. Segundo um representante oficial da empresa, a M&S procura criar um “ambiente livre de discriminação” e vai ao encontro com os desejos de seus funcionários. De notar ainda que a rede mencionada se esforça por expandir tal política a representantes de outras religiões, inclusive aos cristãos, que não querem trabalhar aos domingos e aos judeus que respeitam o dia de sábado. Perante múltiplos protestos veementes, a decisão foi cancelada, o que, contudo, não fez diminuir o número dos descontentes que desejam boicotar a atividade da empresa “moralizante”.
Convém referir que na vida social da Europa vão ocorrendo dois processos simultâneos com vetores diferentes e contrários: os muçulmanos residentes na Europa gozam do direito exclusivo ao modo de vida tradicional, assente na respectiva religião. Mas os cristãos europeus ou os habitantes da Europa, cujo modelo de comportamento, se assente no paradigma cristã, são privados de tal privilégio. E isto, sem dúvida, se enquadra bem no processo de secularização. Assim, estamos diante da prática de duplos padrões, considera o perito Konstantin Voronov:
“O fenômeno está ligado aos processos de erosão na esfera histórico-cultural perante a globalização crescente e os processos internos que decorrem no Ocidente, o que levou a mudanças na área religiosa e moral. A meu ver, são processos objetivos. Antigamente, a humanidade vivia em recintos civilizacionais fechados, mas hoje, devido aos processos migratórios, a conflitualidade tem vindo a aumentar.”
Segundo os defensores da política imigratória ativa, os imigrantes têm contribuído para a receita fiscal, ajudando a compensar as despesas sociais com os aposentados. No seu entender, os imigrantes vão acumulando funções de empregados e consumidores, aumentando assim a procura no mercado de consumo. Isto leva ao aumento do emprego, já que os imigrantes podem abrir novas empresas, participando na criação de novos postos de trabalho. Resumindo, contribuem, em certa medida, para o desempenho da economia europeia.
Mas a economia constitui apenas uma parte da vida cotidiana dos europeus. Do ponto de vista da preservação da civilização europeia, tais processos não podem ser encarados como positivos por estarem abalando os alicerces civilizacionais da Europa. Falando de forma mais simples, os imigrantes se tornam portadores de outros valores culturais e religiosos, criando cópias das suas práticas originárias em pleno centro do Velho Mundo. Mas acontece que as autoridades europeias, favoráveis a tais fenômenos, fazem tudo para que os habitantes da Europa não se sintam à vontade na sua terra natal. Daí resultam vários excessos semelhantes ao caso da M&S, ressalta o professor catedrático da Escola Superior de Economia, Oleg Matveichev:
“A globalização torna atual a antiga ideia de dividir para reinar”. Daí surge um “culto da diferença”, resultante da filosofia do pós-modernismo. Mas esta filosofia nada tem a ver com os valores cristãos, sendo, ainda por cima, incompatível com qualquer identidade coletiva. O primeiro alvo desta tendência foi e continua sendo o Cristianismo. Hoje em dia, é muito difícil encontrar um cristão europeu praticante. Se não existissem a Espanha e a Polônia – países católicos tradicionais ativos – o número de muçulmanos teria ultrapassado o dos cristãos”. Em vez da tradição cristã, Bruxelas engendrou uma nova crença no globalismo, igualitarismo, abertura de fronteiras e governo mundial. Na opinião do establishmenteuropeu, as pessoas em todo o mundo se sentem favoráveis a aceitar os valores ocidentais, as suas instituições e a cultura por estes traduzirem “uma mentalidade universal, mais liberal, mais racional e mais moderna”. Tal crença virou, contudo, um erro crasso para os arquitetos da nova Europa.
Como se verificou, a ética tem limites geográficos. Aqueles que foram chamados a apoiar a economia europeia não desejam compartilhar os valores éticos europeus. Os imigrantes têm a sua própria opinião sobre o bem o mal. Isto virou uma grande surpresa para a parte anfitriã, realça Oleg Matveichev:
“Quanto mais imponente for a cortesia política, tanto mais conflituosa será a sociedade. Mas isto requer uma direção globalista, um rigoroso controle sobre os processos caóticos: quanto maior for o número de conflitos, tanto mais forte tem o poder que ser.”
Os políticos europeus estão envidando esforços enérgicos para criar um mundo multicivilizacional, ou seja, um mundo que não pertença a nenhuma civilização, privado de um núcleo cultural. Mas eles estão enganados, tal mundo não poderá existir.

Serguei Duz

FONTE:  http://portuguese.ruvr.ru/2013_12_27/Cristianismo-oferece-um-salva-vidas-para-Europa-8596/
Via: illuminatielitemaldita.blogspot.com.br

sábado, 28 de dezembro de 2013

Foragido da Justiça assiste a culto, se converte e resolve se entregar à polícia


Um homem foragido da Justiça se entregou à Polícia depois de assistir a um culto no último domingo, 22 de dezembro.

Liberman Dias de Oliveira, 34 anos, estava foragido da Justiça do Acre depois de fugir da penitenciária estadual de Rio Branco. Apelidado de “Ronaldinho”, o homem tinha conseguido a progressão de pena e havia sido beneficiado com o regime semi-aberto.

No domingo, foi ao culto de uma igreja Assembleia de Deus, onde ouviu a palavra e se converteu. Após sair da igreja, procurou uma guarnição da Polícia Militar e se entregou.

“Eu decidi me entregar, fui tocado pelo amor de Deus, não quero mais essa vida para mim. Eu estava usando muita droga aqui fora, mas depois que fui na Assembléia de Deus no bairro do Remanso senti que essa era a coisa certa a ser feita”, declarou o detento, segundo informações da Tribuna de Juruá.

Agora convertido, Liberman continua a negar a acusação que o levou à condenação. Em 1998, ele foi preso por latrocínio (roubo seguido de morte) de um segurança da Universidade Federal do Acre. O homem foi morto a pauladas.

