segunda-feira, 30 de abril de 2012

Cristãos são impedidos de construir novo templo em vilarejo na Índia

Portas Abertas - Servindo cristaos perseguidos Cristãos de uma vila na Índia foram impedidos de construir um novo templo mesmo sendo em uma propriedade privada da Igreja
Pastor Sayam Chandran, que é sustentado pela organização Evangelho para a Ásia, comprou um terreno para construir uma igreja maior no intuito de atender todos os membros da crescente congregação.

A atual igreja, cujo nome não podemos revelar por motivos de segurança, tem capacidade para até 90 pessoas durante os cultos. Um espaço adicional para 200 pessoas foi aberto na casa do Pastor Chandran para compensar o pouco espaço que há na igreja atual para receber todos seus membros.

A organização Evangelho para a Ásia, disse que os moradores anti-cristãos da vila haviam impedido que a construção da Igreja fosse levada adiante.

Embora esteja enfrentando forte aposição no momento, o Pastor Chandran ganhou o título de um respeitado professor de religião, em 10 vizinhanças, por causa dos muitos milagres que aconteceram por meio de suas orações e dedicação ao Ministério.

O Presidente da Evangelho para a Ásia, KP Yohannan, está convidando os cristãos a orarem pelo Pastor Sayam, por seu rebanho e por muitos outros cristãos que enfrentam obstáculos semelhantes por amor a Cristo.

"Somos muito gratos por nossos irmãos e irmãs em todo o mundo que têm orado por pastores como Sayam", disse o Sr. Yohannan.

"É através destas orações que a obra de Deus será estabelecida”, concluiu.

Pedidos de oração

• Ore para que o Pastor Chandran e sua igreja perseverem diante da perseguição.

• Peça a Deus que as igrejas possam cultuá-Lo livremente na Índia.

• Ore para que o evangelho de Cristo continue sendo anunciado aos indianos e que muitos se entreguem ao amor de Cristo.

Assista abaixo o vídeo "O poder de Deus operando na Índia" e outros vídeos sobre a Igreja Perseguida em nossa página no YouTube.

FonteChristian Today
TraduçãoMarcelo Peixoto

sábado, 28 de abril de 2012

Maçonaria e Símbolos Ocultistas



Dentro dos rituais maçônicos predominam os símbolos ocultistas. O triângulo é a figura geométrica que dá origem à pirâmide e ambos são parte da simbologia maçônica. O triângulo é símbolo da luz. Como o vértice para cima representa o fogo e a virilidade. Com o vértice para baixo representa a água e o sexo feminino. O triângulo equilátero é usado como símbolo da divindade maçônica e representa os três atributos divinos: força, beleza e sabedoria, e também os três reinos: mineral, vegetal e animal. O triângulo com um olho no centro representa a onipotência, a onisciência e a onipresença divina; também conhecido como o olho que tudo vê de Satanás.

A pirâmide é o sólido derivado do triângulo e simboliza o homem em busca da divindade e das energias cósmicas que seriam captadas pelo ápice e irradiadas até a base. A pirâmide é o símbolo da hierarquia espiritual da Nova Era, e é no seu ápice que se encontra o olho do deus da Maçonaria: Lúcifer, o originador desse movimento sinistro. Agora observe a reprodução da nota de um dólar abaixo:

Nela está impresso o Grande Selo dos Estados Unidos que contém o desenho dessa pirâmide ocultista da Maçonaria. Veja melhor esse detalhe ampliado:


Acima do olho de Lúcifer está escrito em latim: ANNUIT COEPTIS, que significa: "Ele tem favorecido nossos empreendimentos". Aqui há dois pontos a considerar. "Ele" é um pronome pessoal indefinido, muito vago; podendo ser qualquer pessoa. Como ao lado do Grande Selo existe escrita a frase: IN GOD WE TRUST ( Em Deus Nós Confiamos) podemos ser levados a crer que "Ele" é Deus. Mas como logo abaixo entre ANNUIT COEPTIS está o triângulo com o olho de Lúcifer ( mais um dos símbolos Maçônicos), e também sabemos que o deus da Maçonaria não e o mesmo Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó. Não nos deixa dúvidas de que o sentido literal é: "Ele (Lúcifer) tem favorecido nossos empreendimentos".

O segundo ponto a considerar aqui é que a grande maioria dos maçons crê que está associado a uma organização que lhe permitirá obter sucesso e vantagens financeiras em seus negócios e empreendimentos, e, para isso, não medem esforços, submetendo-se a todo tipo de ritual que o credo maçônico recomenda para alcançar os objetivos desejados. Daí o sentido literal: "Lúcifer abençoa os nossos negócios".

Analisemos, agora, a outra frase escrita em latim abaixo da pirâmide maçônica. Ela diz: NOVUS ORDO SECLORUM, que significa NOVA ORDEM MUNDIAL.

O que faz um símbolo maçônico no dinheiro da maior nação democrática do mundo? Conforme afirmamos antes, nada menos do que treze ex-presidentes americanos eram destacados membros da Maçonaria. E foi um deles, Franklin Roosevelt, que, em 1933, mandou colocar o Grande Selo Maçônico nas notas de dólar.

Porém, há ainda outros vestígios da presença da Maçonaria nesta mesma nota de um dólar. A outra fase do Grande Selo do Estados Unidos à direita traz o desenho de uma águia segurando um ramo de oliveira numa das garras e um feixe de flechas na outra garra. A águia é um símbolo da Maçonaria que representa audácia, inteligência, perspicácia, conquista e vitória. O ramo de oliveira simboliza paz e o feixe de flechas representa a guerra. Estes dois símbolos nos fazem lembrar da besta que se parece com um cordeiro (paz) mas fala como dragão (guerra), uma nítida referência profética aos EUA em Apocalipse 13:11


Acima da cabeça da águia há ainda treze estrelas de cinco pontas ou pentagramas que são também símbolos maçônicos de Lúcifer. Contudo, se virarmos esta nota de um dólar, veremos do outro lado, ao centro, a figura do herói da independência americana e o primeiro presidente dos EUA, George Washington, um mestre-maçon do 33° grau. Além, disso, à direita há um brasão do Departamento do Tesouro logo abaixo do nome da capital americana, Washington, D.C., impresso na cor verde-claro sob a palavra ONE. Esse brasão traz outros símbolos da Maçonaria: a balança que representa a justiça (lembre-se de que este símbolo maçônico está presente nos tribunais e cortes de justiça de quase todo o mundo); um esquadro, que simboliza eqüidade e retidão; e uma chave, que representa os segredos da Maçonaria.