Na ocasião, Liberman foi preso junto com um menor de idade, que o acusou de ordenar o assassinato: “Eu estava junto com o menino, mas eu não trisquei nem um dedo naquele homem. O rapaz que estava comigo era menor na época e disse que eu tinha mandado matar o homem. Eu respondo como mandante do crime, mas na verdade não fiz nada”, declarou.

O motivo da fuga da penitenciária, segundo ele, teria sido a vontade de ficar perto da família, na cidade de Cruzeiro do Sul: “Eu não tenho ninguém em Rio Branco, toda minha família é daqui, eu sentia falta deles e decidi vir pra cá. Já pedi diversas vezes que a juíza me transferisse para cá, mas ela não fez isso”, queixou-se. 


Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Via: www.franciscoevangelista.com

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Um novo estudo desafia a teoria da evolução de Charles Darwin


Corbis


Os pesquisadores concluíram que as espécies que vivem juntos não são obrigados a desenvolver de forma a evitar a concorrência com o outro, desafiando a teoria de 'A Origem das Espécies "de Charles Darwin.
Cientistas da Universidade de Oxford, Reino Unido, revelou que a concorrência parece ser o principal fator de diferenciação entre as espécies, mas os detalhes parecem evoluir quando os animais vivem em isolamento, de acordo com a revista científica Nature . Focalizando os padeiros ( Furnarius), uma das mais diversas famílias de aves no mundo, os pesquisadores realizaram a análise mais profunda ainda dos processos que causam as diferenças de evolução entre as espécies. esses especialistas concordaram que a maioria das espécies padeiro só encontrou com seus mais próximos semelhantes vários milhões de anos depois eles se separaram de um ancestral comum. Isto dá-lhes bastante tempo para desenvolver as diferenças de evolução separada. Na verdade, uma vez que a variação foi contabilizada na era da espécie, que coexistem na realidade, eles são mais semelhantes do que as espécies evoluem em separado contra visão de Charles Darwin ainda é amplamente aplaudido.



FONTE: http://actualidad.rt.com/ciencias/view/115182-estudio-evolucion-desafia-darwin

Via: illuminatielitemaldita.blogspot.com.br

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Assembleia de Deus reuniu 25 mil pessoas na Cantata de Natal em Recife




A Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Pernambuco (IEADPE), realizou nesta quarta-feira 25 de dezembro, na Praça do Quartel Geral da Polícia Militar em Pernambuco (PMPE), em parceria com a Polícia Militar, a 5ª edição da Cantata de Natal. Este ano, o evento teve como tema: “Que haja paz na terra”, e reuniu aproximadamente 25 mil pessoas.

Na ocasião, além de várias autoridades policiais do Estado, que prestigiaram o culto, estavam presentes Pastor e Deputado Federal Francisco Eurico, o presbítero Deputado Estadual Adalto Santos, Vereadora Aimeé Carvalho e o Deputado Estadual Jairinho representando a Assessoria do Governador do Estado.

Antes da execução da Cantata o evangelista Amós Batista, ministrou uma palavra sobre a importância de Jesus no mundo. “Jesus Cristo vem sendo revelado através das obras de artes e de tantas outras obras. Mas o verdadeiro sentido do natal, não é apenas uma admiração por Ele, mas sim segui-lo, mostrando também através das profecias bíblicas que Ele é o Emanoel – Deus conosco”, completou.

Sob a regência do maestro Genilson Luiz, o musical estava composto por 250 vozes, entre crianças, jovens e adultos. Eles cantavam acompanhados da Orquestra Doce Harmonia do Templo Central da IEADPE, que desde o mês outubro, ensaiavam.

O musical seguiu uma sequência de nove músicas. Entre partes e declamações agradeciam a Deus pelo presente enviado por Deus para salvar os homens – Jesus Cristo – o Filho de Deus. Com o hino Já nascido o Rei, o coral renovou a esperança de paz nos corações de todos os presentes.

O evento ganhou um hot site exclusivo www.cantatadenatal.com.br onde estava sendo transmitida em tempo real através da Rede Brasil de Comunicação a Cantata. Também transmitida pela TV (canal 14) e pelas rádios (AM 580 /FM 93,3).

 ADNews com adaptação
Via: www.franciscoevangelista.com

quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

Projeto pretende colocar uma Bíblia em cada casa brasileira




A Bíblia ao alcance de todos até 2050. Esta é a ideia do movimento nacional “A Bíblia em Cada Casa”, uma parceria entre a agência missionária Jovens com uma Missão (Jocum) e a Sociedade Bíblica do Brasil (SBB). O movimento faz parte do projeto Bíblia de Afinidades, da SBB, e será lançado no encontro “Jocum em Família”, que acontecerá entre os dias 15 e 20 de dezembro, na unidade do Sesc Caldas Novas (GO).

A meta principal do projeto é entregar, gratuitamente, um exemplar da Bíblia, com texto bíblico na tradução de Almeida Revista e Atualizada, em cada uma das 50 a 70 milhões de casas do País, nas cidades e na zona rural, até o ano de 2050. Estão incluídos também locais que correspondem a domicílios de várias pessoas, mesmo que provisoriamente, como asilos, orfanatos e penitenciárias.

Para alcançar esse objetivo, a Jocum pretende formar parcerias com igrejas, organizações missionárias e sociais, além de empresários cristãos tanto do Brasil como do exterior. A intenção é viabilizar uma evangelização integral e efetiva ao enfatizar a importância da Palavra de Deus e estimular a leitura e a meditação na Bíblia Sagrada no seio das famílias.

De acordo com Ageu Gouveia, coordenador de projetos especiais da SBB, já existem alguns momentos definidos para que a Bíblia possa chegar a todas as moradias espalhadas pelo Brasil. “Haverá uma sincronia nas entregas das Bíblias com festas populares dos calendários municipais e nacional e campanhas de prestação de serviço à sociedade, além da distribuição em áreas atingidas por catástrofes”.

O projeto tem, ainda, muitos outros objetivos. Ao levar a Palavra de Deus a todos os brasileiros, a Jocum espera minimizar as estatísticas de divórcios e violência doméstica, reduzir o número de abortos e gravidez na adolescência, conscientizar os jovens e seus familiares em relação aos riscos e perigos do consumo de drogas, abrir uma oportunidade para alfabetização por meio da Bíblia e levar o Brasil a se tornar uma nação realmente temente a Deus.

O encontro “Jocum em Família” deste ano contará com a participação de Erní Seibert, secretário de Comunicação e Ação Social da SBB, Loren Cunningham, um dos fundadores da Jocum nos Estados Unidos e também da Universidade das Nações, e Jim Stier, um dos fundadores da Jocum no Brasil.


 Mais informações sobre o evento podem ser obtidas no site www.jocumemfamilia.com.

Fonte: 

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Líderes cristãos estão apoiando satanistas e ateus ao se omitirem, diz pastor

Pastor de megaigreja ataca colegas em entrevista à TV
Líderes cristãos estão apoiando satanistas e ateus ao se omitirem, diz pastorLíderes cristãos estão apoiando satanistas e ateus ao se omitirem


por Jarbas Aragão



O pastor Robert Jeffress, da Primeira Igreja Batista em Dallas, Texas, uma megaigreja com mais de 10 mil membros, gerou espanto ao dar uma entrevista esta semana. No programa de Bill O’Reilly, do canal Fox News, ele afirma que existe uma “guerra” contra os cristãos todo final de ano, na época do natal.
“O fato é que a guerra ao Natal é real, e também é parte de uma guerra maior contra o cristianismo que está sendo travada em todo o mundo”, disse Jeffress. “Não estamos sofrendo como os cristãos que estão sendo martirizados em outros países. Ainda não, pelo menos, mas não se enganem sobre isso. Isso tudo é parte da mesma guerra e temos que nos impor em todas as frentes”, acrescentou.
Quando perguntado sobre quem estava havia declarado guerra contra o Natal, o pastor respondeu: “Em última análise, como cristão, acredito que é o próprio reino das trevas de Satanás… que usa juízes equivocados que impõe coisas em nome da liberdade de religião… Vemos até pastores que colaboram com isso, dizendo que não há uma guerra contra o cristianismo”.
Ainda segundo Jeffress, o que acontece muitos pastores é o chamado “pecado por omissão”. Ao deixar de se posicionar publicamente sobre várias questões que confrontam o cristianismo, fortalecem o inimigo. Ou seja, cada vez que um pastor se cala sobre questões relativas à fé (nascimento de Jesus, casamento gay, aborto) está se colocando ao lado de ateus e satanistas.
Um dos motivos para as fortes declarações de Jeffress são os pedidos, concedidos por tribunais, de associações ateístas e até de satanistas de pedirem igualdade no espaço dado a presépios em lugares público. Durante vários anos, eles entraram na justiça querendo proibir qualquer menção religiosa nos espaços públicos, especialmente quando são representações natalinas do nascimento de Jesus.
Este ano, uma associação ateísta, alegando igualdade de expressão, conseguiu colocar ao lado de um presépio montado na sede do governo da Flórida, uma imagem do “Monstro de Espaguete Voador” (sátira ao que consideram adoração de um ser não existente). Além disso, o Satanic Temple, uma entidade assumidamente satanista, fez um pedido para colocar um banner de 3X3 metros no local, alegando liberdade de culto. 
Com informações Christian Post e Orlando Sentinel.
Via: noticias.gospelprime.com.br/lideres-apoio-satanistas-ateus-omissao/

FARC fecharam 150 igrejas cristãs este ano na Colômbia


Católicos e evangélicos são igualmente perseguidos na região.

Os cristãos da Colômbia tem vivido este ano em constante perigo, por causa de ameaça de grupos guerrilheiros das FARC. Eles proibiram os cultos nas áreas rurais sob seu controle, especialmente no sul do país, e têm extorquido pastores e padres.

Estima-se que 150 igrejas foram obrigadas a fechar desde julho, quando a frente 32 das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia/Exército do Povo (FARC-EP) lançou uma ofensiva, proibindo a celebração de missas e cultos em cidades e vilas menores.

Para se reunir, a maioria das congregações precisa pagar uma espécie de “taxa de proteção” ao grupo rebelde. Os cristãos que correm maior risco são aqueles que ainda se reúnem nas casas e os líderes que viajam para se encontrar com eles. “Sempre que meu marido ou outro líder da igreja decide pregar no campo, só posso pedir: Senhor, proteja e dê segurança a cada um deles”, diz Jeanet Ortiz Pinto, esposa do evangelista itinerante Angel Pinto.

“Meu coração está triste ao ver o que está acontecendo ao nosso redor”, afirma ele. O casal pastoreia a Igreja de Deus em Puerto Asis, desde 1988. Angel também é um pastor itinerante, que visita continuamente várias igrejas recém-plantada no Estado de Putumayo. Durante seu ministério, que já dura mais de 25 anos, Pinto foi expulso da igreja cinco vezes por grupos armados. Duas vezes ele foi ameaçado de morte por violar as proibições impostas pelas FARC contra a pregação.

Ele diz que não tem medo e explica que sua congregação tem um ministério que resgata e cuida dos chamados órfãos de guerra. Algumas dessas crianças são filhos de membros da igreja que morreram nas mãos da FARC.

Mesmo assim, ele sabe que as FARC já mataram centenas de líderes de igrejas evangélicas nos últimos anos, incluindo alguns de seus colegas de ministério em Puerto Pinto Assis. Após as ameaças da guerrilha, seis padres foram expulsos de suas paróquias na região, de acordo com informações da imprensa.