Fonte: O Apocalipse

Num homossexual não se bate nem com uma flor.

































Por ISRAEL BELO DE AZEVEDO
Uma das frases que marcaram época no Brasil dizia que numa mulher não se bate nem com uma flor. Embora imperfeito, o bordão tinha a intenção de quebrar a cultura machista de vergar as mulheres sob a pressão do medo e da violência. Hoje tratamos melhor as mulheres, embora ainda tenhamos muito a transformar nos corações masculinos, até chegarmos a um tempo em que não precisemos de leis para protegê-las dos homens e, logo, nem de delegacias especiais para lhes defender e nem de um dia para lhes homenagear.
Mesmo que soe (e soa) estranha, precisamos aplicar esta frase, aos homossexuais, em quem não se deve bater nem com uma flor.
Mesmo quem não aceita os comportamentos deles, discretos ou abertos, não tem o direito de empregar a violência, física ou moral, contra eles.
Mesmo querendo resistir às suas propostas, de que, por exemplo, suas escolhas lhes antecedem porque inscritas em suas biologias, esta resistência deve ser pacífica, nunca batendo primeiro e jamais batendo depois. Bater (gritar, xingar, debochar) nunca.
Para os cristãos, os únicos recursos em sua discordância militante -- não importam as armas do outro lado -- devem ser a razão no debate e a compaixão no trato, banhadas sempre em oração.



sexta-feira, 27 de abril de 2012

Golpe de Estado no Mali ameaça cristãos

Portas Abertas - Servindo cristaos perseguidos Uma revolta militar que teve inicio no Mali em 21 de março deste ano, liderada por grupos separatistas de etnia Tuaregue, resulta em dominio do norte do país por grupos radicais islâmicos

Acredita-se que facções jihadistas como Al Qaeda, e cerca de 100 dos membros do grupo radical islâmico Boko Haram, têm lutado ao lado dos rebeldes. Suas finalidades, claro, são religiosas, e por onde passam anunciam a imposição da Lei Islâmica (Sharia). Por enquanto, o norte do país está dominado pelos grupos rebeldes.

A violência e destruição praticamente forçou a população cristã das cidades de Gao, Kidal e Timbuktu, no norte de Mali*, a fugir para se salvar.

A ameaça islâmica aos cristãos é muito real, já que igrejas foram queimadas e diversos cristãos se tornaram alvo de agressões e ataques. Suspeita-se de seqüestros e da decapitação de um líder cristão. No entanto, esta informação não foi confirmada.

Pedidos de oração

• Ore pelos refugiados cristãos do Mali que têm fugido para países próximos como Burkina Faso, Mauritânia, Níger, Argélia, que encontrem aceitação e paz nesses países.

• Ore por proteção dos cerca de 260 cristãos que permanecem em Mali.

• Ore pelas crianças e todos os cristãos desalojados e refugiados, por sua adaptação aos novos ambientes e também para que Deus supra suas necessidades.

• Peça a Deus que haja paz em Mali, principalmente no norte do país. Ore também por todos os cristãos deslocados de suas casas por causa da guerra para que possam voltar e reconstruir suas vidas.


*Mali, cujo nome oficial é República do Mali, é um país africano sem saída para o mar na África Ocidental. Mali é o sétimo maior país da África. Limita-se com sete países, a norte pela Argélia, a leste pelo Níger, a oeste pela Mauritânia e Senegal e ao sul pela Costa do Marfim, Guiné e Burkina Fasso. Seu tamanho é de 1.240.000 km². Sua população é estimada em cerca de 12 milhões de habitantes. Sua capital é Bamako.

Envolva sua igreja no Domingo da Igreja Perseguida. Veja o vídeo abaixo e saiba como participar.
FontePortas Abertas
TraduçãoMarcelo Peixoto

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Levando a Palavra de Deus na língua que fala ao coração dos índios


Programa A Bíblia para os Povos Indígenas torna possível o trabalho de tradução para línguas minoritárias
Tornar a Bíblia Sagrada acessível aos povos indígenas, que, em sua maioria, não falam o português em seu dia a dia para se comunicar, é uma das missões da Sociedade Bíblica do Brasil (SBB). Em celebração ao dia do Índio, comemorado em 19 de abril, a SBB reafirma o seu compromisso de garantir que a população indígena possa conhecer a Palavra de Deus na língua que fala ao seu coração.

Por meio do programa A Bíblia para os Povos Indígenas, foi possível traduzir o livro sagrado e porções bíblicas nas línguas kaiwá, kaingang, guarani-mbyá, tukano, xavante, kaxinawá, guajajara, xerente, tembé e nadëb. Também está sendo preparado a edição dos livros de Gênesis, Mateus, Marcos, Lucas, João, Atos, Tito, Hebreus, 1 e 2 Timóteo, 1e 2 Pedro, 1, 2 e 3 João, os dez mandamentos e Salmos, na língua kulina e a Bíblia completa no idioma iny-karajá.

Além de levar a Palavra que transforma vidas na língua que fala ao coração, o trabalho de tradução também contribui para a preservação de muitas línguas indígenas, muitas delas ágrafas, ou seja, sem registro gráfico. Um exemplo foi o que ocorreu com a língua dos karajás, que habitam a região de São Félix do Araguaia (MT). Por causa do trabalho iniciado por David Lee Fortune, missionário e linguista que traduziu e publicou o Novo Testamento em karajá, o idioma está preservado.