O governo colombiano realizou reuniões de paz com as Farc em Cuba, para chegar a uma solução para o conflito que já dura décadas. Eneida Herrera, uma evangélica professora de Finanças Públicas na Universidade do Américas, lamentou que a igreja sofra com a violência de grupos armados e faz um alerta. “Caso as negociações de Havana não produzam nada de positivo, podemos esperar uma onda de violência maior do que tem acontecido até agora”.

Pedro Mercado, vice-secretário da Conferência Episcopal da Igreja Católica, declarou que estava “muito preocupado pois… Há mais ameaças de segurança a nossos padres e bispos, e restringe nossa liberdade de pregar a palavra de Deus”. 

GospelPrime
Via: www.franciscoevangelista.com

Plano dos EUA entrega administração de Jerusalém ao Vaticano

Plano dos EUA entrega administração de Jerusalém ao VaticanoPlano dos EUA entrega Jerusalém ao Vaticano


Coalizão Internacional formada por judeus, cristãos e muçulmanos poderá administrar a cidade
por Jarbas Aragão

O secretário de Estado americano, John Kerry, esteve em Israel na semana passada pela nona vez desde que substituiu Hillary Clinton em fevereiro deste ano. Ele foi ao país para tentar consolidar as bases de um “acordo histórico” entre israelenses e palestinos.
O plano de segurança que ele vem discutindo com as duas partes é um dos assuntos centrais das negociações que começaram em julho e parecem estar longe de serem resolvidas, pois nem o governo palestino nem o israelense se mostram otimistas que haverá um tratado de paz em breve.
Poucos dias após sua passagem pela região, começaram a surgir fortes indícios que os Estados Unidos, o maior e mais importante aliado de Israel, esteja prestes a propor que Jerusalém Oriental e seus lugares sagrados seja administrativo por um conselho internacional. Ele seria formado por representantes palestinos e israelenses, além de países muçulmanos como Turquia e Arábia Saudita. Como muitos desses locais são sagrados para os cristãos, o Vaticano ficaria encarregado.
Segundo está sendo divulgado pela mídia americana, o plano de Kerry para essa “coalizão internacional” seria uma solução temporária, com duração de dois a três anos, enquanto não se chega a um acordo final, afirma o site WND. Israel, obviamente, não se mostrou receptivo a entregar a porção Oriental de Jerusalém.
Kerry tem se mostrado ansioso por querer apresentar um “marco” da administração Obama, que seria um acordo para o reconhecimento de um Estado palestino até abril. O secretários afirmou: “Nós trabalhamos com uma abordagem que garante a segurança de Israel e respeita completamente a soberania dos palestinos. Temos esperanças de chegar a este acordo sobre o estatuto final”.
Segundo as fontes diplomáticas israelenses e palestinas, em sua viagem da semana passada, Kerry, focou especificamente nas medidas de segurança, defendendo que Israel teria “presença militar” no Vale do Jordão durante dez anos. A proposta desagradou os palestinos.
O Vale do Jordão atravessa o coração de Israel. Ele começa no norte do Mar Morto, estendendo-se até a cidade de Aqaba, no sul do país, cruzando pelo deserto de Arabá. Parte dele demarca a fronteira com a Jordânia.
Para vários sites especializados em profecias, como o Profecy News Watch, chama atenção o fato de justamente nos dias que Kerry esteve no país, Israel viu a maior nevasca já registrada no mês de dezembro. Boa parte do país ficou paralisado. Este seria um sinal de que as profecias do Antigo e do Novo Testamento de que Jerusalém será “pisoteada pelos gentios” estão muito próximas de se cumprir.