Há ainda muito a ser feito, pois no Brasil há cerca de 370 mil pessoas que falam mais de 180 idiomas nativos. Por essa razão, a SBB vem apoiando cada vez mais o trabalho de tradução para línguas minoritárias. Para fazer parte dessa missão, você pode contribuir para o programa A Bíblia para os Povos Indígenas por meio de nosso site.


Fonte: Sociedade Bíblica do Brasil (SBB)

No mais profundo mar da divindade - C. H. Spurgeon


Em 7 de janeiro de 1855 o ministro da capela da rua New Park começou seu sermão matinal do seguinte modo:

Já foi dito por alguém que "o estudo adequado da humanidade é o próprio homem". Não me oponho à idéia, mas creio ser igualmente verdadeiro que o estudo correto do eleito de Deus é Deus; o estudo apropriado ao cristão é a divindade. A mais alta ciência, a mais elevada especulação, a mais poderosa filosofia que possa prender a atenção de um filho de Deus é o nome, a natureza, a pessoa, a obra, as ações e a existência do grande Deus, a quem chama Pai.

Nada é melhor para o desenvolvimento da mente que contemplar a divindade. Trata-se de um assunto tão vasto, que todos os nossos pensamentos se perdem em sua imensidão; tão profundo que nosso orgulho desaparece em sua infinitude. Podemos compreender e aprender muitos outros temas, derivando deles certa satisfação pessoal e pensando enquanto seguimos nosso caminho: "Olhe, sou sábio". Mas quando chegamos a esta ciência superior e descobrimos que nosso fio de prumo não consegue sondar sua profundidade e nossos olhos de águia não podem ver sua altura, nos afastamos pensando que o homem vaidoso pode ser sábio, mas não passa de um potro selvagem, exclamando então solenemente: "Nasci ontem e nada sei". Nenhum tema contemplativo tende a humilhar mais a mente que os pensamentos sobre Deus...

Ao mesmo tempo, porém, que este assunto humilha a mente, também a expande. Aquele que pensa com freqüência em Deus terá a mente mais aberta que alguém que apenas caminha penosamente por este estreito globo. [...] O melhor estudo para expandir a alma é a ciência de Cristo, e este crucificado, e o conhecimento da divindade na gloriosa trindade. Nada alargará mais o intelecto, nada expandirá mais a alma do homem que a investigação dedicada, cuidadosa e contínua do grande tema da divindade.

Ao mesmo tempo que humilha e expande, este assunto é eminentemente consolador. Na contemplação de Cristo existe um bálsamo para cada ferida; na meditação sobre o Pai, há consolo para todas as tristezas, e na influência do Espírito Santo, alívio para todas as mágoas. Você quer esquecer sua tristeza? Quer livrar-se de seus cuidados? Então, vá, atire-se no mais profundo mar da divindade; perca-se na sua imensidão, e sairá dele completamente descansado, reanimado e revigorado. Não conheço coisa que possa confortar mais a alma, acalmar as ondas da tristeza e da mágoa, pacificar os ventos da provação que a meditação piedosa a respeito da divindade. Para este assunto chamo a atenção de todos nesta manhã.



Fonte: http://www.charleshaddonspurgeon.com

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Engessamento da igreja evangélica: teólogo poeta mostra crise no Cristianismo brasileiro?




Os conflitos entre denominações, pastores e líderes evangélicos, entre crentes e entre igrejas, podem estar mostrando crise no Cristianismo no Brasil?

Recentemente, o pastor e teólogo Ricardo Gondim escreveu um artigo intitulado “Porque parti” explicando os motivos por ter se afastado do movimento evangélico no Brasil.

Segundo ele, o sistema religioso que lhe abrigou se “esboroava”, apontando “fadiga como denúncia”, o que alguns o interpretam como fraqueza.

“Se era fraqueza, foi proveitosa, pois despertava para uma realidade: o Movimento Evangélico vinha se transformando em cabide de oportunistas; permitindo que incompetentes, desajustados emocionais e – por que não dizer? – vigaristas, se escorassem nele”, diz ele.

Gondim alega que recebeu “a fúria dos severos defensores da reta doutrina” apontando traições, inimizades e invejas. “Fui traído. Antigas invejas se fantasiaram de zelo pela verdade, e parceiros se transformaram em inimigos. Senti o escarro do desdém.”

Em sua declaração de partida “Tempo de partir”, o teólogo fez também sérias acusações sobre as igrejas pelas quais passou, tais como a igreja presbiteriana, Assembleia de Deus e a igreja Betesda.

Gondim acusou a igreja presbiteriana de exigir dele que negasse a experiência de falar em línguas estranhas com ameaça de expulsão e excomunhão, quando ele a frequantava na época. Na Assembleia de Deus, ele apontou problemas como “legalismo”, “politicagem interna” e “ânsia de poder temporal”.

Muitos teólogos e líderes evangélicos, entretanto, afirmam que Gondim tem carecido de firmeza na graça do Evangelho, pela qual conflitos entre seus irmãos em Cristo e distorções bíblicas transparecem. Mas tal problema vem a mostrar um engessamento da igreja evangélica brasileira?

Engessamento da igreja

Segundo o apologista Johnny Torralbo Bernardo do Instituto de Pesquisas Religiosas (INPR), a igreja evangélica pode estar passando por problemas como legalismo e engessamento, após longos anos de crescimento e expansão.

Esses problemas não somente acontecem no Brasil, mas em outros países também como nos Estados Unidos, por exemplo. Segundo ele, a “massa” precisa ser “trabalhada e acompanhada”. “Na ausência de tais requisitos, a massa torna-se crua e sem vida”.

O “peso do rancor religioso” citado por Gondim, pode também ser relacionado com a defesa de fé de algumas denominações evangélicas e Bernardo afirma que muitas carecem de parâmetros e basamento bíblico.

“Há uma constante suspeita quanto ao desconhecido - cristãos menos abertos ao debate tendem a demonizar tudo que, aparentemente, lhe pareça estranho ou distante. Foi assim quando da chegada da televisão ao Brasil.”

Bernardo completa dizendo, “ mesmo ocorre quando do tratamento de questões políticas e da família. Há grupos evangélicos que chegam até mesmo a proibir o uso de preservativos e vasectomia - são poucos, mas existem em nosso meio.”

Apesar de todos os problemas, afastar-se do movimento evangélico, não significa necessariamente um afastamento de Deus e de seu Reino, afirma o apologista.

“Quando alguém se diz insatisfeito com o movimento (no caso, evangélico), não está, necessariamente, abdicando da Igreja Invisível - seu amor a Cristo e ao Reino de Deus deverá continuar firme e inabalável.”

Fonte: The Christian Post

Igreja alemã permite pastores homossexuais na casa pastoral


Na Saxônia, pastores homossexuais poderão viver com seu parceiro na casa pastoral de uma comunidade em "casos excepcionais". Decisão é polêmica e revela divisão interna.

Durante meses a Igreja Evangélica Luterana da Saxônia se viu envolvida num debate para decidir se pastores ou pastoras homossexuais poderiam viver com seu parceiro na casa pastoral de uma comunidade. No final de semana passada, o Sínodo (parlamento) da igreja chegou a um acordo.

O Sínodo manteve a união entre um homem e uma mulher como o modelo ideal para a vida pastoral, como concessão àqueles que exigiam a manutenção da atual norma, datada de 2001 e que proíbe casais do mesmo sexo de ocuparem a casa pastoral.

Mas, em "casos excepcionais", religiosos homossexuais podem receber a permissão para ocupar a casa pastoral, desde que tenham a aprovação da direção da comunidade, segundo a decisão.
A Igreja Evangélica Luterana da Saxônia tem cerca de 700 pastores e pastoras e, destes, apenas 15 se declararam homossexuais. Segundo o porta-voz Matthias Oelke, ao menos por enquanto a decisão não tem efeitos práticos, pois nenhum desses pastores manifestou interesse em fazer uso do novo direito.

Divisão interna
A Igreja Evangélica Luterana da Saxônia foi a terceira das igrejas regionais que formam a Igreja Igreja Evangélica da Alemanha (EKD, na sigla em alemão) a decidir sobre a questão. As primeiras foram as igualmente conservadoras Igrejas Evangélicas de Baden e de Württemberg, que também decidiram a favor dos pastores homossexuais em "casos excepcionais".

"Foi uma luta de um ano", afirmou o pastor Christoph Wohlgemuth, de Chemnitz, que se mostrou aliviado com a decisão. Ele comparou o processo interno da igreja com o também difícil caminho para assumir a própria homossexualidade. Na Saxônia, um religioso que decidisse assumir sua orientação sexual tinha que estar ciente de que não poderia ocupar a casa pastoral, lembrou. Ele trabalha num hospital e mora numa casa particular. Agora isso pode mudar.

Na opinião do estudante de teologia David Keller, homossexuais nem deveriam ser autorizados a exercer o sacerdócio ou assumir cargos eclesiásticos. Keller está fazendo seu doutorado na Faculdade de Teologia de Leipzig, onde diz apoiar um amigo homossexual que teria decidido viver em celibato.
Segundo um outro pastor de Chemnitz, que enviou uma carta às comunidades da Saxônia, a Bíblia vê "a prática da homossexualidade como uma terrível aberração e um dos piores pecados" a despertar a ira de Deus. Mas a maioria dos opositores dos casais homossexuais evita usar termos homofóbicos ao criticar a decisão.

Keller, por exemplo, diz ser tolerante em relação aos homossexuais, mas que essa tolerância alcança um limite ético na questão das casas pastorais. Ele exige tolerância também para com os cristãos que se sentirem excluídos da igreja se casais do mesmo sexo vierem a ocupar a casa pastoral.
Keller afirma ter uma lista com mais de 7.000 mil nomes de pessoas contrárias à decisão. A Igreja Evangélica Luterana da Saxônia tem cerca de 760 mil membros.

Já para Ralf Michael Ittelmann, do movimento gay-lésbico cristão de Dresden, homossexualidade e cristianismo não são contrários. "Não há nada definitivo sobre esse tema na Bíblia, que fala de práticas específicas, como a pederastia, mas não de parcerias homossexuais."

Fonte: Notícias Cristãs


terça-feira, 24 de abril de 2012

Impacto evangelístico gera nova igreja em SP


Voluntários levam Cristo a crianças de Santana do Parnaíba
Um impacto missionário envolvendo 31 voluntários de igrejas batistas de São Paulo levou a mensagem do evangelho aos moradores de Santana do Parnaíba, localidade em que atua a missionária Ana David Vieira.

Mais de 120 casas foram recenseadas e 169 pessoas evangelizadas. Cerca de 30 pessoas tomaram decisão por Cristo na ação que contou com o apoio das igrejas Batista de Santana do Parnaíba, Osasco, Jandira, Itapevi, Barueri e Betel-Santana.

Uma das vidas alcançadas foi Ivanildo. Ele, que estava afastado, recebeu o estudo bíblico no livro de João e, ao ouvir a Palavra do Senhor, decidiu se reconciliar. Sua esposa e sua filha tiveram a mesma iniciativa, recebendo a Cristo como salvador. Desde a decisão, a família participa das reuniões da igreja, crescendo espiritualmente através do discipulado.

Este impacto teve como objetivo dar continuidade ao trabalho de Igreja multiplicadora na região da Grande São Paulo com a plantação de um novo trabalho. Apesar da coordenação da missionária Ana, este novo ponto de pregação estará sob a liderança do casal Francisco e Mônica Lima, membros da Congregação Batista em Santana de Parnaíba.