sábado, 21 de dezembro de 2013

Malásia - A Igreja e a Perseguição Religiosa


A Igreja
Segundo a tradição, cristãos nestorianos  comerciantes persas e turcos, chegaram à região já no século VII d.C. No século XV, os portugueses chegaram ao território da atual Malásia e introduziram o cristianismo católico e, em 1641, os holandeses levaram o protestantismo ao país, que continuou a ser implementado com o domínio político dos britânicos nos séculos seguintes. O pentecostalismo só se tornou mais influente no país a partir da década de 1970.
Atualmente o cristianismo é a segunda maior corrente religiosa do país e a que mais cresce. Os protestantes e católicos somam mais de meio milhão de membros. Muitas igrejas estão sob total liderança nativa. Os cristãos mantêm inúmeros ministérios na Malásia, incluindo hospitais, emissoras de rádio e programas de implantação de igrejas. É provável que em 2050 a Igreja venha a contar com mais de 3 milhões de membros, chegando a mais de 10% da população.
A Perseguição
A constituição do país prevê liberdade religiosa, mas concede aos governos federal e estadual o poder de “controlar e ou restringir a propagação de qualquer doutrina ou crença religiosa entre os muçulmanos”. Além disso, a constituição predefine todos os cidadãos malaios como muçulmanos.
Grupos de minorias religiosas têm permissão para praticar sua fé, mas nos últimos anos estão reclamando da parcialidade das leis do país, baseadas na sharia (legislação islâmica), que, ao ser aplicadas, principalmente em questões religiosas e familiares, favorecem mais aos muçulmanos do que aos não muçulmanos. Mesmo os muçulmanos que por alguma razão se desviaram dos princípios do islamismo sunita são submetidos a períodos de “reeducação ou reabilitação” em centros de ensino sustentados pelo governo.
A população respira certa liberdade política, embora esta liberdade seja gozada mais pelos muçulmanos do que por outros grupos. A legislação malaia proíbe que um muçulmano se converta a outra religião. Qualquer pessoa que for flagrada testemunhando a um muçulmano pode ser multada e presa por um período de até dois anos. Os malaios, que são o maior grupo étnico, são muçulmanos em sua maioria e têm o direito de receber instrução religiosa islâmica nas escolas, enquanto nenhuma outra religião pode ser ensinada.
A perseguição poderá se intensificar na forma de tentativas esporádicas de controlar e restringir o crescimento da igreja.
História e Política
A Malásia está localizada no sudeste do continente asiático e sua área abrange uma península e um terço da Ilha de Bornéu. O relevo do país é caracterizado por planícies costeiras que se elevam vagarosamente, até tornar-se colinas e montanhas. Densas florestas cobrem quase dois terços do país. O antigo nome do território da Malásia era Malayur, que significa “cidade do morro ou da montanha”.
A região da atual Malásia foi dominada por reinos hindus do ano 100 a.C. a 1400 d.C., período esse durante o qual a cultura, a economia, a religião e as políticas indiana e chinesa introduzidas através do comércio foram dominantes, influenciando a cultura dos povos que ali habitavam. Tal influência pode ser comprovada através dos sítios arqueológicos existentes no país, como o do Vale Bujang. As caravanas de comerciantes árabes chegaram ao país por volta do século X d.C., mas o islamismo só se estabeleceu como religião dominante a partir dos séculos XIV e XV, quando uma série de sultanatos ascendeu ao poder: o mais famoso deles foi o sultanato de Malacca.
Os primeiros europeus a chegarem à Malásia foram os portugueses, no século XV; em seguida os holandeses, em 1641 e, finalmente, os britânicos, no século XIX (1824). A Malásia tornou-se independente da Grã-Bretanha em 1957. Os territórios de Sabah e Sarawak, localizados na Ilha de Bornéu, foram anexados em 1963, formando a atual Malásia, uma federação de 13 estados.
A história contemporânea do país tem sido caracterizada pelos esforços da maioria de etnia malaia (que detém o poder político) em ampliar sua influência sobre as outras etnias (que abrangem quase metade da população), na vida econômica, educacional e religiosa.
O crescente poder dos partidos políticos fundamentalistas islâmicos tem polarizado ainda mais a nação, resultando em conflitos étnicos e religiosos. O governo da Malásia é uma monarquia parlamentarista com base na lei comum inglesa. O país já teve suas participações em guerras, mas na atualidade enfrenta principalmente tensões internas entre os grupos étnicos e religiosos.
População
A população soma 28 milhões de habitantes e cerca de 30% possuem idade inferior a 15 anos. Aproximadamente 50% dos residentes no país são de etnia malaia, enquanto 23% têm etnia chinesa e 7%, indiana.
A população urbana corresponde a pouco mais da metade da população do país. A maioria da população adulta é alfabetizada, atuando tanto na indústria como na agricultura.
Quase metade dos habitantes pratica o islamismo, mas há minorias significativas de hindus, budistas e praticantes de crenças tradicionais animistas.
Economia
A economia malaia está crescendo em um ritmo acelerado e a renda per capita anual atinge os US$ 11 mil. O nível de desemprego é baixo e estimado em menos de 3%. O petróleo é o produto mais exportado, mas o país também exporta uma grande variedade de outros bens manufaturados, destacando-se os eletrônicos.

      Fonte:
 Portas Abertas - Servindo cristaos perseguidos

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Cientistas apontam que origem da vida pode estar no barro

Pesquisa aponta para situação presente em narrativa da Bíblia




por Jarbas Aragão

Cientistas apontam que origem da vida pode estar no barro

A Bíblia afirma no Livro de Gênesis que Deus formou o homem do pó da terra. Este evento pode agora ser confirmado por um estudo realizado por cientistas da Universidade de Cornell, em Nova York.

Liderados pelo professor de engenharia biológica e ambiental Dan Luo, o estudo indica que alguns tipos de argilas facilitaram a formação de moléculas orgânicas que tornam possível a vida no planeta. Essa argila contém uma série de minerais, como alumínio, silício e oxigênio, e sua composição forma uma substância chamada “hidrogel”.

Trata-se de um polímero que forma um conjunto de espaços microscópicos capazes de absorver líquidos, tais como uma esponja, em que são produzidas as reações químicas para a síntese de proteínas, DNA e as células vivas.

O material sugere que “nas origens da história geológica, o hidrogel exerceu a função de contenção de biomoléculas que catalisam reações bioquímicas”. Para testar a sua hipótese, os pesquisadores usaram hidrogéis sintéticos. Ficou comprovado que o material celular formou as proteínas que codificam o DNA.

Hidrogéis de argila poderiam ser um lugar seguro e protegido para as moléculas orgânicas longas, evitando a sua degradação por influência externa, até a membrana que envolve as células vivas foi desenvolvida para criar a chamada “sopa primordial”, onde a vida apareceu, afirmam os pesquisadores.

Esse tipo de barro (argila) mostrou-se um caminho promissor para as biomoléculas, que tendem a aderir à sua superfície, quando ele se comporta como um hidrogel. O professor Luo garante que o hidrogel de argila protege melhor seu conteúdo das enzimas “nucleases” (consideradas prejudiciais) que podem desmantelar o DNA e outras biomoléculas.

Colabora para isso os relatos de eventos geológicos, que coincidiriam com os eventos biológicos. Ainda é preciso estudar como essas máquinas biológicas evoluíram, reconhece Luo.
 

Com informações Telegraph e CBN.

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Sepultado o Projeto da PLC 122 derrotado no Senado Federal

Sepultado o Projeto da PLC 122 derrotado no Senado Federal
PLC 122 acaba de ser derrotado no Senado Federal Senador Magno Malta foi Brilhante



Fonte: Divulgação


Projeto que criminaliza homofobia vai tramitar em conjunto com novo Código Penal

O Plenário do Senado aprovou, nesta terça-feira (17), com 29 votos favoráveis, 12 contrários e 2 abstenções, requerimento do senador Eduardo Lopes (PRB-RJ) para que o projeto que criminaliza a discriminação de homossexuais (PLC 122/2006) seja apensado ao projeto de reforma do Código Penal (PLS 236/2012).

O senador Eduardo Lopes destacou que o Código Penal já engloba o assunto ao tipificar a intolerância, o racismo e todo tipo de violência. O senador explicou que, por tratarem de assuntos correlatos, não há sentido para que as propostas tramitem separadamente. Em apoio a Eduardo Lopes, o senador Magno Malta (PR-ES) disse que a criminalização da homofobia depende da tipificação desse crime no Código Penal, o que justifica o apensamento.