Fonte: Junta de Missões Nacionais de Convenção Batista Brasileira.



segunda-feira, 23 de abril de 2012

Erre Erre Soares responde sobre a maçonaria







Esses textos foram extraídos do site do RR Soares, líder da Igreja Internacional da Graça. As respostas são feitas de forma incompleta e com um discreto apoio a maçonaria.

O que o Senhor acha sobre os Illuminatis?

Resposta: Os chamados iluminatti são uma categoria de pessoas que alcançaram graus elevadíssimos na Maçonaria, bem além do grau 33. Portanto, o que respondi sobre a maçonaria nesta coluna serve para todos os maçons, inclusive os iluminatti.

Comentário: Ora, se existe algo tão elevado dentro da maçonaria isso significa que os illuminatis são controlados por outras forças espirituais. E essa força se chama A Ordem Mundial de Baha’u’llah.

Fonte: Ongrace


Agora vamos ver o apoio de RR Soares aos maçons que estão na outra coluna que ele disse.

1) Olá, missionário. Quero saber o que o senhor acha a respeito da
“Maçonaria”. Cristãos podem fazer parte dessa sociedade? Dizem que ela
aperfeiçoa as pessoas e, por isso, é boa.

Resposta: Quanto a um cristão fazer parte da Maçonaria, vai depender
da consciência, pois cada um responde por si diante do Senhor Deus (Rm
14.12).

Comentário: A função do cristianismo é pregar o evangelho e não simplesmente virar as costas para uma pessoa que vive no erro procurando ajuda:

“E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.” (Marcos 16 : 15)

Fonte: Ongrace

2) Conheço cristãos que têm envolvimento com a maçonaria. Por que isso
ocorre? Será cilada do inimigo ou porque eles não são convertidos?

Resposta: Bem, eu não fui colocado como juiz das pessoas, e, por isso,
não me sinto com liberdade para julgar aqueles que não vêem nada de
mais em ser maçom…

Comentário: O julgamento aqui foi feito de forma errada. Não devemos julgar quem vai para o inferno ou não, mas isso não significa que não devemos reconhecer uma seita.

“Não sabeis vós que os santos hão de julgar o mundo? Ora, se o mundo deve ser julgado por vós, sois porventura indignos de julgar as coisas mínimas?” (I Coríntios 6 : 2)

Fonte: Ongrace

3) A Maçonaria é obra do Diabo? Fale a respeito.

Resposta: Como todos os livros evangélicos sobre o assunto condenam a Maçonaria
como armadilha do diabo para enganar os homens, se isso não for
verdade, cabe aos cristãos maçons escreverem também, provando o
equívoco dos outros autores.

Comentário: Nessa resposta Erre Erre foi longe demais, ele simplesmente exorta a maçonaria para provar que estão certos. Reconhecer se uma determinada seita pertence ao diabo é uma prática cristã. O Senhor Jesus ao deparar com os ocultistas do seu tempo falava isso abertamente. O missionário jamais teria a coragem de falar algo parecido com o versículo abaixo:

“Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira.” (João 8 : 44)

Fonte: Ongrace

É lamentável ver como a igreja evangélica está contaminada. Muitos desses grandes líderes, para não perderem seus ricos patrocinadores, se sujeitam a respostas como essas.

Fonte: Apocalipse Total

sábado, 21 de abril de 2012

O passado não manda lembranças, 2


Outro lugar comum é dizer que não podemos mudar o passado; logo, resta-nos apenas construir o presente.

Sim, temos que construir o presente, mas podemos mudar o passado.

Se, na infância, colecionamos traumas, podemos permitir que estes traumas sigam seus cursos e nos firam ou, diferentemente, podemos decidir que o passado não nos destruirá. No máximo, será um fantasma, mas fantasmas não existem.

Se, menino, ouvimos que não nos acertaríamos na vida, reinventaremos nossa vida e acertaremos.

José, para ficar apenas num exemplo, mudou o seu passado, quando lhe deu um novo significado. Os seus irmãos cometeram atos cruéis para com ele. No entanto, José viu Deus em ação através da maldade dos filhos do seu pai. Por isto, quando os encontrou, pôde lhes dar uma festa.


ISRAEL BELO DE AZEVEDO


Fonte: http://www.prazerdapalavra.com.br

Como reconhecer um maçom?

Tudo na Maçonaria está impregnado do simbolismo derivado as antigas religiões egípcias, babilônica, hindu e greco-romana dentre outras. Dentro dos rituais secretos dessa sociedade ocultista há ainda senhas e sinais que só os iniciados têm conhecimento. São frases, sinais e posturas que, para uma pessoa de fora, nada representam, mas que um maçom identifica prontamente. Um desses sinais ou senhas da Maçonaria é expresso através do aperto de mão. Observe o aperto de mão maçônico, caracterizado pela posição do dedo indicador – ressaltado dos outros, e geralmente pressionando o pulso do colega.





Outros sinais são facilmente reconhecidos entre os maçons como por exemplo o abraço maçônico, presente em vários rituais, consiste em colocar um braço por cima e outro por baixo, em X, bater 3 vezes nas costas e trocar de posição outras 3 vezes.

Em seus textos e assinaturas, os maçons abreviam as palavras usando 3 pontos em forma de triângulo delta.


Fonte: O Apocalipse

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Islâmicos pretendem distribuir 25 milhões de Alcorões em alemão


Radicais islâmicos de orientação salafista anunciaram que continuarão distribuindo gratuitamente exemplares do Alcorão por toda a Alemanha, nestes sábado e domingo, 14 e 15 de abril. Os organizadores da ação "Leia!" ("Lies!", em alemão) já instalaram estandes em mais de 30 cidades do país. A distribuição começou no início de abril.

Segundo o Departamento de Proteção à Constituição, a rede A Verdadeira Religião (Die Wahre Religion) está por trás da iniciativa. Ela é liderada pelo pregador muçulmano e comerciante Ibrahim Abu Nagie, de origem palestina e residente na cidade de Colônia, no oeste do país. O fundamentalista declarou pretender distribuir na Alemanha, na Áustria e na Suíça um total de 25 milhões de alcorões em idioma alemão.