Os senadores Eduardo Suplicy (PT-SP) e Paulo Paim (PT-RS) se manifestaram contrários ao requerimento por acreditarem que a tramitação conjunta enfraquecerá o debate da criminalização da homofobia.

BILLY GRAHAM ESTARIA PERTO DA MORTE



O Rev. Billy Graham está perto da morte, e não vai demorar muito para ele “ir para a casa do Pai”, disse, nesta semana, o neto Will Graham.
"Eu gostaria que [Deus] lhe desse força, mas não acho que ele precisa de mais força. É hora de ir para casa”, disse Will ao site de notícias cristãs Assist News Service.

Billy Graham, um dos maiores evangelistas do século 20, anunciou o Evangelho, inclusive, para os mais altos cargos políticos dos Estados Unidos. Ele completou 95 anos no dia 07 de novembro e comemorou o aniversário com uma festa na Carolina do Norte para mil convidados. O pastor está doente há anos, e luta contra o Mal de Parkinson, pneumonia, câncer de próstata e problemas pulmonares e nos quadris.

Agora, a "velhice está sugando a vida de meu avô”, disse Will Graham, que também é filho de Franklin Graham. Ainda esta semana, Franklin Graham apelou ao mundo para orar por seu pai, declarando no site Charismanews.com que “a nossa família gostaria de receber suas orações para que o Senhor o fortaleça”.

Ao mesmo tempo, o neto Will afirmou que Deus protegeu seu avô ao longo dos anos, dando a ele “uma força sobrenatural e agora, a única coisa que lhe resta é voltar para casa”. Enquanto isso, o neto Will disse Deus protegeu seu avô ao longo dos anos , dando-lhe " força sobrenatural e agora a única coisa que lhe resta é voltar para casa. Deus removeu sua mão protetora e a velhice chegou”, relatou o neto à Newsmax.

Um dos últimos livros de Graham, publicado no Brasil em 2012, tem um sugestivo título: A caminho de casa (veja comentário clicando aqui). Na emocionante introdução do livro ele diz: "Nunca achei que chegaria até essa idade. [...] Em breve, completarei 93 anos, e sei que não falta muito para que Deus em chame para subir ao céu. Anseio por este dia como nunca. [...] Um dia, nossa jornada chegará ao fim. [...] Nesse percurso, clamo ao Senhor para que você e eu possamos aprender o que significa envelhecer e, ainda, com a ajuda de Deus, fazê-lo de forma abençoada, encontrando a direção para terminarmos bem.



_____________
Com informações do jornal The Washington Times, em 13 de dezembro de 2013.
Fonte: Ultimato.com.br

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Amor e apoio

Ministérios RBC

Dou graças ao meu Deus […] pela vossa cooperação no evangelho, desde o primeiro dia até agora. —Filipenses 1:3,5
Recebi um bilhete de uma amiga que trabalha num orfanato de um país em desenvolvimento: “Ontem, enquanto estava sentada à mesa de meu escritório, notei uma fila de formigas no chão. Ao segui-la fiquei chocada em ver que milhares de formigas haviam coberto as paredes do prédio — por dentro e por fora. Elas invadiram tudo. Felizmente, um dos trabalhadores agiu rapidamente. Menos de uma hora depois, as formigas tinham desaparecido.”

Após contar esta história, ela escreveu: “E como foi o seu dia no trabalho?” Algumas vezes precisamos de lembretes sobre quais são as necessidade daqueles que deixaram para trás o conforto e a comodidade de seus lares. Deus chama cada um de nós para servi-lo em caminhos diferentes e alguns destes são pedregosos. Trabalhar num escritório tomado por formigas não é atrativo para ninguém, mas minha amiga não está lá pelas vantagens.

Ela e muitos cristãos tiveram seus corações cativados por Cristo e creem que abandonar certos confortos e conveniências “essenciais” é algo pequeno a fazer para honrar aquele que nos ama. Eles precisam de nosso apoio da mesma maneira como Paulo dependia dos seus amigos em Filipo — por comunhão (Filipenses 1:5), financeiramente (4:16) e por cuidado (4:18). Ao encorajarmos nossos amigos que abandonaram seus ambientes familiares para servir a Deus em outro lugar, demonstramos os nosso amor por Aquele que os enviou.
—JDB

A glória da vida está em amar, em dar e em servir sem esperar recompensa.

Fonte: NOSSO ANDAR DIÁRIO/NOSSO PÃO DIÁRIO/Ministerios RBC

Grupo satanista quer erguer monumento do lado de outro sobre os 10 Mandamentos nos EUA


Imagem do Facebook do Templo Satânico.


Em resposta a um monumento religioso sobre os 10 Mandamentos, um grupo satanista norte-americano quer erguer uma estátua logo ao lado da obra cristã, situada na cidade de Oklahoma, região central dos Estados Unidos.

Para aprovarem a proposta, a organização determinou que deve ler levado em conta o direito à liberdade de expressão e o fato de que a estátua não pretende fugir às exigências de refinamento da cidade, fugindo de uma imagem vulgar.

"Nós acreditamos que todos os monumentos devem ser de bom gosto e de acordo com os padrões da comunidade. Nosso monumento proposto, como homenagem ao histórico e literário Satanás, certamente cumprirá essas diretrizes", aponta o porta-voz do Templo Satânico, Lucien Greaves.

Ao ser procurado pelo The Christian Post, Trait Thompson, presidente da Comissão do Estado de Preservação do Capitólio (CPC), responsável por validar este tipo de solicitação de instalações urbanas, afirmou que não houve nenhum tipo de pedido oficial do grupo satânico.

Segundo Thompson é necessário registrar uma solicitação, seguindo todas as normas rígidas de procedimento para o monumento ser encaminhado e só depois de uma votação da comissão é que será possível dizer se é possível ou não autorizar a presença da estátua.