Políticos alemães: "ação de propaganda"

O projeto "Leia!" foi lançado por Nagie em outubro de 2011 com o objetivo de levar um Alcorão a cada lar da Alemanha. A iniciativa tem sido alvo de críticas, pois se teme que tenha fins extremistas. A presidente do Departamento de Proteção à Constituição em Berlim, Claudia Schmid, declarou ao jornal Berliner Zeitung que o grupo salafista visa à propaganda e ao recrutamento de adeptos. "A meta dessa campanha é colocar os interessados em contato com a cena salafista, a fim de influenciá-los no sentido de sua ideologia político-extremista."

Falando ao periódico Bild, o especialista em questões de segurança interna da União Social Cristã (CSU), Hans-Peter Uhl, definiu os salafistas como "perigosos extremistas e inimigos da Constituição alemã ". Com a ação de distribuir exemplares do Alcorão, o movimento radical pretende conquistar seguidores, considera o político. Uhl instou os órgãos de defesa da Constituição a observar intensivamente os 4 mil adeptos do salafismo na Alemanha, a fim de tornar públicas as verdadeiras metas do movimento.

O especialista em assuntos internos da União Democrata-Cristã (CDU), Wolfgang Bosbach, exigiu que o tema ocupe o topo da pauta na Conferência sobre o Islã marcada para a próxima quinta-feira (19/04). "Desejo uma aliança de todas as forças democráticas contra os radicais", declarou ao diário Passauer Neue Presse. "A ação envolvendo o Alcorão e as ameaças contra jornalistas precisam ser severamente condenadas pela Conferência sobre o Islã. A mensagem da cúpula aos muçulmanos radicais deve ser: vocês não têm chance no nosso país!"

Bosbach apelou às autoridades locais para que estudem possibilidades individuais de proibir os estandes dos salafistas. Isso seria viável, por exemplo, se houvesse transgressão das normas de segurança e da ordem pública. A cidade de Ludwigshafen, no sudoeste da Alemanha, já proibiu a distribuição, sob o argumento de que o requerimento para o estande de informações não foi apresentado dentro do prazo.

Conselho Islâmico: temor é exagerado

Em contrapartida, o presidente do Conselho Islâmico da Alemanha, Ali Kizilkaya, considera, que a ação não é problemática. "Em princípio, é permitido distribuir escritos religiosos e, portanto, também o Alcorão", declarou ao jornal Frankfurter Rundschau o porta-voz do Conselho de Coordenação dos Muçulmanos.

Segundo o representante do órgão islâmico, o debate transcorre num clima "um tanto de pânico", quando não há motivo para tal. "A grande maioria dos islamistas da Alemanha e estamos falando em mais de 4 milhões são cidadãos de paz, que praticam sua fé pacificamente."

Os salafistas são seguidores de uma corrente fundamentalista do Islã. Segundo dados das autoridades alemãs de segurança, eles almejam a um Estado religioso, incompatível com a democracia ocidental. Tanto os autores dos atentados de 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos quanto o radical Grupo de Sauerland (Sauerland Gruppe) desmantelado em 2007 ao planejar atentados com carros-bomba contra instituições dos EUA na Alemanha eram salafistas.


Fonte: Terra com informações de Deutsche Welle
Via: http://libertosdoopressor.blogspot.com.br 
----------------------------------------------

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Mártires são exemplo de grande inspiração para os cristãos na Tunísia

Mártires são exemplo de grande inspiração para os cristãos na Tunísia
"Para mim, Perpétua e Felicidade são grandes exemplos de fé", disse Tahira*, uma jovem cristã de 18 anos de idade, durante uma confraternização em sua igreja, após o culto. Os testemunhos dos mártires do início do século III fazem parte do cotidiano e das histórias compartilhadas entre os cristãos na Tunísia
No século III D.C 203 mulheres foram mortas por causa de sua fé em Jesus Cristo. Perpétua (22) e Felicidade foram presas juntamente com outros cristãos. Enquanto esteve presa Perpétua escreveu um diário. No diário, essa esposa e mãe escreve sobre suas experiências dentro da prisão. Além disso, ela descreve as tentativas de seu pai não cristão de fazê-la renunciar à sua fé. Seus escritos são vistos como o mais antigo texto escrito por uma mulher cristã, descoberto até agora. Em 2006, Malcolm Lyon escreveu o livro "A escada de Bronze" no qual ele usa as histórias dos mártires tunisianos.

Perpétua e outros cristãos depois de algum tempo presos foram martirizados, resultado de uma ordem do imperador romano Septímio Severo (193-211) que estabeleceu a proibição de se converter ao cristianismo ou de tornar-se judeu. Durante o tempo em que esteve presa, Felicidade estava grávida, isso poderia ter-lhe poupado a vida, já que as leis da época, não permitiam que mulheres grávidas fossem executadas. Mas o bebê nasceu dois dias antes da data de sua execução. A criança foi adotada por outra família cristã.

Felicidade passou pelo mesmo caminho árduo e difícil de Perpétua e os outros cristãos que eram lançados aos animais selvagens para serem devorados, ou mortos ao fio da espada. A história conta que Perpétua colocou a própria espada no pescoço antes de ser martirizada, uma forma de demonstrar que não temia a morte. Os mártires foram enterrados em Cartago, perto da atual Tunis, capital da Tunísia.

Mais de 18 séculos depois, os cristãos podem se reunir na Tunísia. Mas ainda assim, muitos cristãos sofrem perseguição. Muitos deles perdem, por exemplo, todo o contato com sua família. De repente, um novo convertido cristão não é mais bem vindo na comunidade em que vive.

Atualmente, existem cerca de 1500 cristãos na Tunisia, a maioria deles de origem muçulmana. Alguns se encontram em igrejas oficiais espalhadas por várias cidades do país, outros se reunem em igrejas domésticas. A jovem estudante Tahira é uma, entre esses milhares de cristãos tunisianos. A mãe e a irmã dela também se tornaram cristãs, acrescenta. Ela ainda vive com sua família. Ela é muito aberta sobre sua fé, mesmo no Facebook, ela compartilha sua crença.

O jovem Steve de 18 anos foi ameaçado recentemente por alguns muçulmanos conservadores. "Eles me disseram: 'você sabia que temos permissão para matá-lo?' Mas eu realmente não sinto medo. Eu respondi: 'Sim, eu sei que vocês podem fazer isso'. Eles retrucaram que eu era louco de dizer isso. Então eu disse a eles: 'Sim, eu sou louco por Jesus'.Depois disso eles foram embora e não voltaram".

Steve se tornou cristão há cinco anos através da internet. "Eu encontrei um site sobre a Bíblia e me interessei. Entrei em contato com outros cristãos e comecei a frequentar uma igreja doméstica ".

Tanto Steve quanto Tahira participaram de um treinamento de discipulado organizado pela Portas Abertas para cristãos tunisianos. O treinamento é uma das maneiras que a Portas Abertas usa para fortalecer a igreja na Tunísia.

* Por razões de segurança os nomes neste artigo são fictícios.

Adquira o DVD Atrás do Sol e conheça a realidade dos cristãos no mundo muçulmano.

FontePortas Abertas
TraduçãoMarcelo Peixoto

Conheça o site da Missão Portas Abertas!!! >>http://www.portasabertas.org.br

domingo, 15 de abril de 2012

O passado não manda lembranças



O passado não existe.
Se o seu pai era um alcoólatra e, hoje, você depende também do álcool ou, ao contrário, não o tolera, este é o seu presente.
Se, quando criança, aprendeu a gostar de ler e até hoje você é um apaixonado por livros, revistas e jornais, este é o seu presente.
Se, na infância, um cachorro lhe mordeu, o que o obrigou a tomar doloridas vacinas, e, hoje, você não morre de amores por animais de estimação, este é o seu presente.
Se, criança, você esperava os meses de dezembro, janeiro e fevereiro para inesquecíveis férias e, hoje, anseia por 30 dias de pernas para o ar com a família, este é o seu presente.
Se, pequeno, você ia a festas de aniversário e só comia (antigamente era assim em muitos contextos) depois que os adultos se alimentassem e, hoje, você não gosta de festas, este é o seu presente.
Se, menino, apanhava do seu pai por qualquer coisa e, hoje, você é incapaz de levantar a mão contra os filhos e nem contra ninguém, este é o seu presente.
Se, em dias distantes, abusaram de você e, hoje, a amargura está estampada no seu rosto, este é o seu presente.
Se, em tempos recuados, foram duros com você e, hoje, você não perdoa os que falham, este é o seu presente.
Nossa primeira tarefa, portanto, é saber que o passado não existe.

 ISRAEL BELO DE AZEVEDO

Pastor coloca igreja à venda e briga com congregação



A congregação batista de El Sitio, em Honduras, teve que alugar um salão para se reunir, uma vez que o pastor Ángel Denis Irias Gómez, 35 anos, colocou o templo a venda e ameaçou processar os que ousariam nele se reunir.

Fundada há cinco anos, a congregação tinha cerca de 70 fiéis. Eles denunciaram o pastor em matéria publicada pelo jornal La Tribuna, acusando-o de ter se apossado de todos os bens da igreja e de cometer adultério.

O pastor alegou que recebeu dinheiro de doadores dos Estados Unidos que lhe pediram que vendesse o imóvel. Para evitar problemas judiciais, a congregação resolveu alugar um salão para se reunir.

Assim que vender o templo Irias Gómez promete devolver os doadores até o último centavo – 48 mil dólares, o equivalente a quase um milhão de lempiras.

O detalhe é que o pastor colocou o imóvel a venda por 2 milhões de lempiras. Alegou que quer recuperar uma herança pessoal que colocou na construção do templo.

Quanto à acusação dos fiéis de que o pastor cometera adultério, Irias admitiu que caíra em tentação, mas que já tinha pedido perdão a Deus.

Fonte: Agência Latino-Americana e Caribenha de Comunicação (ALC)

Maior empresa de abortos do mundo lança “campanha de oração”


Pastores protestantes incentivam orações para que haja mais abortos

Um grupo de pastores protestantes liberais ligados à Federação Internacional de Planejamento Familiar (conhecida pela sigla IPPF, a maior empresa multinacional de abortos do mundo) comoveu os cristãos da Califórnia, EUA, ao lançar uma “campanha de oração” a favor do aborto e da sua milionária indústria.

O grupo Humboldt County Clergy for Choice, um comitê da IPPF em Eureka, Califórnia, lançou a iniciativa chamada “40 dias de oração e contemplação”, que começou em 18 de março e termina em 27 de abril para promover o aborto. A iniciativa protestante pró-aborto tem como objetivo ser o inverso da campanha “40 dias pela vida”, que anualmente reúne milhões de americanos em oração pelas mães e pelos bebês em gestação.

Os organizadores estão divulgando um folheto sugerindo “intenções de oração” para cada um dos 40 dias.

O primeiro dia foi dedicado a “orar pelas mulheres para as quais uma gravidez não é uma boa notícia, para que saibam que elas têm a escolha de abortar”. No dia 36, a instrução é orar “pelas famílias que escolhem abortar, para que conheçam a bênção dessa escolha”. Em outros dias pedem orações para que as gestantes não deem atenção aos ativistas pró-vida, e orem pelos médicos aborteiros e para que os estudantes de medicina aprendam a realizar abortos.

No último dia pedem para que se faça uma oração de ação de graças e celebração porque “o aborto ainda é seguro e legal” nos EUA.