A iniciativa do grupo satânico não foi a única ação tomada contra a estátua do Decálogo, que também obteve críticas da União Americana pelas Liberdades Civis (ACLU) de Oklahoma, que entrou com um processo contra o monumento, sob argumento de estar contra as leis dos EUA, dividindo o estado, em prol da religião cristã.

Em contrapartida, Charlie Meadows, presidente da Ação Política Conservadora de Oklahoma (OCPAC) afirmou que o monumento tem um fundamento histórico para a cidade, visto os valores dos Dez Mandamentos para os pioneiros que edificaram a região.

O peso da memória da obra do Decálogo também é abordado por Meadows ao contestar os satanistas, dizendo que não vê como Satanás exerceu "qualquer influência sobre Oklahoma, a partir de uma perspectiva histórica", provando que não há motivo para permitirem a instalação do monumento.


Fonte: The Chistian Post - Acesso 18/12/13 http://portugues.christianpost.com/news/grupo-satanista-quer-erguer-monumento-do-lado-de-outro-sobre-os-10-mandamentos-nos-eua-18677/
Via: http://aigrejaaogostodofregues.blogspot.com.br/

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Baixa audiência e críticas marcam Festival Promessas na Globo

Baixa audiência e críticas marcam Festival Promessas na GloboBaixa audiência e críticas marcam Festival Promessas



O programa teve média de 8,3 pontos na Grande São Paulo.







por Leiliane Roberta Lope
A terceira edição do Festival Promessas não gerou o resultado esperado pela Rede Globo e nem para os telespectadores. A transmissão do show gospel neste domingo (15) teve baixa audiência e muitas críticas nas redes sociais.
De acordo com o site “Notícias da TV” o programa teve média de 8,3 pontos na Grande São Paulo (cada ponto representa 62 mil domicílios). A Globo não contava que o SBT colocaria o sertanejo Luan Santana no mesmo horário, deixando o programa da apresentadora Eliana praticamente empatado com 7,5 pontos.
No domingo passado, no mesmo horário, o festival Sintonize, de música sertaneja, registrou 21% a mais no ibope e no domingo retrasado foram 32% a mais.
Nas redes sociais o show gospel também teve baixa e ao contrário dos primeiros anos, não chegou ao topo dos assuntos mais comentados no Twitter.
Os internautas comentaram bastante sobre as apresentações de Jonas Vilar, Diante do Trono, Oficina G3, Bruna Karla, Thalles Roberto e Aline Barros, mas muitos deles foram críticas ao evento.
Muitos evangélicos não aprovaram o programa, por ser mais um show musical que um espaço para levar a mensagem verdadeira do Evangelho.
“Um evento cheio de idolatria, cheio de ganância, cheio de amor ao dinheiro. Uma vergonha! Ser cristão verdadeiro não é cantar musiquinhas gospel e dizer que é evangélico. Não é assim, e o Festival Promessas não nos representa”, escreveu Richardson Gomes no Facebook.
“O que se viu na tela da Rede Globo, nesta tarde de domingo 15/12, não passou de um show de exagero, breguice, meninice é pouco, mas muito pouco compromisso com o sentido real da palavra ‘evangelho’!”, escreveu Gesson Vasconcelos também no Facebook.
Na fanpage do Gospel Prime lançamos a pergunta aos nosso seguidores e tivemos as mais diferentes respostas: “Acho que a rede esgoto só quer ibope. Nunca gostou dos cristãos. Quanto aos artistas, acho que a maioria estão cantando e não louvando”, opinou Mayra Sant’Anna.
Já Johnnson Cavalcante olhou o evento de outra forma: ” Achei proveitoso o nível profissional, espiritualmente falando nada a conquistar…”.

Não evangélicos aprovaram o evento

Enquanto o assunto divide opiniões entre os evangélicos, fiéis de outras religiões aprovaram o evento e mostraram nas redes sociais a emoção que sentiram com as apresentações. “Não sou evangélico não, mas tem umas músicas que tocam o nosso coração e são bem bonitas”, escreveu o usuário Carlinhos do Twitter @carlosed_18.
Pelo Facebook a católica Luzinete Lopes disse que estava emocionada. “Que Festival de Promessas maravilhoso, pena que acabou. Eita mulher que canta lindo, Aline Barros. Até choro com essa música que ela cantou”.

Festival de intolerância

Entre as críticas feitas pelo Twitter muitos usuários aproveitaram o momento para ofender os evangélicos de forma geral. “As cantoras são barangas, cafonas, publico é feio as músicas horrorosas. Porque catso a Globo tá passando essa bosta de #FestivalPromessas?”, escreveu o perfil @PietraVeneno.
Este não foi o único que resolveu assistir ao festival apenas para criticar. O usuário Edinho (@emhjr) escreveu: “Estou assistindo o #FestivalPromessas na casa dos parentes crentelhos e agora tenho certeza que esse povo come merda.”
O blogueiro Celso Dossi criticou quase todos os artistas que se apresentaram, chegando a fazer piada sobre cantora Ana Paula Valadão não apenas a respeito da roupa, mas também ao timbre de voz, ele apagou os posts em seguida.
Também chamou a cantora Bruna Karla de gorda dizendo que ela tem “cintura de frango em Cristo”. “Ser gulosa não é pecado? Cintura de frango em Cristo. #FestivalPromessas”.
Minutos depois Dossi mostrou o motivo da sua bronca contra evangélicos: “Se essa gente aceitasse gays, os modelitos, as maquiagens e os cabelos não seriam tão bregas. #FestivalPromessas.”
Muitos outros perfis trataram o programa da mesma forma e receberam respostas por parte dos evangélicos. “Engraçado que a comunidade gay que ficam pedindo direitos e tal desrespeitam a fé alheia nessas horas. Muito feio. #FestivalPromessas”, escreveu Pedro Batista.
“Acho tão feio quando as pessoas zombam da fé alheia. Respeitar pra que, né? #FestivalPromessas”, tuitou Daniel César.
Assista na íntegra:



Fonte: http://noticias.gospelprime.com.br/video-festival-promesssas-audiencia/

domingo, 15 de dezembro de 2013

Cientistas acham evidências genealógicas para “Adão” e “Eva”

adao e eva
Embora os cientistas em geral não acreditem nas narrativas bíblicas, está mais claro que todos os seres humanos carregam em seu genoma parte do DNA de um homem e uma mulher, que de acordo com eles, viveram há dezenas de milhares de anos. Segundo um novo estudo da Universidade Stanford, EUA, esses antecedentes comuns vieram da África e são chamados de “Eva mitocondrial” e “Adão cromossomial-Y”.
Porém, diferentemente do casal bíblico, eles provavelmente não se conheceram. Seriam os últimos ancestrais a partir dos quais se pode traçar uma linha direta de descendência paterna ou materna até os dias de hoje.
A descoberta foi publicada na mais nova edição da revista Science, e contraria estimativas anteriores, diminuindo a “idade” desses primeiros humanos.
O estudo foi feito avaliando o material genético que os pais passam a seus filhos e filhas. Durante a concepção, parte do DNA é transmitida exclusivamente pelo pai: o cromossomo Y, que caracteriza o sexo masculino, além do DNA mitocondrial, que explica porque a Eva do estudo recebeu esse “sobrenome”.
Carlos Bustamante, professor de genética na Universidade de Stanford, que participou dos estudos explica: “As pesquisa anteriores indicavam que o ancestral comum masculino teria vivido muito mais recentemente que o feminino. Nossa pesquisa mostra, no entanto, que essa discrepância não existe”.
Para líder da pesquisa, David Poznik, as populações humanas saíram da África para habitar a Ásia e a Europa. Portanto, o que eles fizeram foi uma “árvore genealógica da genética”. O passo seguinte foi estimar a época em que o ancestral comum paterno viveu. Usando uma fórmula que calcula a mutação do cromossomo Y e estimaram que o ancestral comum viveu: entre 120.000 e 156.000 anos atrás. Já a data para a origem da mulher seria entre 99.000 e 148.000 anos atrás.

Embora a conclusão deles não se aproxima da cronologia sugerida pela Bíblia, é um marco porque diminui as estimativas antigas sobre quanto tempo os seres humanos estão na terra, que apontavam para quase o dobro dos dados apresentados agora. Além disso, mais uma vez confirma-se que houve um antecedente comum, de onde todas as linhagens humanas derivam, independentemente da cor da pele.
 (Fonte: Portal Fiel)

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Três pastores se suicidaram nos últimos 30 dias

Teddy Parker Jr, Ed Montgomery e Isaac Hunter puseram termo à sua vida.
por Jarbas Aragão
Três pastores se suicidaram nos últimos 30 dias




Isaac Hunter.
O que leva uma pessoa a cometer suicídio? Segundo psicólogos, pensamentos são algo bastante comum. O Centro para Controle e Prevenção de Doenças Mentais dos EUA, afirmam que 3,7% por cento da população acima dos 18 anos, pensou seriamente em suicídio no ano passado.
Embora alguns suicídios sejam resultado de um impulso, a maioria é planejada. Ainda segundo dados do Centro, metade das pessoas que fizeram um plano o levaram adiante.
Nos últimos 30 dias, três suicídios de pastores conhecidos chocou a igreja dos Estados Unidos. Em 10 de novembro, Teddy Parker Jr., 42, pastor da Igreja Batista Bibb Mount Zion, na Geórgia se matou com um tiro na cabeça.
Sua esposa o encontrou caído na entrada da garagem de sua casa num domingo. Ele já havia pregado naquela manhã e a teria de pregar novamente naquele dia. Nenhum bilhete ou explicação foi deixado.
Na semana passada, o pastor Ed Montgomery, que estava de luto pela perda da esposa atirou em si mesmo na frente de sua mãe e filho. Ele e sua falecida esposa, a profetisa Jackie Montgomery, lideravam a igreja Assembleia Internacional do Evangelho Pleno, no Estado de Illinois.
Dia 10 de dezembro, suicidou-se Isaac Hunter, o ex-pastor da igreja Summit em Orlando, Florida. Até o momento, não foi divulgado como ele se matou. O caso chamou atenção da mídia secular porque o pai de Isaac, o pastor Joel Hunter tem sido chamado de “mentor espiritual” do presidente Barack Obama, com quem tem se encontrado com frequência para orações na Casa Branca.
Existem muitas estatísticas sobre como os pastores enfrentam problemas como depressão, esgotamento físico e mental. Nenhuma delas é animadora. Segundo o Instituto Schaeffer, 70% dos pastores lutam constantemente com a depressão, e 71% estão “esgotados”. Além disso, 72% dos pastores dizem que só estudam a Bíblia quando precisam preparar sermões, 80% acredita que o ministério pastoral afeta negativamente as suas famílias, e 70% dizem não ter um “amigo próximo”.
O Instituto Schaeffer também estima que 80% dos estudantes de seminário (incluindo os recém-formados) irão abandonar o ministério dentro de cinco anos. Não há dados consistentes sobre quantos cometem suicídio, mas está claro que os pastores não estão imunes a isso.
Psicólogos apontam várias razões pelas quais as pessoas cometem suicídio, de depressão a psicose, quase sempre em meio às situações estressantes da vida.  A colunista da revista Charisma, Jennifer LeClaire, que escreveu vários livros sobre batalha espiritual, comentou o caso dos três pastores.
Ela conclama as igrejas a orarem mais por seus líderes e, ao mesmo tempo que se mantém alertas sobre sintomas de depressão nos pastores, os membros deveriam estar cientes que o diabo tem preparado muitos ataques às igrejas nesse período em que os sinais da vinda de Jesus parecem estar se intensificando. 
Com informações Charisma News.

LANÇAMENTO DO MEU LIVRO, EM BREVE

Postagens Recentes