Com relação à iniciativa protestante pró-aborto, Shawn Carney, diretor e co-fundador da bem-sucedida campanha 40 Dias pela Vida, nos Estados Unidos, lamentou em declarações ao grupo ACI que esse grupo de protestantes use as pessoas “para orar para que mais abortos sejam feitos e para que as mulheres abortem mais”.

“Cada aborto acaba com a vida de um ser humano inocente, criado à imagem e semelhança de Deus. Temos que orar por coisas boas que vão gerar vida, não que pelas que vão tirar vidas”, comentou ele.

“Vimos a IPPF em diferentes anúncios através do país tentando burlar, de muitas formas, a campanha de 40 Dias pela Vida. Geralmente a chamam de 40 Dias de Perseguição ou 40 Dias de Intolerância”, indicou Carney, que também deplorou que as pessoas sejam manipuladas dessa forma.

Shawn Carney disse também ao grupo ACI que “a indústria do aborto está cheia de pessoas que têm mente, alma e coração. Por isso, vimos recentemente que 69 empregados de clínicas de abortos se converteram e deixaram seus empregos”.

Depois de recordar que o movimento pró-vida inclui muitas pessoas que no passado eram abortistas, Carney comentou que a campanha que ele lidera, desde o seu início, já salvou cerca de 6 mil bebês: “muitas das mães nos disseram que se levantaram naquela manhã pedindo a Deus um sinal e foram à clínica de aborto”.

Ver os ativistas pró-vida orando na frente das clínicas de abortos, disse ele, “foi esse sinal”.


Adaptado por Julio Severo de ACI Digital.
Fonte: www.juliosevero.com

sábado, 14 de abril de 2012

30 dias de oração pela Coreia do Norte

Portas Abertas - Servindo cristaos perseguidos
A oração de um justo é poderosa e eficaz. Tiago 5.16

Um dos principais objetivos da Portas Abertas Brasil é aproximar os irmãos da Igreja brasileira dos cristãos perseguidos. Para isso, temos o prazer de disponibilizar materiais que tratem do tema da perseguição de modo amplo ou resumido, que, além de informar sempre, trarão desafios a você, seja doar, visitar, escrever cartas, ou o maior deles: orar pelos irmãos perseguidos.

A Coreia do Norte ainda é o lugar mais difícil do mundo para um cristão praticar sua fé. Qualquer atividade religiosa é vista como uma forma de revolta contra os princípios socialistas do governo e contra o culto à personalidade do líder. Apesar das dificuldades enfrentadas, a Igreja continua perseverando neste país.

A Coreia do Norte está há 11 anos em primeiro lugar na lista de Classificação de países por perseguição da Portas Abertas, um recorde desde que a classificação foi criada, em 1994. Nenhum país ficou por tanto tempo ocupando a posição de maior destaque, sendo aquele onde ser cristão custa um alto preço. Considerado hoje o país mais fechado do mundo por suas políticas de isolamento, a Coreia do Norte é um mundo à parte de tudo aquilo que conhecemos, o que gera uma grande dificuldade quando nos propomos a falar de um regime tão restrito e, principalmente, da perseguição à igreja existente ali.

Dia 15 de abril de 2012, centenário do nascimento de Kim Il-sung, será o dia internacional de oração pela Coreia do Norte. Pessoas de todo o mundo se unirão em oração pelo país, por seu povo e por seus governantes. No mesmo dia, terá início a campanha de 30 dias de oração pela Coreia do Norte.

A Portas Abertas preparou um livreto de oração para quem quiser participar ativamente da campanha dos 30 dias de oração pela Coreia do Norte. Nele, você terá a oportunidade de conhecer mais sobre a história da Coreia do Norte – fundação, política, cultura – e principalmente sobre a Igreja e suas dificuldades. Faça o download e compartilhe com seus amigos e igreja!
 


A reveladora e emocionante história de sobrevivência e fuga para a China de uma família cristã norte-coreana, relatada no livro Fuga da Coreia do Norte, de Paul Estabrooks, demonstra quanto a população norte-coreana – principalmente os cristãos – precisa das nossas constantes orações. Além de lidar com as necessidades básicas de sobrevivência em um dos países mais pobres do mundo, os cristãos norte-coreanos são impedidos de professar sua fé abertamente.

Queridos vamos ajudar a Missão Portas Abertas a divulgar este evento tão importante!!!

Magno Malta e Silas Malafaia - processo contra coordenador LGBT do PT


Em nota do PT, no estilo mordaça gay, censurando o Senador Lindberg Farias, por haver se pronunciado em favor de Silas Malafaia no Senado Federal, Julian Rodrigues, coordenador LGBT do PT, escreveu adjetivos desonrosos e ofensivos contra o Senador Magno Malta e Pr. Silas Malafaia.


Ao Malafaia, Rodrigues chamou de incitador de homofobia, obcurantista e cancro da democracia brasileira. Para Malta, obcurantista e homofóbico. E, no programa Vitória em Cristo, deste sábado, 14 de Abril de 2012, o pastor anunciou que ambos. Malafaia e Malta, o processarão judicialmente, para que prove as palavras frívolas que usou.


Na mesma ocasião, Malafaia cobrou posições de líderes cristãos, Valdemiro Santiago, RR Soares, Edir Macedo, José Wellington Bezerra da Costa, por se manterem calados diante das investidas da militância gay contra a Igreja do Senhor.


Malafaia também, cobrou o líder do PT no Senado, Valter Pinheiro, também evangélico, e disse querer saber qual é o pensamento do Partido dos Trabalhadores, pois a nota de Julian Rodrigues é ofensiva contra todos os cristãos brasileiros. Veja a nota de Julian Rodrigues:
Nota do PT considera cristãos idiotas manipuláveis

Malafaia conclamou os cristãos brasileiros a votarem conscientemente nas próximas eleições. Realmente, a resposta mais poderosa vem através do voto.

E.A.G.

Fonte: http://belverede.blogspot.com.br/


LANÇAMENTO DO MEU LIVRO, EM BREVE

Postagens Recentes